domingo, 5 de maio de 2013

Como fazer low carb em viagem?

Fazer low carb em casa é fácil. Afinal, escolhemos o que compramos no supermercado, e escolhemos o que temos em nossas geladeiras e prateleiras. Mas e quando viajamos? E se for uma viagem para um local estranho?

Bem, pode não ser fácil, mas não é impossível. Basta ter um pouco de imaginação, força de vontade e andar prevenido.

Pois bem, esta postagem será um diário fotográfico de minha ida a San Diego, Califórnia, de onde lhes escrevo (em virtude da participação em um congresso de urologia).

03/05/13 - Sexta.
Bom almoço em casa (picadinho com vegetais, salada, nata com whey de sobremesa) - uma refeição assim assegura muitas horas sem fome, de modo que não há necessidade de se preocupar com o que comer no avião. Avião de Porto Alegre a São Paulo no meio da tarde.

O vôo para os EUA só sai de Guarulhos às 21h. Vou procurar alguma coisa para comer no aeroporto. Olha só o que encontrei (dica do colega Marcelo Bicca):
Olhem bem, o segundo de baixo para cima: um hamburger low carb!! Não é o máximo? Custa absurdamente caro, mas fiz questão de pagar apenas para prestigiar o restaurante "Carl's Jr." por esta ideia sensacional. Mas, se não quisesse comer isso, há um buffet no aeroporto onde pode-se comer peixe/frango/carne e salada.

Mas enfim, está aí, um hamburger completo, no qual o pão foi trocado por alface americana - precisa muitos guardanapos...

Ok, uma vez embarcado para um vôo de 9 horas e meia, não há mais solução, certo? Certo? Errado. Primeira regra de quem quer manter uma dieta low carb em viagem: não ficar com fome. Segunda regra: estar sempre preparado. Não embarco em avião sem um suprimento de castanhas, amêndoas ou nozes:

Não precisei das castanhas, pois já havia comido o hamburger low carb. Mas então, veio a janta do avião: salada mista, um pão, manteiga, carne assada, moranga, polenta e pudim. E aí, vamos jogar tudo pro alto e raspar o prato? Não, e o truque é que não estamos quase com fome - é preciso comer tanto das coisas boas que não sobre espaço para as coisas ruins.



Comi a carne assada, as morangas (com a manteiga!), e a salada. Água mineral com gelo para acompanhar.

04/05/13 - Sábado.
Mais de 9 horas depois, pouco antes das 5 da manhã, vem o café da manhã do avião. Eu não durmo em avião, passei a noite assistindo filmes, e estou moído. E eis o café da manhã:

E aí, estamos exaustos, o croissant está quentinho, vamos jogar tudo para o alto e rapar o prato? Não, pois mais uma vez não estamos com fome. Lá pelas 4 da manhã comi um saco de 100g de castanhas de cajú. Assim, comi apenas as frutas, bebi um café com leite e despejei todo o conteúdo do pacotinho de manteiga dentro do meu café, para desespero do americano que está sentado do meu lado (e que já me acha um maluco por fotografar minha comida). A propósito, 3a regra para manter low carb em viagem (e em qualquer outro lugar): os outros que se explodam.

Cheguei em Nova Iorque. Sol nascendo. Noite inteira sem dormir. Fila gigantesca na imigração. Uma hora de pé. Mais incontáveis minutos na fila da segurança para embarcar no próximo vôo, tira o cinto, tira o sapato, aquelas coisas... Em virtude dessa demora toda, morreram meus planos de tomar um café da manhã sentado em algum lugar que tenha um omelete. Tive que embarcar direto. Mas deu tempo de bater esta foto no portão de embarque do aeroporto de Nova Iorque:
Tem um monte de porcarias à venda, mas tem nozes, castanhas e frutas, ou seja, mesmo que você tenha esquecido de trazer de casa, sempre há onde comprar, é só ter boa vontade de procurar.

Vôo interminável para San Diego, saindo do Atlântico e indo até o Pacífico. Estava bem alimentado, zero de fome. Tomei café com um pouco de leite umas 2 ou 3 vezes.

Quase 24 horas depois do início da viagem, chego a San Diego, perto do meio-dia, hora local. Um pouco de fome. Nada decente para comer à vista. Tenho castanhas, mas não estou com vontade de comer castanhas. Resolvo não comer nada - afinal, isso não é difícil para que faz low carb (que diminui a fome) e para quem já teve alguma experiência de jejum intermitente.

Descobri que em qualquer lojinha de conveniência vende-se uma coisa que sempre escuto nos podcasts americanos - "Beef Jerky", uma carne seca, curada e bem temperada, um misto de bacon com charque, que não precisa refrigerar, e que é uma delícia (esse aí de baixo é com pimenta). 

Tinha pra vender até na loja de souvenires do hotel, junto com os chocolates! A marca que eu achei  tinha açúcar (5g pra cada porção de 30g de Jerky) - mas, enfim, estou sem carro aqui, não posso ir a um supermercado grande para escolher outras marcas - o bom é melhor que o ótimo, vai essa mesma - beef jerky e um copo de café do Starbucks (do tamanho de um balde) para substituir o almoço no centro de convenções.

Janta: Há quase 36 horas sem dormir, não quero ir a restaurantes com os amigos hoje - preciso apenas de um lanche low carb.  Vem aqui a dica: ao menos nos EUA, sempre que você quiser um hamburger sem o pão, basta pedir - "without the bun". Especialmente no Jack in the Box e Burger King. Pedi o maior cheeseburger de todos, pedi para colocar bacon extra, e pedi "without the bun" - a menina nem piscou, não me olhou diferente nem nada. Olha que legal o resultado:
Já vem num potinho especial para manter o formato de hamburger. Abaixo, o aspecto após eu levantar um pedaço da alface que substitui o pão:
Bem melhor e bem mais barato do que o hamburger low carb do Carl's de Guarulhos: este aqui custou apenas US$ 4,90.

Voltando para o hotel a pé (este fast food fica a 1 Km do hotel), encontrei um armazém. 95% porcarias industrializadas cheias de carbs, mas mesmo assim foi possível fazer um pequeno rancho para deixar no hotel:
Ovos, presunto, salsichas, beef Jerky. No quarto do hotel tem microondas. Mas e os ovos, não vão explodir? E a regra de estar preparado, já esqueceu? Trouxe junto do Brasil um dispositivo para preparar ovo cozido no microondas em menos de 2 minutos:
Enfim, não se passa fome, e é possível manter o controle nas situações mais adversas sem gastar muito - afinal, não dá para almoçar e jantar todos os dias nas maravilhosas e caríssimas "steakhouses" daqui. Amanhã continuo esta narrativa - vamos ver se consigo fazer isso até a minha volta, sexta que vem. Depois disso, não quero mais saber de gente dizendo que não consegue fazer a dieta... Em casa é TÃO mais fácil...

******* Domingo, 05/04/2013 *********
7:30 da manhã, boa noite de sono.
Café da manhã:
Omelete de 3 ovos recheado com Bacon e coberto com queijo cheddar (cheddar de verdade, não aquelas coisas processadas). As batatas fritas faziam parte do prato.

Estava delicioso - melhor ainda com esta vista:
Como eu já disse em uma postagem prévia, ninguém te obriga a comer alguma coisa apenas por estar no seu prato
Por exemplo:
E sim, eu comi algumas batatinhas. Porque algumas batatinhas não vão te matar - desde que você consiga comer apenas ALGUMAS.
Agora é meio-dia, e ainda estou completamente sem fome depois deste café da manhã. Se achar algo bom para comer no centro de convenções, OK, caso contrário, tenho castanhas e beef jerky aqui comigo, e posso muito bem pular esta refeição.

********

Durante a tarde, comi meus lanches (beef jerky, castanhas).

À noite, janta com os colegas, maravilhoso restaurante:
Uma salada Cesar é sempre uma boa pedida - apenas lembre-se de pedir para que venha sem os croutons (os pãezinhos). Para beber, qualquer restaurante nos EUA tem a opção de Ice Tea - lembre de pedir "unsweetened" (não-adoçado).


Filé com pimenta e molho de bluecheese + vegetais refogados e um cálice de vinho - alguém ainda acha que esta é uma dieta de provações?


******* Segunda, 06/05/13 ********
Fui dormir tarde, tinha que acordar muito cedo - comi no quarto do hotel mesmo, as coisas que havia comprado no outro dia:

Isso foi às 7h da manhã. Chegando no Centro de Convenções, tomei um café da Starbucks que deve ter quase meio litro. São 11h e nem sei o que é fome.

Hoje há dois eventos com comida de graça, um no almoço e outro na janta - será este o momento que capitularemos perante os carboidratos e o glúten? Haverá opções? Aguarde os próximos capítulos...

*********

O almoço grátis era uma porcaria, uma caixa com 2 sanduíches enormes, um saco de batatas fritas, um potinho de massa e um biscoito com pedaços de chocolate, além de uma coca diet. Bem, fazer o quê, era grátis...
E agora, quê fazer?
Simples, é só comer o recheio (peito de peru, queijo e alface):

Ok, deu uma vontade enorme de comer uma sobremesa. Bolos, doces e biscoitos estão em todo o lugar, mas não vejo nenhuma fruta nos arredores. Decidi então dar uma caminhada, e achei um lugar promissor:
Promoção: leve 5 chocolates e pague 4:
1 copo de leite tem mais açúcar do que uma barra inteira deste chocolate. E o sabor... sensacional. 

A janta foi uma agradável surpresa: só de olhar o salão, já era possível saber que tratava-se de coisa boa:
Observem que há uma pilha de pãezinhos no buffet, com uma pirâmide de bolinhas de manteiga ao lado:
Felizmente, os pães não se movem sozinhos, de modo que não há risco de pararem no seu prato inadvertidamente.

Havia ainda uma opção de talharim ao funghi. Mas, como sempre, havia muitas outras opções. Olhem, por exemplo, esta salada: não parece uma pintura?

1o prato que servi:

Segundo prato (que casou muito bem com o vinho tinto da Califórnia):

A propósito, repararam que até agora não comi nenhuma proteína nesta refeição? Eu já disse MIL vezes, mas não custa repetir: uma dieta páleo NÃO é uma "dieta da proteína", é simplesmente uma dieta da qual foram retirados os carboidratos processados e grãos. Uma verdadeira dieta páleo tem MAIS vegetais do que a dieta ocidental habitual.

Por fim, o prato principal: lombinho de porco com molho de pera e filé com molho de cogumelos:
Realmente, um sofrimento esta comida dietética, não é mesmo??

De sobremesa, 2 quadradinho do chocolate 86% cacau - e vou dormir feliz.

Um último pensamento para fechar este dia 06/05/13: observem, do início desta postagem até agora, que é possível manter-se na linha com orçamento baixo e orçamento alto, em situações informais e situações sociais formais, em terra e no ar, enfim, BASTA QUERER.

07/05/13
Café da manhã - frios e ovos no quarto do hotel, como ontem.

Vou aproveitar para responder aqui o questionamento de uma leitora, pois acho relevante para todos.
A leitora Marcela pergunta:
Doutor, gostei muito do seu relato, excelente para nos esclarecer mais, mas fiquei com algumas dúvidas:
1- A maioria das castanhas, nozes e congêneres são torradas com óleo vegetal, pode-se consumi-las ainda assim?
2- Sempre li que vinho contém carboidratos e, além disso, nossos ancestrais paleolíticos consumiam vinho? O vinho não seria uma invenção mais recente? Eu achava que sim.
3- Outra dúvida se refere a salsichas, linguiças, embutidos e afins, com certeza isso não existia no paleolítico, não?


Eu não sei se ficou claro, mas aparentemente não. Esta postagem não tem como objetivo relatar o que seria uma dieta ideal. O objetivo aqui é mostrar a vida como ela é, no mundo real, em uma viagem internacional na qual a)não estamos em nossa casa  b)não estamos em nosso país  c) participamos de eventos sociais em que há comida.
Assim, vou responder as questões uma a uma dentro desta perspectiva:
1) Sim, estas castanhas são torradas em óleo vegetal. Mas quando a alternativa são pães, biscoitos e bagels, isso torna-se irrelevante, pois a castanha mais industrializada é MUITO melhor do que o pão mais integral;
2) O vinho tinto seco tem alto grau de fermentação. Isso significa que as bactérias já transformaram quase todo o açúcar em álcool. De fato, 100 ml de vinho tinto seco contém 2g de açúcar, ou seja, nada (http://nutritiondata.self.com/facts/beverages/3847/2). É evidente que não havia vinho no paleolítico. Também não havia aviões, o que tornaria minha vinda à Califórnia mais difícil. Também não havia bananas, maçãs, alface, cenouras - essencialmente NADA do que comemos hoje existia no paleolítico. "Paleo" é um modelo, uma ideia geral no sentido de tentar emular no mundo moderno aqueles aspectos do estilo de vida com o qual evoluímos a fim de melhorar nossa saúde e bem estar. Seria tolice tentar viver exatamente como nossos antepassados. Quem me conhece sabe que eu praticamente não bebo, e isso sempre foi assim, desde muito antes de tomar conhecimento a respeito de dieta páleo ou low carb. Mas com certeza é melhor beber 1 cálice de um bom vinho tinto seco do que uma coca-cola.
3) evidentemente embutidos não existiam no paleolítico, mas o que eu deveria comer então, uma vez que eu tinha que sair do hotel antes da hora em que o café da manhã abria? Bagels? Doughnuts? Barras de cereal? Muffins? Entenda que é necessário fazer o possível com a aquilo que se dispõe, dentro das circunstâncias.

Eu já escrevi 1000 vezes isso neste blog, mas não custa repetir: o ótimo não pode ser o inimigo do bom. A busca da perfeição em um estilo de vida low carb / páleo está fadada ao fracasso (além de gerar stress, o que também não é bom). E a reação das pessoas ao "fracasso" é a frustração, que frequentemente é seguida de "vou jogar tudo pro ar e me esbaldar". É incrível, mas é assim que a psicologia humana tende a funcionar. Não consegui comer um filé de gado alimentado com pasto e verduras orgânicas? Então azar, vou comer uma pizza com massa Pan no Pizza Hut. Não consegui achar castanhas orgânicas assadas em manteiga de cacau? Então azar, vou comer uma rapadura.

O mundo não é preto e branco - há tons de cinza (50?). Uma carne de fast food aqui nos EUA, mesmo que eu saiba que vem de animais alimentados com grãos, é muito melhor do que uma pizza. Uma castanha Royale com um pouco de óleo de soja é muito melhor do que qualquer coisa que eu vá encontrar no centro de convenções ou dentro de um avião.


Ok, com isso em mente, vamos ao almoço de hoje, no qual os princípios acima foram colocados em prática. Afinal, eu estava com um grupo de amigos, e não podia ser o chato que iria dizer "aqui não posso comer". Fomos a um restaurante mexicano.

Entrada: 
Estes nachos são feitos de milho. Não são low carb, mas também não são de trigo (eu perguntei para ter certeza - menti para o garçom e disse que eu era celíaco). Como disse acima, não é necessário ser perfeito o tempo todo. Comi umas 4 ou 5 delas com os molhos.

Prato principal:
E agora? Simples, comi os tacos com carne, queijo e salada, incluindo as tortillas (feitas de milho, sem glúten). Experimentei um pouco do feijão, mas deixei o feijão e arroz no prato. Esta refeição inteira deve tido uns 50g de carbs, pelos meus cálculos. Mesmo que fossem 100g, ainda seriam muito menos do que a típica refeição americana. Como disse acima, o ótimo não pode ser o inimigo do bom, e devemos fazer o possível dentro do que as circunstâncias permitem. Diga-se de passagem, a comida estava ótima.

****** Dias 8 e 9 de maio
Final de viagem, andei comendo (muito bem) em um restaurante argentino, e esqueci de documentar.

Mais algumas fotos ilustrativas - janta de ontem:
Água na boca, hein? A foto acima foi no OutBack. Em Porto Alegre, este restaurante é muito caro. Mas nos EUA, o filé acima mais uma salada (que eu não fotografei) com bluecheese e nozes pecan (inimaginavelmente boa) custou 15 dólares! Um pouco mais do que se gastaria para comer lixo no McDonalds.

Almoço de hoje: uma salada Caesar com queijo frito em cima - e o onipresente chá gelado (que TODOS os restaurantes têm).

Está aí um prato para convencer crianças a comer brócolis - parece um desenho, não é mesmo?

Ah, sim, e um lembrete importante: as batatas e pães não se agarram aos seu talheres se você não deixar:

Escrevo do aeroporto em San Diego, e aproveito para encerrar esta longa e biográfica postagem. Nas próximas 24 horas vocês já sabem (basta voltar ao início da postagem): castanhas e chocolate amargo na bagagem de mão, aproveitar o pouco que dá da comida que vem no avião, e café. É possível comer bem e SEM CULPA até mesmo nas situações mais adversas. Por que não em casa, onde é bem mais fácil? Pense nisso.

156 comentários:

  1. Adorei o reltao Dr. Jairo!
    Espero que volte com muitas novidades para nos enriquecer ainda mais.
    Meu relato:
    Como viajo sempre e é pra dentro do Brasil, e (cada lugar) também aprendi a me virar... Na última viagem para Uberaba-MG, levei meu óleo de côco e pedia no hotel pra me fazerem omeletes com ele e comia junto com os queijos deliciosos de Minas... Vou agora pra Goiânia e lá fico em casa de parentes e levo também meu óleo de côco, minhas macadâmias... e não me aperto. E quando dá pra viajar de carro, levo até meus ovos orgânicos...
    Pra tudo realmente se dá um jeito, é só querer!

    ResponderExcluir
  2. Dr. Souto, que relato legal! cheio de humor e informação.
    Melhor frase desse post, e que aconselho a TODOS adotarem: "os outros que se explodam." Ri alto!!! kkkkk

    ResponderExcluir
  3. E a dica é perfeita! "Os outros que se explodam!"
    Semelhante ao dia em que estava fora da cidade e pedi numa churrascaria salada, refri zero e churrasco. O garçom disse:


    -Tem uma carne-de-sol bem magrinha e bem passada ali, vou separar.


    Eu reagi:


    -Traga uma carninha gorda por favor, se tiver bisteca de porco pode trazer!


    Ele me olhou estranho, mas trouxe. Depois eu expliquei que o motivo é uma dieta e ele olhou mais estranho ainda!

    ResponderExcluir
  4. A cara do sujeito quando coloquei a manteiga no café não tem preço :-)
    Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from android phone
    Em 05/05/2013 06:48, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  5. Divertido e informativo.
    Estou fazendo a dieta. E tenho uma viagem pela frente.
    Vamos ver...

    ResponderExcluir
  6. Gustavo Gerhardt5 de maio de 2013 17:55

    Dr. Souto, vi em algumas postagens que na dieta low carb devemos comer em maior quantidade gorduras naturais, depois proteína e depois carbs. Mas eu sou uma pessoa que adora carne e como em média uns 3 bifes só no almoço. E depois só como alguma proteína na janta.
    1) Existe algum problema em comer essa quantidade de proteína na dieta?

    2) Não consigo imaginar em uma dieta que consiste em mais da metade em gorduras naturais... Quando penso nelas o que me vem a mente são apenas manteiga, óleos e gorduras das carnes...

    Obrigado!

    ResponderExcluir
  7. Gustavo, as pessoas às vezes confundem o peso (quantidade aparente) dos alimentos com os seus macronutrientes. Veja, um bife é predominantemente gordura em termos de calorias. Por exemplo, um filé típico é 60% gordura e 40% proteína em termos de calorias (1g gordura tem 2x mais calorias do que 1g de proteína - http://nutritiondata.self.com/facts/beef-products/3796/2). Esses números são em termos de calorias. Em termos de peso, um filé é 60-70% água. Se vc não quer, não precisa se aprofundar em cálculos nutricionais. Apenas lembre-se de não TENTAR diminuir a gordura das coisas (tipo comer carnes super-magras, peito de frango, ovos sem a gema). Se vc comer comida de verdade COM a gordura que vem junto, você estará automaticamente comendo mais gordura (em termos calóricos) do que qualquer outra coisa.

    ResponderExcluir
  8. OI Dr. Amei o post!!
    Vou fazer uma cirurgia agora no dia 8/05 comentei com meu medico que fazia dieta low carb e ele me falou que um possível aumento dos corpos cetônicos no corpo aumenta o risco de hemorragia e eu com coloquei frutas e batata doce na minha alimentação e meu peso subiu rapidamente 2kg ai que raivaaaaa!!!! mas fiz isso agora na ultima semana antes da cirurgia e ja tem 3 meses que estou low carb.

    ResponderExcluir
  9. Relato Sensacional Dr. Solto.
    Mostrando que tudo é possível, em termos de dieta, com um pouco de planejamento e muita motivação para não sair da linha.

    ResponderExcluir
  10. Obrigado.

    Veja, há apenas 2 artigos (que eu consegui encontrar) tratando sobre dieta cetogênica e coagulação. Um artigo é em crianças tratadas com dieta cetogênica para epilepsia (uma dieta cetogênica bem mais severa do que indução de Atkins) - 30% dessas crianças têm uma diminuição da agregação plaquetária, nenhuma com sangramento. O outro artigo mostra que várias crianças com epilepsia refratária têm defeitos de coagulação - ou seja, a dieta cetogênica não seria a causa dos defeitos de coagulação, apenas um marcador de epilepsia refratária.

    Na prática - e aqui falo como cirurgião - não há impacto.


    Em 5 de maio de 2013 16:14, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  11. Herr Professor!!! Dr. Souto, fico feliz em saber que está se virando em sua viagem pelos Yankees e postando suas soluções, isto além de nos incentivar, justamente porque trata-se de um testemunho de um médico que faz-o-que-prega, indica verdadeiras "táticas" para driblar as dificuldades às vezes intransponíveis para nós, os normais. Rs. Boa continuação, mande mais notícias... OBRIGADO DOUTOR!

    ResponderExcluir
  12. Pode deixar, estou no meio de uma aula, comendo umas castanhas (agora são 17:50 e eu não almocei). Vou narrar toda a viagem, está sendo divertido, uma espécie de Big Brother low carb :-)

    Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from android phone
    Em 05/05/2013 17:40, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  13. Doutor, só duas coisinhas, uma curiosidade e uma dúvida. Manteiga no café?? É isso mesmo? Porque o sr fez isso, qual o proveito na alimentação. Fiquei curiosa.
    Outra coisa, eu levo sempre na bolsa pacotinhos de amendoins de 30 gramas, qdo a fome aperta é com um desses saquinhos que me satisfaço. O que o sr acha? Seria melhor castanhas?

    Muito Obrigada
    Andrea

    ResponderExcluir
  14. Andrea, o café com manteiga além de ser gostoso, mata a fome. No caso do avião, comer só frutas não dava - provoca um pico de insulina que é contraproducente. O café com manteiga não é criação minha, é do David Asprey (procura no google bulletproof coffe).

    Amendoim é um legume, isto é, cresce em vagens, e tem os mesmos problemas do feijão e da soja. Se não houvesse nenhuma outra opção - num avião por exemplo - seria uma alternativa. Mas nozes são MUITO melhores (isso inclui castanhas).


    Em 5 de maio de 2013 18:07, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  15. Blz, então mudarei para as castanhas. Tem quantidade para o consumo. Talvez no meu caso eu possa poucas porque faço Atkins, porém assim como com os amendoins só comerei qdo não houver outra opção e a fome estiver negra!


    abrs e muito obrigada!
    andrea

    ResponderExcluir
  16. Quando um dia sua viagem for para Fortaleza, que alívio terá, pois da carne do sol ao camarão, das castanhas e queijos, a fartura será grande, sem falar da buchada, panelada, cachaça, eita má. Depois venha passar as férias por aqui e como tema: Low carb na "terra do sol". Boa viagem e ótimos estudos!

    ResponderExcluir
  17. Adorei o post!!!informação com descontração: adoro! Ri muito!!! Ahh! Hj ja perdi vergonha de fotografar pratos e pedir temaki sem arroz. Mas ainda ha lugares em que peço e me olham esquisito. posso pedir o mcdonalds bacon sem o pão ou tirar o pão? O hamburger wue vem nele é saudavel? Ou seria apenas uma opção "emergencial"? E quanto ao leite que o sr falou que tomou muito com café, a lactose por ser o açúcar do leitr nao ira provocar picos na insulina?? A lactose não é prejudicial mesmo se vc não tiver um grau alto de intolerancia? Um ótimo congresso pra vc!!!

    ResponderExcluir
  18. Olá Doutor. Antes de mais, obrigada por toda esta partilha de informação. Desde que descobri o blog que o tenho lido atentamente e acho impressionante a quantidade de falsas-verdades que nos impingem todos os dias. Entre outras coisas.
    Doutor, sou portuguesa, tenho 23 anos, 1,77 cm e 57 kg. Adorava engordar 5 kg, mas não consigo. Pelo contrário, parece que emagreço cada vez mais. Há uns anos descobri que tenho colesterol alto (mandaram-me cortar todas as gorduras e fazer exercício. Faço exercício regularmente e mesmo com esse corte de gorduras os valores sobem ou, pelo menos, não descem). Dois anos depois desse diagnóstico de hipercolesterolemia, o meu estômago (e intestino) começou a roncar constantemente, de forma absurda e muito constrangedora, ao ponto de afectar o meu rendimento escolar. Não era por fome, isso acontecia a todos os momentos, tivesse ou não acabado de comer. Fiz uma endoscopia e detectou uma gastrite no antro. O stress foi apontado como sendo a causa, chegaram até a receitar-me anti depressivos (tomei apenas um comprimido porque me fez terrivelmente mal ao estômago e porque, sinceramente, não acreditava que aquela fosse a solução. Também não queria viciar no medicamento). Com ausência de respostas e interesse por parte da comunidade médica, comecei a procurar, por minha conta, explicações e soluções para o meu caso. O colesterol mantém-se elevado, os roncos no estômago também. A minha concentração e memória já não são o que eram e, por causa das estatinas que andei a tomar, fiquei com proteinúria na urina. Larguei todos os medicamentos e quero resolver o problema através da alimentação, porque tenho a certeza que é essa a chave da cura. Tenho estado muito atenta às respostas do meu corpo a cada refeição que tomo e, curiosamente, quando como gordura é quando me sinto melhor e o estômago fica em silêncio. O problema é que não quero, de todo, emagrecer. Pelo contrário. E, por isso, tenho receio de iniciar dietas.
    Queria uma parecer seu, Doutor. O que achas que posso/devo fazer?
    Muito obrigada pela atenção e por ler todo o texto.
    Felicidades e continuação de um bom trabalho.

    ResponderExcluir
  19. E aqui por Pernambuco manteiga com café é tradição!

    ResponderExcluir
  20. Só vai sofrer porque não vai ter um cuscuz nem uma macaxeira pra acompanhar!

    ResponderExcluir
  21. disqus_c8f0SjB28N6 de maio de 2013 12:02

    Olá doutor. Obrigado pelas lições inspiradoras e humoradas. Bem, como estamos falando em momentos em que manter a dieta é difícil gostaria de tirar dúvidas com relação aos liquidos:
    1° Devemos ingerir água de hora em hora ou quando sentir sede?.
    2° O aumento da ingestão de água pode ajudar no emagrecimento?
    3° É verdade que não se deve ingerir água enquanto se come?
    4° Comecei Low-Carb com muito sucesso, mas agora estou um pouco estacionado e falta tão pouco (tenho 28 anos, !.83m e 89kl) será que a cervejinha e o vinho são os vilões? Já tentei o jejum e aparentemente não há efeito sobre meu organismo. Qual sua dica doutor? ficaria satisfeito em emagrecer apenas mais 5 kl e isso é pouco comparado aos quase 15 kl que já perdi.
    Obrigado pelo trabalho, um forte abraço

    ResponderExcluir
  22. Muito bom! tenho uma viagem e já estava com dúvidas, agora não mais.
    Continue postando, estou adorando.

    ResponderExcluir
  23. McDonalds nunca será uma opção saudável. Tudo é frito em óleo de soja, os molhos são processados, a carne eu não quero nem pensar. É uma opção emergencial - fiz isso mais para provar aos leitores que SEMPRE há uma opção.


    Quanto ao leite, tem cerca de 15g de açúcar em um copo. Eu coloco um pouco de leite no café, e não um pouco de café no leite. Uma quantidade compatível com minha tolerância pessoal aos carboidratos.

    ResponderExcluir
  24. Sério??


    Em 6 de maio de 2013 04:19, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  25. Prezada S's.

    Tenho certeza que vc poderá se beneficiar de uma dieta páleo. Para evitar um emagrecimento indesejado, consuma mais frutas e carboidratos seguros, como arroz branco, raízes (batatas, batata doce, etc) e frutas. Como já disse várias vezes no blog, o grande benefício é a remoção do glúten, do açúcar, dos óleos vegetais extraídos de sementes e, em menor grau, da soja, lentilhas, feijões.

    Após 60-90 dias, repita seus exames, tenho curiosidade de saber como ficaram, ok?


    Em 6 de maio de 2013 02:25, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  26. Dr. Souto me diz o nome e onde comprou o treco pra cozinhar ovos no microondas, preciso de um destes!!!!

    ResponderExcluir
  27. Alguém sabe se o livro dieta TNT tem disponível em formato digital também ou só impresso?

    ResponderExcluir
  28. Ok Doutor. Obrigada pela atenção. Hoje já apliquei a dieta e, curiosamente, não senti em nenhum momento fome ou dor de estômago, nem ronco sequer!! Estou entusiasmada! Vou cumprir direitinho e quando repetir os exames passo aqui para partilhar o resultado. Obrigada!

    ResponderExcluir
  29. Em inglês, tem em formato digital


    Em 6 de maio de 2013 12:56, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  30. Minha mãe comprou :-) Loja de coisas para casa.


    2013/5/6 Disqus

    ResponderExcluir
  31. Emerson costuma encontrar até em lojas de 1,99. O meu eu comprei numa loja dessas. E tem um tbm pra omelete no micro! No Extra e no carrefur costuma ter tbm.

    ResponderExcluir
  32. Show de bola, vou ver se hoje mesmo já acho. Só faltou o ovo cozido já sair sem a casca, hehehe

    ResponderExcluir
  33. Não vá colocar o ovo inteiro, né? Ele explode! kkk

    ResponderExcluir
  34. Esqueci de perguntar, para cozinhar tem que colocar água no recipiente?

    ResponderExcluir
  35. Emerson, vc quebra o ovo e coloca no recipiente próprio e coloca no micro. E ainda precisa fazer uns furinhos, bem delicadamente com o garfo, na clara e na gema. Eu costumo usar até um palito de dente!

    ResponderExcluir
  36. Que poste legal! Muuuuito bem feito e detalhado =)
    E o melhor que é de grande ajuda

    ResponderExcluir
  37. Otimo depoimento, obrigado pelas dicas e pelos detalhes das comidas americanas.

    ResponderExcluir
  38. Justamente isso eu ainda estava na dúvida, de cozinhar ele com casa, pois vi na foto que Dr. Souto postou: 1 ovo já cozido, 2 salsichas e 2 presuntos, como ele conseguiu então cozinhar aquele ovo? :(

    ResponderExcluir
  39. Eu comprei ele já cozido na loja de conveniência!


    Em 6 de maio de 2013 20:33, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  40. Na revistinha da Avon, aquela de coisas para casa, vende.

    ResponderExcluir
  41. Gabriel de Oliveira7 de maio de 2013 07:59

    Estou adorando. Parabéns. Praticamente uma aula prática!

    ResponderExcluir
  42. Daniel Ricci Araújo7 de maio de 2013 08:30

    Dr., quando estive nos EUA em março fiz tudo bem parecido, até me identifiquei com seu relato, hehehe. Inclusive comi o mesmo lowcarb burguer no Carl's Junior do aeroporto da Cidade do Panamá. E mandei ver no fast food bunless, hehehe. O que eu mais gostei foi o Baconator do Wendy's. Até comentei no face que, antes da low carb, viagem a passeio era garantido que, na melhor das hpóteses, voltaria com o mesmo peso, e põe melhor das hipóteses nisso. Mas agora, é inclusive uma oportunidade de se perder peso, com as caminhadas a passeio e tudo mais. Se se acrescentasse uns sprints e uns apoios, seria uma típica semana estilo Mark Sisson, hehehehe

    ResponderExcluir
  43. Agora entendi. Nada de casca então, tudo bem, já comprei o meu, estou equipado agora!!! hehehe

    ResponderExcluir
  44. Mas por que a preferencia pelo arroz branco e não o integral Doutor ?

    ResponderExcluir
  45. Dr. Souto, que sofrimeeeeento! hehehe. A propósito, capa da Vogue Brasil: http://vogue.globo.com/mundo-vogue/noticia/2013/05/comer-pra-que-fazer-jejum-esta-na-moda-saiba-mais-sobre-dieta-da-vez.html

    ResponderExcluir
  46. Emerson, parece que este recipiente cozinha o ovo inteiro mesmo! Vou procurar pra mim tbm!

    ResponderExcluir
  47. Carlos Salerno Gonçalves7 de maio de 2013 12:37

    Show!!! Realmente grande postagem...pois é extremamente útil...após seu retorno vamos organizar o encontro dos profissionais Lowcarb-Paleo de POA...abração!

    ResponderExcluir
  48. http://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2013/05/07/por-que-algumas-pessoas-nunca-engordam-estudo-com-ratos-pode-explicar.htm

    HAHA AHAHA como adoro dar risada dessas coisas, mais ao mesmo tempo é realmente decepcionante ver as pessoas quebrarem a cabeça culpando a gordura, tanto os pesquisadores qto as pessoas que leem e seguem as recomendaçoes,

    ResponderExcluir
  49. Doutor, gostei muito do seu relato, excelente para nos esclarecer mais, mas fiquei com algumas dúvidas:
    1- A maioria das castanhas, nozes e congêneres são torradas com óleo vegetal, pode-se consumi-las ainda assim?
    2- Sempre li que vinho contém carboidratos e, além disso, nossos ancestrais paleolíticos consumiam vinho? O vinho não seria uma invenção mais recente? Eu achava que sim.
    3- Outra dúvida se refere a salsichas, linguiças, embutidos e afins, com certeza isso não existia no paleolítico, não?
    4- Quero começar essa dieta e, a princípio, achei que seria uma boa ideia fazer o período de indução que a dieta de Atkins propõe, mas depois de buscar mais algumas informações, fiquei na dúvida se seria necessário ou não induzir a cetose com menos de 20g de carbs por dia.

    Desde já agradeço as informações!

    ResponderExcluir
  50. Olá Marcela Helena.

    Existem castanhas que são assadas e tbm existem as cruas que vc pode tostar como quiser.

    Vinho não contém carbs, não eleva a insulina, portanto não engorda. Dr. Souto me corrija mas o álcool dificulta o emagrecimento por que exige muito do fígado e por isso ele vai parar temporariamente de queimar a gordura.

    Embutidos não são páleo, mas como quase não tem carbs, adotamos! Note que o blog é páleo / low carb! Existem sim as pessoas que adotam a somente a páleo. Leia isto: http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/02/prezado-dr-souto-este-alimento-e.html

    Não é necessário estar em cetose para emagrecer. Mas se quiser experimentar, mal não fará!

    ResponderExcluir
  51. Olá José Carlos. Faço dieta low carb há mais de três anos e me identifiquei muito com o seu post. Já adotei essas estratégias diversas vezes em viagens e realmente, se estamos bem alimentados, não passamos vontade.
    Adoro essa dieta.
    Parabéns pelo seu blog.

    ResponderExcluir
  52. Com casca? Certeza?

    ResponderExcluir
  53. Fiz hoje 2 ovos poché, ficaram muito bons!! Muito pratico e rápido! Quando voltar da academia será minha opção de proteína rápida!!

    ResponderExcluir
  54. Doutor, obrigada por responder aos meus questionamentos! Estou iniciando a paleo agora, confesso que ainda não tenho muito conhecimento, mas com os complementos feitos no seu post agora, ficou tudo muito mais claro pra mim. Obrigada pela ótima explicação!

    ResponderExcluir
  55. Obrigada a vc também, Patricia. Eu não consigo ver meus comentários nem a sua resposta aqui direto na página de comentários, então não estou sabendo como responder certinho pra sair exatamente embaixo de onde vc respondeu...espero aprender a mexer aqui com o tempo!

    ResponderExcluir
  56. Agora consegui ver meu comentário, porque não consigo ver os outros comentários meus?

    ResponderExcluir
  57. Muito grata! Ainda estou iniciando... Ficou bem mais claro agora!

    ResponderExcluir
  58. Doutor, otimo o relato sobre a experiencia de viajar e continuar seguindo a alimentacao do jeito que dá. Estou começando a adoptar esse tipo de alimentação e ainda há um paradigma que precisa ser quebrado por mim. Comer gordura é melhor que nao comer? Exemplificando: comer peito de Peru e comer salame dá na mesma em relação à perda de gordura? Outra duvida: o senhor já é magro certo? O seu peso estabiliza a partir de um certo momento quando adotada esse tipo de alimentação ?

    ResponderExcluir
  59. Olha na foto! Resta saber se este ovo cozido o Dr. fez no micro ou não! Agora que vc já comprou o recipiente, pode até fazer mini omeletes! Misture o ovo com bacon, pedacinhos de queijo, azeitonas, etc e coloque na mesma forma. Fica uma delícia!

    ResponderExcluir
  60. o da foto o Dr. Souto disse que comprou já cozido. Com bacon, num tinha pensado nisso. Minha esposa vai gostar da ideia, pois vai acabar o cheiro toda manhã, pois faço na frigideira até então.

    ResponderExcluir
  61. Marcos Vinicius Ferrari8 de maio de 2013 20:02

    O post é um exemplo verdadeiro de que não devemos sucumbir em viagens ou em situações em que não podemos controlar totalmente a alimentação. Já que estamos falando sobre viagens, outro problema muito comum é a constipação. Gostaria de saber se existem fibras sem carboidratos ou com teores reduzidos que evitariam ou pelo menos minimizariam este problema que afeta muitas pessoas.
    Obrigado.

    ResponderExcluir
  62. Salada, muita salada

    Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from android phone
    Em 08/05/2013 16:02, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  63. Dr. Souto, pra mim o que funciona melhor é gordura, muita gordura! Pode?

    ResponderExcluir
  64. Pode, é um santo remédio

    Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from android phone
    Em 08/05/2013 16:18, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  65. Olá Tales.

    Acho que não entendi muito bem sua pergunta sobre a gordura. A gordura boa (azeite,manteiga, banha, óleo de coco) é muito necessária ao emagrecimento. Vc deve comer carne E salada. E não um ou outro. Se comer só salada vai ficar com muita fome, ela não dá a saciedade necessária.

    ResponderExcluir
  66. Marcos Vinicius Ferrari8 de maio de 2013 20:25

    Ok. Doutor. Mas como resolver o problema com salada quando se consome no máximo 30 g de carbs por dia? Existem fibras sem carboidratos, tipo farelos?

    ResponderExcluir
  67. Eu tenho uma teoria muito séria, carece comprovação científica vou reunir alguns arquivos, mas desconfio que gordura cura até mau-olhado! kkkk

    ResponderExcluir
  68. Por isso não faço Atkins

    Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from android phone
    Em 08/05/2013 16:25, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  69. Dr. Souto... 50 tons de cinza não, né??? ATÉ TÚ BRUTUS!
    Se algum dia deixar a medicina, e desde já protesto, pode se tornar filósofo!
    Ri muito! Esse post está impagável!

    ResponderExcluir
  70. Eu tive perda de cabelo com dieta Low Carb Low Fat. Recuperei tudo fazendo LCHF.

    ResponderExcluir
  71. Tales,

    A gordura sacia, permitindo q vc coma menos. Além disso, ao contrário das proteínas, não eleva a insulina.
    **
    [image: Disqus] Settings
    A new comment was posted on Dieta Low-Carb e Paleolítica ------------------------------ *Tales*
    Obrigado pela atenção Patricia. Na verdade minha pergunta é simples, já entendi que todos os carboidratos da minha alimentação (pelo menos a maioria deles) deve vir dos vegetais, mas queria saber se para emagrecer há alguma diferença entre comer proteínas com alto ou baixo teor de gordura. Ou seja, vou emagrecer na mesma medida se comer diariamente bife de Picanha em vez de peito de frango?

    1:45 a.m., Thursday May 9
    * Reply to Tales * Moderate this comment by email

    Email address: *Talesparreira@hotmail.com* | IP address: 177.33.37.16

    Reply to this email with “Delete”, “Approve”, or “Spam”, or moderate from the *Disqus moderation panel*.


    Tales’s comment is in reply to *Patrícia Ayres*:
    Olá Tales.

    Acho que não entendi muito bem sua pergunta sobre a gordura. A gordura boa (azeite,manteiga, banha, óleo de coco) é muito necessária ...

    Read more ------------------------------

    You're receiving this message because you're signed up to receive notifications about activity on threads authored by jcsouto. You can unsubscribe from these emails, or reduce the rate at which we send them by adjusting your notification settings .
    [image: Disqus]

    ResponderExcluir
  72. Dr. Jairo? hauhauahauhauah

    ResponderExcluir
  73. Obrigada pela atenção, irei a uma dermatologista e irei tentar amenizar a ansiedade, e sobre a creatina ainda não experimentei. Tudo de bom!

    ResponderExcluir
  74. Além de tudo o que o Luiz S. falou Mônica, precisa checar seus hormônios e vitaminas. Fez exames recentes? E a Vit D? E a vit B? Outra coisa q vc precisa observar, não sei se onde mora é frio, mas quando a temperatura esfria há uma tendencia natural de maior queda. Uma boa noticia é que se é só queda, talvez seja um problema isolado, pq na maioria das mulheres, eu disse MAIORIA, quando há algum problema de vitaminas e /ou hormônios as unhas tbm acusam alguma coisa. É bom fazer um check up.


    Em relação a dieta o Luiz está muito certo, o colesterol é responsável por uma série de hormônios, fixação de nutrientes, etc. Quando fiz dieta dos pontos achei que ia ficar careca! Mas tudo voltou ao normal quando comecei LCHF. Esses dias uma cardiologista estava comentando comigo que colesterol muito baixo causa até depressão! E olha que ela não é LCHF...!

    ResponderExcluir
  75. tamires martins faria9 de maio de 2013 13:54

    Olá Dr. Tudo bem? Faço Atkins desde o carnaval. Agora já estou na manutenção. Tenho lido o seu blog e resolvi simplesmente aderir a vida low carb sem as regras do Atkins. Mesmo na manutenção, eu como em torno de 40g de carb por dia. Mesmo assim, continuo emagrecendo. Como duas fatias de pao integral que têm 6g de carb cada. Eu sei que não é aconselhável, mas não como quase frutas e como bastante legumes e saladas. Você acha que esse pão me prejudica de alguma forma?

    ResponderExcluir
  76. Eu acho q qualquer quantidade de trigo prejudica, devido às alterações de permeabilidade intestinal que produz, levando a um estado de inflamação crônica, doenças autoimunes, etc. Mas o principal é o seguinte: o bom é melhor q o ótimo. Se essas duas fatias de pão permitem q vc mantenha o resto do seu estilo de vida, continue, ok?
    Em 09/05/2013 09:54, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  77. Dr. José encontrei seu blog pesquisando sobre dietas, a adorei! Estou iniciando hj dia 09/05 com 72kg, e com certeza estarei por aqui pra contar minhas vitórias, posso? Rsss... Porém, estou também com grande dificuldade de alimentos que possa comer na rua, é dificil!!! Poderia me dar umas dicas? Um abraço!

    ResponderExcluir
  78. Olhe minha postagem mais recente
    Em 09/05/2013 10:13, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  79. Boa tarde, Dr Souto.
    Gostaria de tirar uma dúvida: eu havia lido que a cafeína não é indicada para os cetoadaptados pois estimula a produção de insulina. No entanto, o senhor consumiu café no relato - e em vários locais do blog coloca-o como opção. Isto porque, no seu caso, não se preocupa em estar em cetose (porque não é necessário para emagrecer) ou porque este estímulo da cafeina na produção de insulina é baixo e não precise ser levado em conta? Abraços

    ResponderExcluir
  80. A segunda opção.
    Até mesmo o novo livro de Atkins (new Atkins for a new you) libera a cafeína, pois não apenas não atrapalha, como favorece a queima de gordura.
    Em 09/05/2013 10:40, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  81. Dr. Souto, uma dúvida: chá mate com manteiga? E outra dúvida: manteiga de cacau?

    ResponderExcluir
  82. Manteiga de cacau é excelente - gordura das mais saudáveis.

    Nunca experimentei chá de mate com manteiga - deve ficar no mínimo exótico :-)


    2013/5/9 Disqus

    ResponderExcluir
  83. Fiz chá mate + ovo + cacau + manteiga!! Daqui a pouco vão me chamar da "louca das gorduras"! Vou testar as receitas com manteiga de cacau, depois conto.

    ResponderExcluir
  84. Não tem muito a ver com a postagem, mas gostaria de tirar um dúvida. Vou descrever a minha situação:

    Eu tentei seguir a dieta paleolítica por um mês. A quantidade de carboidratos e proteínas, ok. E eu perdi peso bem rápido. Recordo-me de ter postado aqui semanas atrás que era ectomorfa e estava com 45kg. Pois bem, perdi mais 2,5 de forma repentina (isso me assustou um pouco, porque eu não fiz nada de diferente nesses últimos dias além do cheat day, mas chequei minhas medidas e o que perdi foi gordura mesmo) e estou com 42,5kg agora. E descobri a quantidade de carbs que posso comer sem engordar a longo prazo.

    O problema é que não consigo atingir a quantidade de gorduras recomendadas de forma alguma. Descobri que não gosto de gorduras! Tolero gema de ovo e gostar mesmo, só gosto de um pouquinho de azeite na salada. Não posso comer nenhum laticínio porque sou alérgica, e como carne suína e carne bovina me deram problemas tensos quando eu era mais nova, meus pais não me deixam nem chegar perto. Cheguei a tentar amêndoas, mas tive uma leve reação alérgica a elas (sim, meu organismo é muito fresco).

    Então, faço a pergunta: Eu quero manter a minha forma física de agora, mas realmente não consigo tolerar muita gordura, torço o nariz pra maioria das coisas gordurosas e meu consumo máximo não chega nem a 20 gramas por dia. Eu sei que isso faz mal pra mim, mas realmente não dá! O que eu poderia fazer? Tentar descobrir outras fontes ou ficar só no ovo, no azeite e na carne de frango e dos peixes?
    Ah, outra coisa: A dieta mediterrânea é uma boa opção para quem quer MANTER o peso e não tem tendência pra engordar? No caso, eu eliminaria os derivados de trigo (macarrão e pães) e tentaria arranjar substitutos mais saudáveis, porque trigo é um veneninho.

    ResponderExcluir
  85. Outra coisa: minha fome sumiu. Estou fazendo duas ou três refeições ao dia, e antes comia de três em três horas. Isso é normal?

    ResponderExcluir
  86. Tente procurar fontes de gordura que lhe apeteçam. Coma galinha com a pele, coma peixes gordos como salmão, coma abacate, coma coco, consuma gordura de coco, esse tipo de coisa. Quanto à dieta mediterrânea, se vc tirar os grãos, fica praticamente a mesma coisa q páleo.
    Em 09/05/2013 17:03, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  87. Sim, é normal e saudável. Se os humanos fossem obrigados a comer cada 3h, a espécie estaria extinta.
    Em 09/05/2013 17:28, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  88. Dr. Souto, olha que notícia bizarra e triste! uma pena que a mídia dê "espaço" pra matérias assim... Americana larga vida saudável e sonha ser Obesa Mais Bonita da web - Page Not Found - O Globo - http://moglobo.globo.com/blogs/blog.asp?blg=pagenotfound&cod_post=496064

    ResponderExcluir
  89. Fala rapaziada do blog...
    Dr. Solto e Companhia, dêem só uma olhada nisso...um incrível taco low carb, com base de queijo ralado...o pessoal do high carb-low fat chamou de "Taco do Infarto", mas é algo perfeito para nós! Sensacional! Segue o link: http://www.youtube.com/watch?v=UQM0kHbhxeU

    ResponderExcluir
  90. Kety Torres Bueno10 de maio de 2013 07:21

    Tenho uma mania de tomar café uns 5 minutos após o almoço, uns 60ml aproximadamente.

    Postei isto na minha rede social e muitas pessoas vieram me falar que seus médicos disseram que não é aconselhável, pois, o café logo após as refeições dificulta a absorção de muitos nutrientes, principalmente ferro, vitamina c e cálcio.

    Conhece esta afirmação Dr.?

    ResponderExcluir
  91. Bobagem
    Em 10/05/2013 07:21, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  92. Boa tarde Dr. Souto. Gostaria de aproveitar o tópico para parabenizá-lo pelo trabalho. Sou realtivamente obeso desde a infância. Só agora, com 40 anos de idade, consegui êxito em emagrecimento. E o melhor: sem sofrimento. Muitos confundem a paleo com dieta da proteína. Difícil explicar que comemos carboidratos nas verduras e legumes. Muitas pessoas "torcem o nariz" quando falamos em abolir o trigo, amido e derivados. Resumindo minha opinião: creio que tal fato decorre da dependência física causada por essas substâncias, mas o principal motivo da não divulgação desse estilo de vida está nos interesse comercial! Se grande parte da população conhecesse os benefícios da paleo, o lucro das grandes indústrias alimentícias iria diminuir muito mais que o porcentual de gordura das pessoas. Por sorte temos a internet e profissionais como o Sr. que, sem interesse financeiro algum, expõe seus ensinamentos de forma democrática. Parabéns!

    ResponderExcluir
  93. Concordo, e obrigado
    Em 10/05/2013 12:28, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  94. Susanna Nascimento10 de maio de 2013 13:17

    Sensacional!!! Grande fonte de informações e de demonstração de disciplina alimentar, mesmo em viagem. Ficou muito bem humorada a explicação gastronômica. Adorei Dr. José Carlos! Parabéns!! Um abraço

    ResponderExcluir
  95. Que tal agora relatar 3 dias em condições normais, ou seja, em casa... Seria ótimo.

    ResponderExcluir
  96. Frase do dia "as batatas e pães não se agarram aos seu talheres se você não deixar" kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  97. Foi só um ato falho.... nada mais.

    ResponderExcluir
  98. Fica uma dica: chocolate 85% cacau da cacau show. Paguei R$8,90. Segue link http://www.cacaushow.com.br/produto/tablete-85-cacau

    ResponderExcluir
  99. Rosmeri Bergamini11 de maio de 2013 19:14

    Boa noite! Eu gostaria de deixar uma receitinha aqui, acabei de fazer e ficou uma delícia, só que eu esqueci de por o leite, mas mesmo assim ficou muito bom. http://www.receitassupreme.com.br/receita-de-quiche-de-brocolis-na-caneca/

    ResponderExcluir
  100. Gustavo Gerhardt11 de maio de 2013 21:55

    Doutor, duas perguntas:


    1- Posso comer salsicha ou tem alguma restrição?


    2- Encontrei uma receita de pão low carb, porém vai farelo de trigo... e pelo que sei temos que ficar longe do trigo.. então não sei se uso essa receita ou não.




    Obrigado!

    ResponderExcluir
  101. Posso sugerir uma receita que testei diversas vezes, não leva nada de trigo e fica muito saboroso?
    http://www.elanaspantry.com/paleo-bread/
    Fiz a "amended version" (versão corrigida, para evitar o efeito de túnel de massa crua no meio)
    A única alteração que faço é no tempo no forno. Eu mudei de 30 para 40~45 min

    ResponderExcluir
  102. Gustavo Gerhardt12 de maio de 2013 19:44

    Valeuuu luiz!

    ResponderExcluir
  103. Doutor, uma dúvida: na dieta Atkins, recomenda-se a ingestão de farinha de coco e cacau 0% (o que uso tem apenas 1,5g de carbs por colher de sopa) apenas depois de uma fase inicial. Gostaria de saber se a natureza desses alimentos - apenas a natureza, não a quantidade de carbs - pode prejudicar o emagrecimento. Tenho introduzido esses alimentos na dieta há 2 dias, mas me mantenho nos 20g diários de carbs. Se eu gastasse esses 20g apenas com verduras a coisa andaria mais rápido? Ou "tanto faz", o importante é quantidade de carbs ingeridos?

    ResponderExcluir
  104. Oi Dr. Souto, estou aki novamente para relatar a tentativa dessa dieta, e o que tenho a dizer é que ela é muito dolorosa, nossa! Não desistí, iniciei dia 09/05 como já relatei, não sinto muita fome,mas ainda sinto um pouco... A minha dificuldade são opções de comida mesmo, pois nem sempre temos carne a disposição, ou que podemos preparar ovos, sem contar que ovo toda hora não dá! No almoço, tudo bem... jantar já acho mais dificil! E naquele horário por volta das 18:00hs em que vc chega exausta, morrendo de fome? Sábado por exemplo, comí um tomate... e me sentí muito mal... mas aguentei... agora, domingo, estou com fome, mas não consigo comer só essas opções (nem todos tem acesso a todas a opções que a dieta libera), não consigo mesmo! Nem ovo, nem carne, nem salada... Não quero desitir, mas preciso de ajuda, por favor me ajudem!

    ResponderExcluir
  105. Olá Kika.

    Você está se adaptando! E vai passar por uma crise de abstinência... "O glúten parcialmente digerido produz
    peptídeos denominados de"exorfinas", um estimulante dos receptores opioides no cérebro, assim como a heroína. Estas exorfinas aumentam a fome e levam a um verdadeiro vício no consumo de produtos derivados do trigo. O simples bloqueio farmacológico das exorfinas já leva a um consumo de 400
    calorias diárias a menos. Ou seja, o trigo é um poderoso estimulante do apetite." http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/01/trigo-nosso-maior-inimigo.html

    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/09/obrigado-ao-leitor-fabio-mossmann-por.html

    Mas está faltando gordura boa na sua alimentação. Manteiga, queijos gordos, presunto gordo, carnes gordas, azeite, óleo de coco. tente fazer omeletes, carnes picadinhas refogadas com verduras na banha. http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/01/o-que-comer-no-cafe-da-manha.html

    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/01/como-devo-comer-comida-de-verdade.html

    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/01/quais-frutas-comer-e-em-que-quantidade.html

    ResponderExcluir
  106. Olá Carina.

    Essa é a metodologia de Atkins. Opinião do Dr. Souto sobre Atkins. http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/12/atkins-ou-nao-atkins.html

    Penso que vc deve testar! Afinal, tal qual a tolerência de carbs, cada organismo responde de um jeito.

    ResponderExcluir
  107. 1- Sim

    2 - Trigo não! Nem seus derivados... http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/01/trigo-nosso-maior-inimigo.html

    ResponderExcluir
  108. Lembre-se também do strogonoff, do fricassé de galinha, da lasanha de beringela, dos vegetais refogados na manteiga ou na banha, da galinha assada, dos camarões, etc.
    E lembre-se das nozes e castanhas para beliscar quando chegar em casa (além de frios como salame, presunto, queijo).


    Em 13 de maio de 2013 10:21, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  109. Post sensacional. Saio de férias por 10 dias e vou pra Itália (OMG, massas!) e pretendo manter pelo menos 70% da dieta, que é melhor que manter 0%! Uma dica legal é que em vôos internacionais e alguns nacionais, sempre tem a opção de refeição no momento do check in: light, diet, celíaca, kosher, low fat, ovo-lacto, vegana, hindu,... É só escolher a diet, que é q a mais se aproxima da nossa low carb.

    ResponderExcluir
  110. Ola Dr. sou portuguesa, também sou blogueira, desde que estou a seguir uma dieta proteíca, de uma nutricionista que se tornou fenómeno por cá. Ela chama-se Agata Roquette e lançou dois livros e 1 deles, "A Dieta dos 31 Dias", em espanha também está a ter sucesso.

    Gostei muito dos seus pontos de vista e realmente é bem verdade, há sempre soluções basta querermos! diverti-me bastante com as suas frases irónicas.

    Obrigado!

    Cumprimentos,

    Nocas

    www.diariodietados31dias.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  111. Será que esta nutricionista não gostaria de divulgar alguma coisa neste blog?


    Em 13 de maio de 2013 12:40, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  112. Parabens doutor,

    Muito boa a matéria, com pratos tão bonitos e sem carbs...

    Encontrei uma matéria bem interessante sobre banha de porco, segue o link:

    http://stravaganzastravaganza.blogspot.com.br/2012/08/banha-e-considerada-uma-saudavel-fonte.html

    Att.
    Iremar Malteso
    e-mail: iremar@malteso.com

    ResponderExcluir
  113. Obriigado pelas dicas Dr. Souto e Patrícia, postei o que estava sentindo no domingo a noite, depois do dia todo na rua, tendo que dá satisfações a todos os amigos e a familia, por que não estava comendo isso ou aquilo, por que não estava tomando aquele choop que eu tanto gosto... muito ruim passar por isso! Mas resolví não falar nada que estava de dieta, as pessoas gostam muito de fazer especulações sobre essa dieta, portanto, preferí me calar... Na hora do almoço, coloquei arroz no prato, mas não comí, só pro povo ver rsss, tb coloquei creme de camarão, mas catei apenas eles e os legumes, e salada. E o truque funcionou, ninguém reparou kkk ( Já é tradição roda de amigos regada a comida entre nós )... Então, a noite, me sentí frustrada com tudo isso! Na segunda, continuei enjoada, hj terça estou melhor, vou tentar variar os alimentos. Mas strogonoff com creme de leite? pode? castanhas em que quantidades? qntas por dia? Seria ótimo, adoro castanhas e por aqui a gente compra fresquinha...

    ResponderExcluir
  114. Doutor, amo seu trabalho e escolhi segui a area de nutrição que amo, o Senhor foi uma das minha grandes influências.
    Agora venho deixar minha frustraçao com o Senhor, fico revoltada quando vejo nutricionistas em entrevistas de tv apontando o pão, os alimentos integrais no geral, o leite etc como coisas indispensaveis ou como pré-treino ideal de atividade físicas, qnd eu contesto me criticam pois não sei o que estou falando. O quão complicado é para as pessoas entenderem?!

    ResponderExcluir
  115. Eu adorei essa matéria...e veio em excelente hora..pois na semana que vem estarei em viagem a semana toda e já estava sofrendo ao pensar no quanto seria difícil manter minha dieta que tem dado tão certo. As opções mostradas não estão nem perto da realidade a que terei contato, mas as dicas e a perseverança e a história de que o bom não é inimigo do ótimo e de que nem tudo que está no prato precisa entrar em minha boca é TUDO!!!
    Vou imprimir essa matéria e levá-la comigo... para me ajudar a me manter no foco...
    Estou em processo de emagrecimento, já se foram 40 dias e 7,5k eliminados para sempre e eu preciso, quero e vou chegar à minha meta!!
    Obrigada por essa excelente matéria.. Foi feita para mim...
    Abraço,
    Mel.

    ResponderExcluir
  116. Puxa, que legal!!! Logo teremos uma profissional alinhada aos novos tempos. É impossível mudar a cabeça de algumas pessoas - é como fazer alguém mudar de religião.
    O que vc tem que fazer é pegar os artigos científicos originais que posto no blog, imprimir, ler e carregar junto - contra FATOS não há argumentos.

    Em 14 de maio de 2013 16:37, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  117. Qualquer coisa com creme de leite pode.
    Castanhas, umas 50g por dia


    Em 14 de maio de 2013 16:32, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  118. Sensacional, e parabéns. Claro que a matéria seria diferente de a viagem fosse para o Japão. Ou para Salvador. Mas os princípios são os mesmos.

    Em 14 de maio de 2013 18:56, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  119. Os outros que se explodam... Adorei!!! Post Sensacional!!!!

    ResponderExcluir
  120. Patrícia, só complementando, lembrando que é o azeite de oliva (e simplesmente cortar o azeite de soja).

    ResponderExcluir
  121. Azeite de soja eu nunca tinha ouvido falar. Somente óleo de soja. Mas cortar não somente o de soja como o de canola, milho, girassol.

    ResponderExcluir
  122. Patrícia, é que em algumas regiões o povo refere-se ao óleo de soja como "azeite", e penso ser importante deixar bem claro que o bom é o óleo de oliva, e não o de soja ou esses que você bem lembrou.

    ResponderExcluir
  123. Diário Dieta dos 31 dias17 de maio de 2013 05:01

    Sinceramente não sei Dr... É uma questão de entrar em contacto com ela. Tente falar-lhe pelo sistema de mensagens do facebook.
    Aqui lhe deixo o link.

    https://www.facebook.com/#!/adietados31dias?fref=ts

    ResponderExcluir
  124. Andreza Barbosa Peixoto29 de maio de 2013 01:51

    Afinal, qto de leite pode ser consumido diariamente? Pq o Creme de Leite pode e o Leite deve ser consumido em menor qtidade? mesmo o Desnatado? Tem algo pra substituir o feijão e o trigo? Qual parte da matéria posso estar lendo mais sobre essa dieta (pra eu nao ter q ficar fazendo tantas perguntas) rs.. Muito Obrigada desde ja!!!

    ResponderExcluir
  125. O creme de leite é mais gordura, tem pouquíssima lactose. E lembra que a gordura é nossa amiga!!

    Vá ali no canto direito superior do blog. Tem umas matérias bem interessantes! Quando tiver uma dúvida, digite na caixa de "Pesquisar este blog".!!!

    ResponderExcluir
  126. Andreza Barbosa Peixoto29 de maio de 2013 18:37

    Pati, eu iniciei segunda-feira a dieta Atkins, e por ele deveria ficar uns 14 dias sem carbo, aqui tbm tem essa necessidade? ou só diminuindo os carbos no dia a dia ja é o suficiente?

    ResponderExcluir
  127. Olha só Andreza, eu comecei com Atkins, mas sempre gostei muito de estudar e acabei encontrando o Blog do Dr. Souto. Eu sou daquelas (loucas!!) que gosto de entender os processos!

    Quando entendi os malefícios da soja, grãos, óleos vegetais, etc não dava mais pra fazer Atkins....

    A faze de indução de Atkins restringe os carbs a 20g no máximo por dia, então tbm não é 0 carbs. A maioria das pessoas funciona bem sem restringir tanto. Outras não! Eu não posso afirmar que, pra vc vai ser bom ou ruim, precisa experimentar, entende? Cada pessoa tem uma resistencia diferente aos carbs, grãos, etc. Tem gente que não pode nem com queijos! Páleo/LC é um caminho de autoconhecimento: a gente passa a entender aquilo que faz bem pro NOSSO organismo.

    sobre Atkins, leia isto: http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/12/atkins-ou-nao-atkins.html

    e isto: http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/12/comi-carboidratos-foi-tudo-por-agua.html

    ResponderExcluir
  128. Dr Souto, parabéns! Adorei o blog, principalmente essa postagem. Eu e meu esposo estamos no 8º dia da dieta low carb. Já estamos felizes, eu por estar emagrecendo após uma crise de ansiedade e aumento de 20kg em dois meses, e ele, com os resultados em sua pressão (já que era hipertenso) e redução dos triglicéries. A dieta tem sido maravilhosa e mesmo nos momentos adversos, sempre procuramos o melhor e mais low carb possível. O que nos preocupa é que vamos viajar a Roma agora em agosto, e gostaríamos muito de experimentar pelo menos uma pizza italiana, uma massa e um gelatto. O que o sr acha? Claro que vamos experimentar, mas após experimentarmos, devemos reduzir a quantidade de carboidratos, ou podemos nos manter no ritmo atual?

    ResponderExcluir
  129. http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/12/comi-carboidratos-foi-tudo-por-agua.html http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/05/como-fazer-low-carb-em-viagem.html Em 15/07/2013 13:37, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  130. Meu colesterol aumentou muito depois que comecei a seguir a dieta low carb/paleo. Sei q vc já comentou diversas vezes aqui no blog q iisp nao é tão importante desde q os demais estejam melhor. Mas como nao se apavorar?! Tinha o colesterol total sempre abaixo de 200 e agora está sempre acima de 300!!!! Tomo todos os dias cafe com manteiga (amo!!!) e iogurte caseiro com leite integral. Faço no máximo 2 refeições por dia, onde consumo apenas salada com frango ou peixe e/ou ovo.
    Meu ultimo exame deu:
    HDL= 82mg/dL
    LDL= 239mg/dL!!!!!!!
    Total= 336mg/dL!!!!!!!

    Triglicerideos=76mg/dL
    Glicose =74mg/dL
    TGP= 20 U/L

    Posso estar exagerando no consumo de iogurte e manteiga?!?!
    Como saber se esse valor extremamente elevado nao está de fato sendo prejudicial ao meu coração?? Queria ficar tranqüila em relação à isso! E tenho certeza de que se mostrar esse exame ao meu cardiologista ele vai me mandar cortar a gordura do cardápio!!!!

    Agradeço desde já a sua atenção!! E aproveito para elogiar todo o trabalho que vc tem de ler, se aprofundar e compartilhar com todos todo o conhecimento cientifico adquirido e discutido aqui no blog. Realmente excelente!!!

    ResponderExcluir
  131. Quanto era o total e o HDL antes?
    Em 03/08/2013 13:20, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  132. Que espetáculo de relato... que paz que traz vendo que pode-se comer com qualidade sem parecer um "doido". Muito obrigado.

    ResponderExcluir
  133. Olá Luis, onde fizeste teus transplantes? Poderias me passar um email pra eu poder tirar duvidas contigo sobre ete assunto visto q naoné o foco do blog.
    Abraco!

    ResponderExcluir
  134. Fiz com o Dr. Ricardo Lemos
    http://www.naturalhair.com.br/



    Você consegue me adicionar no Google+?

    ResponderExcluir
  135. Boa noite Dr. Souto. Sou uma leitora voraz. Crítica! Resolvi escrever para parabenizá-lo pelo belo diário gastronômico. Além de provar que dá para evitar que as batatas pulem para dentro de nossas bocas, tem boas dicas para quem vai viajar. Ri várias vezes lendo seu texto. Valeu!!!!!!

    ResponderExcluir
  136. PS: 50 tons de cinza!!!???? KKKKKKKKKKKKKk

    ResponderExcluir
  137. O humor é uma ferramenta útil :-)


    Em 8 de agosto de 2013 20:11, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  138. adorei, é isso a vida como ela é... muito inspiradora sua postagem. Observar essas dificuldades que você enfrentou esses dias, me fez sentir mais preparada para lidar com esse novo estilo de vida.

    ResponderExcluir
  139. Marcelo José Luna Santos3 de setembro de 2013 12:11

    Sou adepto da Dieta da proteína do Dr. Atkins mas, depois de passar por esse blog, mudei minha forma de ver essa forma de vida.
    Low carb e paleolítica são igualmente excelentes.
    Acredito que vá continuar com a minha mas, migrarei aos poucos para essa onde praticamente tudo é permitido dentro dos limites!
    E, perfeição é coisa para modelos! Quero ser uma pessoa SAUDÁVEL!
    Obrigado por material tão interessante e proveitoso!

    Recife - PE!

    ResponderExcluir
  140. Acho que uma coisa muito boa em viagem é o jejum...
    Mesmo sem fazer jejum no meu dia a dia, ou sem ter lido sobre isso, usei isso em uma viagem à França (intuitivamente percebi que era uma solução genial)
    Eu queria experimentar todas as coisas típicas e que parecem valer a pena, e isso inclui algumas massas e alguns doces.

    Acho (posso estar errada, mas funcionou muito bem para mim) que se você faz 1 só refeição no dia, combinado com andar muito e etc, diminui incrivelmente o mal de qualquer que seja o alimento que você tenha consumido.

    Sem exageros e sem ser todo dia, claro... Minha experiência foi alternar dias em que essa refeição era só proteína + salada com dias em que ela continha também pão, doces... Pelo menos na minha experiência, não ganhei 1g e não fiquei "viciada" naquilo, e tive a chance de experimentar todas as coisas típicas e legais, que são mais raras de encontrar aqui.

    Nem prejudiquei minha saúde e nem fiquei com aquilo na cabeça, pensando em qualquer comida ou experiência que tenha deixado de passar lá... Afinal, como tenho a chance de viajar muito muito pouco e não tenho previsão para voltar naquele país, sei que isso ia ficar na minha cabeça se tivesse comido exatamente como eu me alimento aqui.

    ResponderExcluir
  141. Dr., por favor, como o senhor usa a omeleteira para fazer ovo cozido? Até hoje só a tinha usado com o ovo já quebrado, queria muito saber como o senhor o faz cozido! Obrigada!

    ResponderExcluir
  142. Comprei pronto o cozido (lá é comum venderem ovo já cozido no super). Mas existe um produto para fazer cozido no microondas (tem uma agulha que fura o ovo para ele não explodir).


    2013/11/1 Disqus

    ResponderExcluir
  143. Antoniete Lamperouge21 de novembro de 2013 00:08

    Dr. Souto amei este post, era tudo que estava precisando ler, digerir, muito tudo......Você é demais!!!!!

    ResponderExcluir
  144. Dr. Souto. Estou há 6 semanas fazendo alimentação lowcarb. Conheci através do emagrecerdevez.com, inclusive comprei o Livro do Rodrigo que achei o máximo. Parecia que tinha sido escrito pra mim. Faz alguns anos que descobri que meu nível de Cortisol é muito alto (sem causa aparente), sendo que fiz tratamento homeopático,melhorando um pouco, mas o nível ainda continuava alto.



    Nessas 6 semanas eliminei 6kg...isso comendo muito bem (bem até demais) e sem fazer exercícios.


    Eu estou obcecada com o tanto de informação que eu não sabia e não é divulgada. Já passei pra todos os meus familiares. Seu Blog me ajudou muito, pois todos foram contra...e eu precisava ficar me explicando....agora só passo o link do seu blog e que cada uma acredite no que quer..rsrs


    Bom...inspirada pelo seu post, estava eu perambulando pela praça de alimentação do shopping a fim de encontrar meu almoço low-carb, e é aí que dou de cara com o burguer king....praticamente não tinha fila. Então fui lá e perguntei se eles faziam o lanche sem o pão. O menino do caixa me olhou, meui rindo...falou que ia verificar...a moça que ele perguntou não sabia...porém deu uns 30 segundos eles já vieram com resposta positiva: POSSO PEDIR O LANCHE SEM O PÃO!!!


    Então pedi um woopper furioso (que já vem com bacon)...e foi delicioso. Aquele gosto maravilhoso que me lembrava e sem 1 milimitro de culpa...pois estava comendo comida de verdade (té bom...dá um desconto no hamburguer).


    Detalhe...eles foram inclusive pegar talheres "emprestados" no pizza hut do lado, pois não é nada comum esse tipo de pedido...porém não fiquei sem a comida que eu queria e me senti muito especial e satisfeitíssima com o atendimento deles.

    ResponderExcluir
  145. Legal. Eu há muito tempo não vou em fast food. Mas é importante que cada um de nós que for, faça isso que você fez. Porque os prestadores de serviço oferecerão os serviços para aos quais houver demanda. Lá nos EUA, eles nem piscam quando se pede sem o pão. Muito bom.


    Em 3 de dezembro de 2013 14:50, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  146. Seu blog é hilário e super útil!!!! Brigada pela ajuda!

    ResponderExcluir
  147. Após ler esse post antes de ir rumo a minha primeira viagem sendo uma low carber, haha, fui preparada. Levei um estoque de presunto cozido, castanhas, amendoas, e tudo mais. Mas, confesso que foi difícil resistir às tentações. Fui pra Bélgica, e não resisti as cervejas e ao chocolate de lá. No outro dia, acordei cheia de alergia, acredito que tenha a ver com o gluten, mas não tenho certeza. O fato é que depois dessa viagem meu corpo ficou compulsivo por carboidratos. Agora estou tendo que começar do zero e enganar-lo com os bolinhos e paezinhos low carb. Antes disso não tinha essa necessidade, estava sem fome e já fazendo jejuns de 16h. Engordei 1kg na viagem, porém, é só voltar com a alimentação LCHF que volto a emagrecer dia a dia. =)

    Outras duas coisas, fui na ginecologista por que minha menstruação tinha vindo no meio da cartela de pilula, e acredito que foi por comer poucos carboidratos. Descobri que tenho ovarios policisticos, mas tenho uma dúvida, qualquer mulher que tenha ovarios policisticos vai ter a sindrome e sentir os efeitos? Se sim, creio que entendi minhas hipoglicemias quando comia doces, principalmente bolos doces de manhã.


    Vou aumentar a quantidade de carbs, pois quando como poucos, acordo a noite com muita sede e durmo menos. É um efeito colateral que me está atrapalhando muito.


    =)

    ResponderExcluir
  148. Experimente comer arroz parboilizado à noite, com regularidade, e depois me conte o que aconteceu (tem que ser o parboilizado!).


    Em 21 de fevereiro de 2014 08:30, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  149. Bom dia doutor,
    descobri seu blog num passeio pelos insta's de dieta, até que vi uma moça que comia bacon. Achei tão engraçado e louco que resolvi olhar o que ela fazia, já que estava de "dieta", dali a te achar foi um pulo. É realmente impressionante perceber que tudo o que aprendi durante 26 anos é equivocado. Nunca fui obesa, mas sempre estive acima do meu peso e num emagrece-engorda sem fim. Ainda não terminei de ler seu blog inteiro, mas passo várias horas do meu dia pesquisando sobre este "novo" assunto. Parabéns por ser tão prático, objetivo e bem humorado. Viajarei em algumas semanas e já estava preocupada como seria. Dicas entendidas, vou me divertir. Obrigada mais uma vez.

    ResponderExcluir
  150. Dr, esse post salvou minha vida!! Moro na Italia e meu namorado ama burguer king. Graças a sua dica aprendi a pedir Double XXL bacob burguer "al piatto". E coca light. E sim, a cara da moça quando peço essa bomba gorda com coca light seria digna de uma foto. "os outros que se explodam." Genial, obrigada!

    ResponderExcluir
  151. Concordo totalmente, Mônica! Aqui no Piauí a fartura de lowcarb é bem parecida com a de Fortal! rsrsrs. Tamo juntas!!!

    ResponderExcluir
  152. Seu senso de humor não é bom, é ótimo. Rs.

    ResponderExcluir
  153. Dr. Souto, gostaria de pedir um grande favor... não deixe de escrever... jamais desative este excelente blog. Essas dicas são excelentes. Obrigado.

    ResponderExcluir
  154. Aqui no Ceará chamamos isso de "leite pingado".... melhor então é o café pingado. :-)

    ResponderExcluir