domingo, 24 de fevereiro de 2013

Prezado Dr. Souto: dieta e gravidez

"Bom dia, Dr. Eu comecei a dieta em janeiro, perdi 3 kg em um mês, e semana passada descobri que estou grávida, e decidi voltar a comer carbs por medo do bebê ter essa necessidade, mas estava me sentindo muito bem com a dieta e não posso engordar muito nesta gravidez, pois estou acima do meu peso.Gostaria de saber se mesmo grávida posso continuar, se faz falta os carbs para o bebê. Obrigada."



Trata-se de pergunta muito interessante. Primeiramente, precisamos saber de que dieta exatamente estamos falando. Eu não recomendaria nenhuma dieta cetogênica na gestação. Não por que eu acredite que seja perigoso: se fosse, provavelmente a espécie humana estaria extinta há centenas de milhares de anos, visto que nossos antepassados (grávidos ou não) passavam passavam boa parte do tempo em cetose. Além disso, sabemos que as poucas populações atuais que permanecem a vida inteira em cetose, como os esquimós e os Masai, têm excelente saúde e gestações sem problemas. Então, por que eu não recomendo? Porque não há estudos estabelecendo a segurança de uma dieta cetogênica na gestação.  Então, embora eu ache que não teria problema, seria irresponsável eu recomendar isso aqui, publicamente.

Mas uma dieta paleolítica é perfeitamente aceitável. Aliás, nem poderia ser diferente: que dieta poderia ser melhor para uma gestante do que aquela com a qual a espécie evoluiu? É obviamente a dieta que nossos genes esperam encontrar.

E mais, não vejo como seu obstetra vá ser contra uma dieta baseada em:

  • Alimentos naturais, orgânicos e não-processados;
  • Carnes, peixes e aves, de preferência criados soltos
  • Saladas em abundância;
  • Frutas (SEM restrição);
  • Usar azeite de oliva à vontade;
  • Não comer porcarias, como biscoito recheado, doces, etc. E, por extensão, nada de farináceos;
  • Não usar óleos extraídos de sementes (soja, milho, etc), ricos em ômega 6

Quanto aos demais carboidratos, eu indicaria apenas aqueles de alto valor nutricional. Arroz branco, por exemplo, é amido puro, não tem 
nenhum valor nutricional. O mesmo se aplica à Maizena, batata frita, etc. O que é um carboidrato de alto valor nutricional? Exemplos:
  • Frutas (inclusive abacate)
  • Batata doce
  • Inhame
  • Quinoa, gergelim
  • Legumes (feijão, lentilha) (sim, eu sei que não é páleo, mas penso que na gravidez, pode)
Assim, estando grávida ou não, a base de sua alimentação deve ser a comida de verdade. E, dentro deste contexto, não há como errar.

46 comentários:

  1. Dr. José,


    Só acrescentaria que, no caso de feijão, é bom deixar de molho de um dia para outro, para evitar gases que podem ser bem incômodos para grávidas.


    Adolfo

    ResponderExcluir
  2. Doutor, e essa história de animais criados soltos, como posso ter essa informação antes de comprar?

    ResponderExcluir
  3. Não é muito fácil de saber. Nos EUA, quase todo o gado é criado em confinamento e alimentado com ração. Aqui no Rio Grande do Sul, me informei e a grande maioria (ainda) é criada solta, e engorda no pasto. Para nós, brasileiros, isto é mais relevante para aves. No supermercado, por 2 ou 3 reais a mais, você compra ovos de galinhas criadas soltas, e isso faz TODA a diferença (basta ver a cor das gemas).


    2013/2/25 Disqus

    ResponderExcluir
  4. Acho que essas recomendações também se encaixariam muito bem para crianças normais, sem sobrepeso: não cetogênica, mas páleo. O que acha, Dr. Souto?

    ResponderExcluir
  5. Acho q se encaixam para toda a humanidade.

    Sent from Galaxy S3
    Em 25/02/2013 12:57, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  6. Dr., uma leitura longa mas bem interessante:
    http://www.nytimes.com/2013/02/24/magazine/the-extraordinary-science-of-junk-food.html?smid=tw-share&_r=1&

    ResponderExcluir
  7. Eu só compro ovo "orgânico", que aliás tem a casca mais resistente. Na embalagem está escrito que são de aves criadas ao ar livre. Vem em pacotes de meia dúzia, e custam mais caro - use o dinheiro que vc não gasta mais em porcarias.

    ResponderExcluir
  8. É um texto sensacional, mas eu não tenho condições de traduzir: muito longo. A autor vai publicar um livro mês que vem - deverá ser imperdível.
    Sent from Galaxy S3
    Em 25/02/2013 13:26, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  9. Olá Adolfo!

    Eu tenho sérias restrições aos tais feijões. Não é só a soja que é problemática. Como já dizia Hipócrates " feijões são tão ricos em nutrientes que poderíamos viver só deles.... se não fossem tão tóxicos". Ele proibia feijões para pessoas doentes, ou seja, quem busca emagrecimento não deve consumir feijões. Pelo menos não da forma como normalmente é preparado.

    Cada tipo de feijão (soja, preto, grão de bico, lentilha, azuki, etc) tem um tempo de preparo, mas no geral precisam de 48 a 72 horas de molho, trocando água, para ficar prontos para consumo humano. Pois somente em forma "germinativa" eles não apresentam anti nutrientes nem inibidores enzimáticos (Anti nutrientes atrapalham a absorção de nutrientes e levam a carência de minerais. Inibidores enzimáticos bloqueiam enzimas muito importantes, inclusive as que ajudam na digestão das proteínas).

    ResponderExcluir
  10. Parece "teoria da conspiração", dá uma paranóia... Bom, é uma conspiração de fato, sem teoria. Imagino q outras coisas interessantes (e assustadoras) estarão nesse livro.

    ResponderExcluir
  11. Concordo!

    Em casa (adultos lowcarb e crianças paleo) deixamos o feijão de molho por pelo menos 12 horas antes de cozinhar para as crianças. Do site do Dr. Drauzio Varella: "Uma dica prática e com bons resultados, por exemplo, é deixar o feijão de molho durante a noite. No dia seguinte, a água deve ser trocada por outra antes de cozinhá-lo bem, pois amido mal cozido aumenta a produção de gases;" (http://drauziovarella.com.br/corpo-humano/flatulencia/)

    Acho que o ideal é prepará-lo e ver como você se sente. Se ainda assim, não fizer bem para você ou o bebê, coma esporadicamente ou elimine-o da dieta. Vá experimentando os alimentos e observando. Você é a melhor pessoa para saber o que será bom ou não! :)

    PARA SABER MAIS:
    1- Fazendo feijão
    http://pat.feldman.com.br/2009/04/28/fazendo-feijao/

    2- Por que deixar grãos e sementes de molho antes de consumi-los?
    http://pat.feldman.com.br/2009/04/30/por-que-deixar-graos-e-sementes-de-molho-antes-de-consumi-los/

    ResponderExcluir
  12. Muito bom... alguém se propõe a traduzir? (meu inglês é intermediário ainda...)

    ResponderExcluir
  13. Caro Dr. Souto
    Fiquei muito interessada nas dietas low-carb e paleolítica. Preciso emagrecer de 10 a 12 quilos, tenho 65 anos, mas tenho colesterol e triglicérides altos e estou com o ácido úrico acima do normal (6,9). Isso é contra-indicado para fazer uma dessas dietas? Gostaria de obter sua orientação, se for possível, antes de comprar livros sobre o assunto. Muito grata

    Sonia

    ResponderExcluir
  14. Isso é INDICAÇÃO para fazer low carb. Compre o livro Barriga de Trigo.

    Em 22 de julho de 2013 14:52, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  15. Dr. Souto, obrigada pelo retorno.

    ResponderExcluir
  16. Tenho seguido suas orientações, pq já havia lido este post...tenho consumido uma variedade de vegetais e verduras... mas confesso que as frutas tenho consumido com restrição ainda....não inclui ainda batata doce, nem inhame e nem aimpim....por tb ter medo...confesso-te que tenho mais medo da fome ( compulsão) do que da morte.

    Fiz no facebook um album com todas as minhas refeiçoes...faço duas refeições , e raramente excedem pra 3 , ao dia:

    Se tem curiosidade o album é este aqui:

    https://www.facebook.com/erikah.azzevedo/media_set?set=a.520546648001048.1073741829.100001371518647&type=3

    Por bem, confesso-te embora o bom senso diga que é pra sair da cetose , eu ainda nao saí...continuo nela, em niveis baixos , mas continuo, percebi que sair dea aumenta demais a minha compulsao.

    Decidi permanecer em cetose, por entender que se os corpos cetônicos fossem tóxicos para o bebê, nao teriamos evoluindo, visto que o advento da agricultura veio com os graos, nos tirar dessa condição...como pode então corpos cetonicos serem toxicos, e os inuits que posseum crianças mais saudaveis que em muita civilização...e os esquimóis ?

    O leite humano é tão rico em gordura que em proteina que me pergunto, será que os bebês já nascem ceto-adptados?

    Entendo sua posição em não recomendar a cetogenese em mulheres grávida, eu tb nao recomendaria a outra pessoa, nao posso assumir os risco da escolha do outro, mas as minhas assumo, e é o que tenho feito.

    E como nessa "religião" low carb tenho te considerado o nosso papa( se bem que vc tá mais pra Dalai lama do que para o Francisco rsrsrs), aqui humildemente te confesso: continuo em cetose sim...hehe

    Mais uma vez obrigada por tudo, agradeço tb ao meu bom Deus por vc existir e se disponibilizar a ajudar tanta gente como tem feito.

    Erikah

    ResponderExcluir
  17. Erikah, como é bom falar com gente inteligente!


    Você entendeu bem minha posição. Há coisas que, por responsabilidade e dever legal, eu não posso afirmar publicamente como médico, se não houver evidências científicas. Mas você entendeu EXATAMENTE o que eu acredito neste assunto.

    ResponderExcluir
  18. Entendi pq interpreto tudo como você interpretou.

    Não tenho medo algum de estar em cetose( a dietetica benigna) gravida, já que considero cetose um processo fisiológico.

    Mais uma vez agradeço-te por tudo...

    Abraço,

    Erikah

    ResponderExcluir
  19. Que resposta liiiiiiiiiiinda! ;)

    ResponderExcluir
  20. :p...obrigada.

    Sabe Patricia...tenho sido criticada por esse pensamento, e por pessoas que seguem o estilo low carb de vida, alguns são até orientadores no meio por onde ando...e hj me senti aliviada com a confissão aqui...sentir que estou no caminho certo foi bom demais, nem imaginas. Estou mesmo muito feliz.

    ResponderExcluir
  21. Erikah, se tem uma coisa que não podemos negar são os resultados. E os resultados de ficar em cetose, já conhecemos bem! Estou muito feliz por vc tbm!!

    ResponderExcluir
  22. SIm Paty, agradeço o carinho, viu!
    bjo.

    ResponderExcluir
  23. Dr Souto,

    Fiquei de em 2 meses te dar noticias como anda a gravidez...pois bem, estou com 4 meses de gravidez, comecei a gravidez com 98,5kg, e cheguei a pesar 100,5kg, mas antes de engravidar já oscilava entre os 98 e 101 kg, efeito platô que insiste por mais de 5 meses...resolvi fazer recargas de leptina a cada 15 dias, e fiz por duas vezes já, com batata doce, inhame, aipim, e povilho( por ser fissurada em beijus e paozinho de queijo mineiro, mas sem excessos)..semana passada tinha chegado a 97kg, meu peso mais baixo em atkins, muito feliz por só me faltar apenas um kg pra chegar a marca dos 100 kg eliminados. Queria dizer a ti que vc fez parte de toda essa vitoria...e vim te agradecer mais uma vez....que Deus continue a te proteger enormemente.

    Um abraço bem forte,

    Erikah

    ResponderExcluir
  24. Erikah, MUITO obrigado pelo retorno. Meus parabéns!!!


    Em 22 de setembro de 2013 14:16, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  25. carlos Magno magno8 de outubro de 2013 15:16

    Estou com minha irmã grávida, e a mesma apresentou diabetes gestacional,e as recomendações de alimentação que deram para ela é impressionante, pois contem alimentos que não vejo como seguros para manter o nível de glicose controlado! Alguém tem uma experiência semelhante que possa nos ajudar, pois confesso que estou preocupado com o que receitaram, e com o que tenho aprendido estes 4 meses de mudanças no hábitos alimentares. Ela está com uma dificuldade muito grande no que comer nos lanches! Desde já agradeço. Paz.

    ResponderExcluir
  26. Erikah, parabéns pelas conquistas.


    Hoje eu quase não consumo carbos, mais por medo de precisar passar pela fase de transição (high carbo => low carbo), pois foi muito difícil.

    ResponderExcluir
  27. Olá dr....estou iniciando neste estilo de vida, tenho doença de Chron a pelo menos 10 anos e estou amamentando ( meu bebe tem 2 meses), pretendo continuar com a amamentação.....gostaria de saber se será benéfico para ambos ( Chron e amamentação)....Obrigada.

    ResponderExcluir
  28. Para o Crohn os benefícios são potencialmente gigantes. Mas para isso vc precisa ser estrita no que diz respeito à paleo: ZERO glúten, zero do que crescer em vagens, zero de óleos de sementes (ao menos em casa - na rua não tem como evitar). Não precisa ser low carb, se você não precisar emagrecer (pode ter frutas e raízes). Para a amamentação, não ajuda nem atrapalha.
    Se apenas páleo não estiver ajudando em 4 semanas (para Crohn), me conte novamente - neste caso, falaremos sobre FODMAPS.

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 29/12/2013 00:46, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  29. Ok...obrigada pela atenção dr...volto para contar o resultado.

    ResponderExcluir
  30. Olá Dr. Souto e Patrícia,

    Comecei a dieta há 4 dias e estou me sentindo bem. Estou fazendo paleo-low carb pois preciso perder peso.
    Minha irmã tem uma bebê de 11 meses que ainda mama (pretende continuar por muito tempo) e gostaria de saber se pode entrar nesta dieta também.
    O correto (devido a amamentação) deveria ser paleo-carbo moderado? Se sim, qual a quantidade mais ou menos? Abaixo de 100g?
    Obrigada!

    *Dei uma pesquisada nos fóruns e acho que esse seria o tópico apropriado para o questionamento. Apesar de ver que já foi relatado anteriormente em outros tópicos, mas não consigo encontrar pois as páginas de comentários são muitas!

    ResponderExcluir
  31. http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/02/prezado-dr-souto-dieta-e-gravidez.html

    Em 10 de janeiro de 2014 15:03, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  32. Já li este link e não encontrei dados que se referem à amamentação.
    Suponho que a resposta seja a mesma da gravidez. Estou correta?

    ResponderExcluir
  33. Exato.


    2014/1/10 Disqus

    ResponderExcluir
  34. Carlos, quais foram os alimentos??
    Como está a diabetes da sua irmã?

    ResponderExcluir
  35. Oi Erika. Tenho duvidas em como iniciar a alimentação do bebe após o leite materno. Você ja ta nessa fase? Como esta fazendo?

    ResponderExcluir
  36. yuri,.espero q ainda se mantenha no proposito de se manter saudável...um bjo!

    ResponderExcluir
  37. Juliana, ainda permaneço gravida, Kaique nasce dia 24. de fev...nao passei pela experiencia pós amamentaçao exclusiva, mas creio q nao ha muita complicaçao em ser paleo ainda bebê....vou continuarcom o leite materno e nao introduzirei leite de vaca, nem usarei os engrossantes cheios de amido ecarbos malignos, introduzire uma papinhas de frutas e duas de verduras...umcarbo seguro q poderei usar comele futuramente será o arroz branco, mas isso nao num primeiro momento...as papinhas salgadasserão com um pouco de gordura boa associada, pretendo tb misturarnuma refeiçaoa papinha salgada edepois a doce(de frutas)...sem me preocupar tanto com o tipode frutas, quero q ele seacostume coma dicersidadedos sabores naturais dosalimentos nao processados e q isso seja uma escolha dele nofuturo.... vou com isso programar q ele conheça alimento por alimento, aos poucos, sem q seja preciso a mistura dos alimentos, respeitando osabor de cada um...um alimento pir vez, entende?

    Bm, é isso o q ando planejando....

    seu bb tem qtos meses!

    Boa sorte e saude pra vceseu bb...um bjo

    Erikah

    ResponderExcluir
  38. Minha nora só come saladas ,brócolos com peixe, marisco e teve dois filhotes muito bem nutridos.

    ResponderExcluir
  39. Minha nora só come saladas , vegetais nonstarch,peixe,marisco e teve dois filhotes muito bem nutridos.

    ResponderExcluir
  40. Olá doutor, faz 2 meses que entrei na LCHF e perdi 4,5 kg. Quero continuar, pois estou um pouco acima do peso, faltavam 3,5 kg para entrar em limite de peso normal, mas estou gravida, se continuar emagrecendo onde na verdade deveria começar a aumentar de peso, pode ser prejudicial? A perda de peso so afeta a mim diretamente ? Ou seja, me alimentando corretamente posso emagrecer e ao mesmo tempo o bebe desenvolver normalmente?

    ResponderExcluir
  41. Reca Silva Ziherl15 de abril de 2014 17:03

    E a tua nora emagreceu durante a gravidez ou conseguiu engordar o que o médico manda?

    ResponderExcluir
  42. Reca Silva Ziherl15 de abril de 2014 17:09

    Eu nao ligo de engordar na gravidez, só quero que seja um processo natural, sem gluten e sem porcarias, aliás de saber que trigo é ruim nao fico nem tentada... e por causa dos enjoos só trato de comer os ovos, verduras, carnes quando dá.

    ResponderExcluir
  43. Dr Souto e Patrícia!!!
    Não lembro em que post fiz a minha pergunta, mas como envolvia amamentação vou agradecer aqui por ter sido prontamente atendida! Sinceramente, não lembro como vim parar neste blog, mas foi a melhor coisa que me aconteceu... estou encantada lendo tudo!!!
    Comecei a dieta há uma semana e já perdi 2 quilos... ainda tenho muita fome (vontade de comer) e fico louca pelos doces, mas creio que isso vai passar... estou decidida, me sinto muitoooo mais leve e melhor, vou seguir firme!
    Obrigada, vcs fazem um lindo trabalho!

    ResponderExcluir
  44. :-)

    Para fome: coma!!


    Em 26 de julho de 2014 23:54, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  45. Entendi! Obrigada!
    ainda estou muito apegada ao velho conceito de horarios Refeicao x Lanche de 3 em 3 horas... preciso desaprender isso!

    ResponderExcluir
  46. http://lowcarb-paleo.blogspot.com/2014/06/comer-de-33-horas-ma-ideia.html
    Sent from mobile phone
    Em 27/07/2014 00:24, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir