domingo, 3 de fevereiro de 2013

Jejum Intermitente

Uma coisa é certa: nossos ancestrais não comiam 3 refeições todos os dias. Muito menos faziam lanches. Muito menos comiam a cada 3 horas, como mandam os nutricionistas.

Nas palavras de um paleontólogo citado por Robb Wolf, nossos ancestrais comiam tudo que podiam, quando podiam, e, de preferência, o pedaço de carne mais gorda que pudessem encontrar.

Os principais autores do moderno movimento de dieta paleolítica falam, em seus livros e blogues, sobre jejum intermitente. Quando eu li estes livros, eu ainda achava que TODAS as pessoas poderiam perder peso facilmente se apenas cortassem os carboidratos (veja postagem anterior), de modo que confesso ter desdenhado este conceito do jejum como algo bizarro e desnecessário.

Mas, como já expus na postagem anterior, a vivência me ensinou que as coisas não são tão simples. O meu set point ficou em um valor confortável, cerca de 2 Kg acima do mínimo que atingi fazendo low carb - um peso que venho mantendo estável há cerca de um ano, sem esforço e comendo à vontade (low carb e páleo, naturalmente). Mas e quanto às pessoas que fazem tudo certo e atingem um platô de peso bem acima de suas expectativas? E àquelas que atingem um peso adequado, mas que vêem seu peso lentamente subir, os quilos voltando aos pouquinhos, mesmo com a dieta bem cuidada?

Uma das abordagens sugeridas para resolver este problema é bem paradoxal. Como já mencionei em outra postagem, o tecido adiposo fabrica um hormônio chamado leptina. Quando emagrecemos, a leptina diminui, e leptina baixa produz fome e reduz o metabolismo - é um dos mecanismos para proteger nosso organismo contra a inanição. Autores como DiPasquale, Tim Ferriss e John Kiefer sugerem que consumir uma grande quantidade de carboidratos 1 vez por semana produziria um pico de insulina que, por sua vez, aumentaria a leptina, permitindo que a pessoa perdesse mais gordura corporal no resto da semana - low carb no resto da semana, é claro. O conceito é sedutor: comer porcarias uma vez por semana, e emagrecer! Os 3 autores indicam este caminho em conjunto com exercícios de musculação - que já pratico regularmente. Assim, resolvi testar. O resultado? Um ganho de peso de cerca de 1Kg por semana - e foi de gordura, e não de massa muscular. Certamente há pessoas para quem isso funciona (ressetar a leptina com uma dose semanal de carbs), mas eu não sou uma delas.

Há algum tempo havia escutado um excelente podcast de um autor que escreve sobre jejum intermitente: Brad Pilon. Comprei o seu livro, Eat Stop Eat ("coma, pare, coma"). Agradável surpresa! Um livro com forte embasamento científico e repleto de referências bibliográficas.

The Fasting Diet

Uma das minhas grandes preocupações com o jejum intermitente é a possibilidade de perda de massa magra. Em julho de 2012, respondi da seguinte forma a um leitor que questionou sobre o assunto:
[estou familiarizado com o conceito de] "intermittent fasting", os períodos intermitentes de jejum. A ideia faz sentido do ponto de vista evolutivo. O problema é a falta de estudos prospectivos e randomizados. Do ponto de vista fisiológico, não me parece a melhor abordagem, pois ao passar fome o corpo entra em um estado de conservação de energia, diminuindo o gasto metabólico basal e dificultando a perda de gordura. Ao mesmo tempo, há estudos sobre jejum que demonstram que 30% da perda de peso inicial é de massa muscular, ou seja, aquilo que não queremos perder.
Brad Pilon me convenceu (da única forma possível, com montes de estudos científicos), que eu estava errado. Há inúmeros estudos que demonstram que, desde que a pessoa pratique musculação, não há perda de massa magra, nem redução da taxa metabólica. A redução da taxa metabólica existe, mas ocorre na restrição calórica crônica e prolongada, não em jejuns intermitentes curtos.

Antes que eu continue, uma advertência: esta abordagem é para adultos saudáveis. Não está indicada para pessoas pessoas em uso de determinadas medicações, especialmente para diabéticos em tratamento medicamentoso ou em uso de insulina (risco de vida).

O que é o jejum intermitente proposto pelo autor? É abster-se de comida (ou de qualquer coisa calórica) por 24 horas. Os líquidos não-calóricos estão liberados - água, chá, café, refrigerante diet. O autor propõe que os jejuns sejam praticados uma ou 2 vezes por semana.

Há grande flexibilidade. Os estudos mostram que os benefícios já ocorrem com 16 horas, de modo que não há rigidez. Um dia o jejum pode ser 17 horas, outro dia 22 horas, outro dia 26. O período de 24 horas foi escolhido por praticidade - a pessoa, por exemplo, almoça, não janta, não toma café no dia seguinte, e almoça novamente 24 horas depois. Em outras palavras, passa 24 horas em jejum, mas não fica nenhum dia sem comer.

Alguns conceitos-chave desenvolvidos por Pilon


  • Só existem dois estados metabólicos possíveis: alimentado ("fed") ou "em jejum" ("fasted").
    • Simples assim. Enquanto estamos no estado alimentado, o corpo está no modo armazenamento; e no estado de jejum, usa as reservas;
    • Nossos antepassados mantinham um equilíbrio entre os dois estados;
    • No nosso estilo de vida atual, passamos no mínimo 2/3 do tempo no estado alimentado, comendo a cada 3 horas, o que impede o uso das reservas de gordura
  • A insulina é reduzida com low carb, mas nunca fica tão baixa quanto em jejum.
    • Alguns alimentos elevam muito pouco a insulina, mas nada BAIXA a insulina tanto quanto simplesmente não comer
  • O metabolismo não desacelera com jejuns curtos.
    • Na verdade ele pode até mesmo aumentar!! O incrível é que, do ponto de vista evolutivo, isto é óbvio: quando estamos com fome, precisamos ter energia para ir à luta e caçar algum animal ou achar umas raízes - se desacelerássemos, nossa falta de comida só pioraria, e morreríamos. Isto é diferente da fome crônica, na qual desaceleramos para não morrer.
    • Neste estudo, observa-se um aumento do metabolismo basal com jejum de até 72 horas - são TRÊS dias sem comer. Neste outro estudo, voluntários que praticaram jejum intermitente em dias alternados por 22 dias não apresentaram nenhuma redução de seu metabolismo
    • A lista de estudo citados pelo autor é longa, e para mim não resta dúvida: assunto encerrado.
  • O metabolismo não depende muito do que você come ou deixa de comer, e sim de sua quantidade de massa magra (músculo):
    • No gráfico acima, pode-se ver que o gasto metabólico basal correlaciona-se com a massa magra, independentemente de a pessoa estar em dieta, dieta + exercício ou dieta de muito baixa caloria.
    • Ou seja, o que vai manter seu metabolismo basal alto é a musculação (única forma de criar massa muscular).
  • Jejuns curtos (24h) não afetam a cognição e o funcionamento do cérebro
    • Mais uma vez, o autor cita vários estudos que dão suporte às suas afirmações
  • A restrição calórica, quando associada à musculação ("resistance training"), não leva à perda de massa muscular
    • Para mim, este foi o grande aprendizado. Seguem algumas referências:
  • Benefícios metabólicos do jejum intermitente incluem todos os benefício de uma dieta low carb (melhora da síndrome metabólica e da inflamação crônica).
A Fome
Mas, e a fome? Brad Pilon nos diz que a fome verdadeira é algo difícil de explicar, e que provavelmente nenhum de nós jamais experimentou. Nós sentimos a angústia de não poder comer na hora que desejamos ou o desapontamento de não poder comer aquilo que desejamos, mas Fome, mesmo, é reservada para aqueles que passam semanas sem poder comer direito e não têm certeza se e quando poderão comer novamente. A maioria das pessoas já sente fome ou irritação quando passa cerca de 3 horas sem comer. Mas, neste momento, metabolicamente falando, você ainda está no estado "alimentado", ou seja, seu corpo ainda estão processando os alimentos consumidos na última refeição. Há ainda energia não utilizada oriunda da última vez que você comeu, e você já está com fome. Como isso é possível?

Provavelmente, o que chamamos de fome é em verdade uma reação aprendida à uma combinação de pistas metabólicas, sociais e ambientais. Em outras palavras, a forma com que comemos todos os dias "ensina" ao nosso corpo quando (a que horas) esperar por comida, e mesmo que tipos de comida esperar.

Diretamente do livro: "de minha experiência pessoal com jejum, posso lhe dizer que você se acostuma com a sensação de não comer, e não se preocupar com o que você comerá na próxima refeição. Torna-se mais fácil com o tempo, à medida que seu corpo se acostuma com a sensação de estar com o estômago realmente vazio."
"Não tenho certeza se isso se deve a uma maior facilidade em alternar entre o estado alimentado e o estado de jejum, ou se se trata simplesmente de acostumar-se ao estômago vazio, ou por você desaprender seus hábitos típicos."
"Outra possibilidade é que, ao aprender a verdade sobre o jejum, você consiga se livrar da culpa que costumava ter quando imaginava que estava fazendo algo prejudicial à saúde se não comesse a cada poucas horas. Qualquer que seja o motivo, com a prática vai ficando mais fácil. E mesmo quando você sente fome durante o jejum, a sensação de fome normalmente não dura mais do que alguns minutos".

MINHA EXPERIÊNCIA
Sempre gostei de comer, e fazer jejum para mim era uma coisa bizarra. Mas, pelo bem da ciência (e parar perder os quilos ganhos com a última experiência), li o livro e fiz o teste.

Na primeira vez, me programei para a apenas 16 horas sem comer, ou seja, jantei às 20h, e a próxima refeição seria apenas o almoço. É recomendável sempre usar a noite para ocupar a parte mais difícil de seu jejum - são 8 horas de jejum dormindo. A barriga roncou na hora do café, mas tudo bem.

2 dias depois, minha primeira experiência com 24 horas - janta até janta. Muita fome à tarde - mas, como dizia o autor, esperando uns minutos, passava

3 dias depois, mais uma experiência - surpresa: foi fácil!! De fato, os hábitos começam a se desconstruir. E a sensação de liberdade é incrível - simplesmente não comer, e sentir-se bem.

E o peso? Diminuindo de forma dramática.

Talvez o mais incrível na verdade seja a perspectiva de olhar o mundo ao seu redor nos dias em que se está em jejum - e dar-se conta de como as pessoas comem - O TEMPO TODO. Depois de algumas semanas de prática, coisas que antes me aterrorizavam, como perder o almoço e ter que ir para o consultório sem almoçar, simplesmente viram um pretexto para transformar aquele dia em um dia de jejum intermitente - aproveitar o ensejo e comer só na manhã seguinte - libertador! Eu, que costumava levar castanhas no bolso em viagens de avião, por medo de ficar algumas horas sem comer, agora achei a solução mais simples de todas.

Se você lê inglês, compre o livro. Se não lê, bem, o livro inteiro é apenas para lhe convencer, através de sólido embasamento científico, de que a prática faz bem e não tem riscos (para pessoas saudáveis), pois o jejum intermitente em si é de uma simplicidade total.

Uma das qualidade das dietas low carb é a grande redução da fome. Assim, quem faz low carb tem uma GRANDE vantagem em adotar a estratégia do jejum intermitente sobre quem não faz.

Se você atingiu um platô na perda de peso, ou simplesmente quer acelerar o processo, faça uma tentativa. Mas não esqueça de fazer musculação também, para não perder massa magra!

893 comentários:

  1. Dr.,mas e quanto à questão da energia para a musculação? O mesmo raciocínio da dieta low carb? Pergunto isso porque em low carb pelo menos tiramos a energia da gordura que ingerimos para puxar pó pesos ( se é que entendi bem essa parte)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assim como não há necessidade de carbs para a musculação, também não é preciso comer para a musculação (já testei, mais de uma vez, e a literatura também indica isso). Em ambos casos, a energia vem da gordura e, no caso do jejum, como você não está comendo, vem obrigatoriamente da gordura acumulada (o que é bom). Mas você não precisa fazer a musculação nos mesmos dias do jejum. Para quem faz endurance (triatletas, maratonistas, etc), é diferente. O jejum não pode ser nos mesmos dias dos treinos.

      Excluir
  2. Muito bacana, Dr. José Carlos Souto. E o melhor é que o senhor alia os estudos cientificos a uma experimentação pessoal, e isso é rico e fortalece nossas convicções. Estou em low carb há algum tempo, e não sei se cheguei no platô, mas farei o jejum intermitente. De almoço a almoço, mesmo no início, não deve ser tão difícil. Um abraço com admiração.

    ResponderExcluir
  3. Sim, o mesmo raciocínio. A gordura é o combustível. E, se você não ingeriu nada, usará a SUA gordura.

    ResponderExcluir
  4. Dr. Jose, meus parabens pelo seu trabalho. Descubri seu blog quando estava procurando informacoes em portugues a respeito da paleo diet. Encontrei muitas informacoes valiosas por aqui, e logo passei o link para amigos e familiares que vivem no Brasil. Eu tenho 29 anos, 78kg com 1 70 de altura, pratico crossfit a quase 3 anos e me alimento a base da paleo diet a quase 1 ano. Meu goal nao seria perder peso mas sim baixar um pouco a quantidade de gordura no corpo. O jejum intermitente me ajudaria neste fator??
    Desde ja agradeco,

    Abraco

    ResponderExcluir
  5. Olá Antônio. Sim, é possível usar o Jejum Intermitente para diminuir o percentual de gordura (é o que estou fazendo, pessoalmente). E, fazendo Crossfit, você protege a massa magra. Dada a intensidade do treino envolvido na sua atividade, talvez seja interessante fazer o IF (intermittent fasting) nos dias em que vc não treinar. Se puder, leia o livro - o autor é um bodybuilder amador, ou seja, dá enfase em percentual de gordura mantendo musculatura.

    ResponderExcluir
  6. Nossa Dr., post muito muito muito BOM !...Já estava esperando faz tempo o senhor falar sobre isso, minha mente está cada vez mais aberta no quesito alimentação, e esse blog tem grande influência nisso, pois tudo é baseado em fatos científicos e experiencias próprias, não em "achismo". Ainda me pergunto como pode os nutricionistas não levarem em conta todas essas informações??...Seria por uma força do governo onde é imposto um tipo de alimentação para toda a sociedade, a que eles acham a mais adequada até para a economia do pais?,...Sei lá, to viajando aqui..rs. Sou médica veterinária, e nos últimos tempos como venho mudando minha alimentação, tenho estudado bastante, e vendo todas essas variáveis, vem me dando muita vontade de estudar e talvez até fazer uma faculdade de nutrição. Mas voltando ao assunto, esse final de semana os 2 dias fiz o dia do "lixo" , pois vinha a mais de 2 meses na dieta atkins, perdi 7kg e estagnou, nada fazia baixar o peso, pelo contrário nos últimos dias ele até aumentou. Não sei se pelo fato de eu fazer musculação e ganhar massa magra. Amanha volta pra atkins bem básica, somente carne e ovo pra perder peso mesmo. O senhor acha vantajoso eu testar esse jejum de hoje até amanha antes da academia, um total de 16 horas, pra acelerar a perda, ou é melhor eu ver os resultados desse dia do lixo e iniciar atkins normalmente, e se nada acontecer faço o jejum semana que vem. E quantas vezes é possível fazer o jejum, e com intervalos de no mínimo quanto tempo?...Estava pensando em fazer sempre 1 vez por semana, até mesmo fazer o dia do lixo no domingo e ficar em jejum na segunda e atkins o resto da semana. Acho que por enquanto é isso, desculpe por tantas perguntas, mas é mto bom ter alguem como o senhor pra nos orientar nem que seja um pouquinho, pois sou só eu e Deus, não vou a nutricionista, não tenho personal, tudo que faço é base de muita pesquisa, e quando acho alguém como o senhor tenho que abusar da boa vontade né!!! rsrs....Mas é isso, desde já agradeço a paciência. e Parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir
  7. Larissa: eu, como sou metódico, não quis misturar as coisas (dia do lixo e jejum), pois não teria como saber o que funcionou e/ou o que deixou de funcionar. O que posso dizer é que o jejum tem mais suporte científico, e, COMIGO, funcionou. Mas, quando eu resolver comer uns carbs, com certeza farei o jejum no dia seguinte. O autor do livro recomenda uma ou duas vezes por semana, dependendo dos seus resultados. Ele diz ainda que 1x por semana é ótimo para manter o peso.

    Há um livro que eu ainda vou ler, mas vc como médica veterinária precisa ler: http://www.amazon.com/Pottengers-Cats-A-Study-Nutrition/dp/0916764060/ref=sr_1_1?ie=UTF8&qid=1359929972&sr=8-1&keywords=pottengers+cats

    ResponderExcluir
  8. Muito bom!! Já estou perdendo o peso de forma regular com a dieta low carb (ainda estou evoluindo para uma talvez paleo, mas os resultados já são surpreendentes). Irei tentar para dar uma acelerada no processo :D

    ResponderExcluir
  9. Estava no aguardo do seu post sobre o jejum intermitente! Li o post e imediatamente após li o livro (versão de 2007 - espero que esteja atualizado). Que leitura gostosa e de fácil entendimento! Parecia até que estava lendo o blog do senhor...
    As vantagens do jejum intermitente é o tipo de coisa que me fez pensar "parece bom demais para ser verdade", mas quero experimentar por algum tempo!
    Faço Atkins a quase 3 meses, perco peso beeeemmmm lentamente e na última semana a balança até acusou 2k a mais. Como estou fazendo tudo certo, não tenho pressa de emagrecer rapidamente e sei que mesmo levando algum tempo é possível chegar a minha meta.
    Já tinha tido conhecimento do jejum atráves do Primal Brasil, e no dia 30/01 fiz um jejum de 22h e em alguns dias o jejum de 16h.
    O senhor considera que além de 2 períodos de 24h durante a semana é vantajoso/proveitoso o jejum de 16h nos demais dias ou devo me ater somente aos 2 períodos de 24h?
    Outra dúvida: não tenho condições financeiras para frequentar uma academia de musculação, mas me exercito em casa com programas como Isanity e Yoga. Ainda assim existe perigo de perda de massa magra?
    Novamente, agradeço muitíssimo por seu maravilhoso blog!

    ResponderExcluir
  10. Leandro N (Caveman)4 de fevereiro de 2013 08:06

    Este post é fenomenal e me lembrou da aula do Dr. Phinney no Art and Science of Low Carb Performance...

    Quando você está comendo muitos carbs, a insulina alta mantém suas reservas de gordura travadas, e você só têm acesso às reservas de glicogênio. O seu corpo tem em média 2 mil calorias de glicogênio para se virar. Por dia, só o cérebro gasta 600 calorias, obrigatoriamente de glicose ou cetonas!

    A cetoadaptação, que ocorre numa dieta com menos carbs (até 50 gramas), derruba sua insulina, e torna seu corpo capaz de acessar as reservas de gordura. O cérebro passa a usar cetonas, que são produzidas no fígado a partir da quebra de ácidos graxos. Os músculos usam acidos graxos. Uma pessoa esbelta com 10% de gordura no corpo pode ter até 60 mil calorias de gordura armazenadas! É um mega tanque de combustível.

    Porque deixei de depender de um tanquinho de combustível de 2 mil calorias e passei a confiar num mega-tanque de mais de 60 mil, naturalmente ganhei mais autonomia e se ainda não pulei refeições de propósito para manipular meus hormônios como o Dr. Souto ensinou, faço só porque posso, por praticidade, pra economizar dindim, pra resistir à comida errada que estão me empurrando! Acredito que esse é o caminho pra todo low-carber!

    A sensação bem nítida é que eu tenho é que meu cérebro se desplugou de um geradorzinho vagabundo a gasolina e se plugou numa usina atômica portátil.

    ResponderExcluir
  11. Ola doutor...estou seguindo a dieta a quase um mes,e estou atingindo todos beneficios que ela proporciona,estou bem Feliz.Mas doutor o que faco com tamanha anciedade,nao sinto tanta fome sinto sim uma ancia terrivel por um pedaco de pao ou algum doce,resisto pois sei que se Seder ao desejo ele vai voltar algum tempo Depois,e Depois ,e depois. Chego a me sentir tremula,agitada,nervosa mesmo. Sera possivel que seja essas crises de abstinencia que alguns viciados tem?Os primeiros Dias foi tranquilo,agora ta bem dificil.pensei em tomar algum medicamento para anciedade o que o doutor acha?Ou tem alguma outra dica? Grata Karla

    ResponderExcluir
  12. Também li este livro e recomendo. Um dos benefícios que notei ao adotar a dieta paleolítica é que não sinto tanta fome quanto antes, e consigo passar longos períodos de tempo sem comer. Durante o jejum fico mais focada e sinto mais energia.

    Pratico jejum intermitente de forma intuitiva, prestando sempre atenção em como me sinto, nos níveis de energia etc. Faço musculação 2x por semana -- às vezes durante jejum, mas nem sempre.

    A única diferença é que faço jejuns de menor duração, de 12h a 16h (como no protocolo leangains). Janto normalmente, não tomo café-da-manhã e almoço tarde.


    Segue um post muito interessante do Mark Sisson sobre como homens e mulheres reagem de formas diferentes ao jejum: https://www.marksdailyapple.com/women-and-intermittent-fasting/

    ResponderExcluir
  13. Doutor, mais uma vez obrigada pelo post! Estava aguardando, pois quero muito fazer Jejum. Estou com dificuldade em emagrecer, mesmo levando a sério e não comendo mais do que 50g carbs/dia. Minha dúvida é, quando fazer? Faço musculação 2ª, 4ª e 6ª e as 3ª e 5ª faço 90 min de flamenco. Sempre pela manhã. Se assemelha a um IT ! Pelo lógica seria melhor fazer jejum nos dias de de musculação, certo? Faço muita carga, pouca repetição, e nem chego perto da esteira... Então, durante o jejum, potencializaria a queima da gordura que está acumulada, certo?

    ResponderExcluir
  14. Tomando como base o post http://www.paleoforwomen.com/shattering-the-myth-of-fasting-for-women-a-review-of-female-specific-responses-to-fasting-in-the-literature/, parece que o IF não é muito adequado para mulheres (infelizmente).
    Afeta a tolerância de glicose, aumenta HDL e LDL, pouca perda de pesa, afeta a qualidade/quantidade do sono, aumento da sensação de infelicidade, irritabilidade e fome, desregula o ciclo menstrual...
    No entanto parece que mulheres muito acima do peso teriam os benefícios do IF que não aconteceriam com mulheres com o peso normal.
    Gostaria de saber a opinão do Doutor Jose... Obrigada.

    ResponderExcluir
  15. Acho que, treinando, não há risco. Se vc leu o livro, deve lembrar que o autor sugere "that you don't overdo it". Dito isso, pular o café da manhã em um dia que vc estiver sem fome ou tiver acordado cedo, não vejo problema.

    ResponderExcluir
  16. Sim - já fiz alguns treinos em jejum de de 24h sem queda de performance.

    ResponderExcluir
  17. Eu conheço esta postagem. Acho que boa parte dos estudos citados pela autora não fazem o mesmo tipo de jejum de 24h do Pilon. De qualquer forma, se eu tivesse que deixar uma mensagem para todos os leitores, seria: EXPERIMENTE em você mesmo. Não deu certo? Procure alternativas, mude. É o que faço para mim - somos todos diferentes, e respondemos de formas diferentes às intervenções.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cada organismo reage de uma forma. O meu ja acostumou com tantas dietas!

      Excluir
  18. Muito obrigada, Dr Jose. Estou fazendo meu 2º IF de 24h no dia de hoje. Vou experimentar por uns 2meses e observar como meu organismo reage.

    ResponderExcluir
  19. A maior parte dos estudos neste link se referem a ratos, não a humanos. Um dos estudos de IF (em humanos) nesse post compara como homens e mulheres reagem a 3 refeições por dia vs 1 refeição por dia... Ou seja, não é a mesma coisa que o jejum intermitente do livro de Brad Pilon.

    Há algumas evidências anedóticas de que nós mulheres nos damos melhor com períodos mais curtos de jejum (de 10 a 14h). É o tipo de jejum que pratico e me sinto ótima -- nenhum dos problemas que vc descreveu. Vou tentar achar o link pra compartilhar aqui...

    Dito isso, as pessoas são diferentes e o que funciona pra alguns pode não funcionar pra outros. Como o Dr. Couto disse, experimente. Se não te fizer bem, suspenda.

    ResponderExcluir
  20. Dr. Souto, existe algum relato de diminuicao dos niveis de testosterona durante a dieta? Vinha observando uma queda na libido depois de iniciada a dieta e fiz exames hoje e a testosterona total esta em 317 ng/dl e no ultimo exame que tinha feito em setembro do ano passado tinha dado 624 ng/dl. Ambos os exames foram feitos pela manha onde os niveis estao mais elevados. Tenho 32 anos e estou na sexta semana de Atkins.

    ResponderExcluir
  21. Olá Antônio. Sim, é possível usar o Jejum Intermitente para diminuir o percentual de gordura (é o que estou fazendo, pessoalmente). E, fazendo Crossfit, você protege a massa magra. Dada a intensidade do treino envolvido na sua atividade, talvez seja interessante fazer o IF (intermittent fasting) nos dias em que vc não treinar. Se puder, leia o livro - o autor é um bodybuilder amador, ou seja, dá enfase em percentual de gordura mantendo musculatura.


    Em 3 de fevereiro de 2013 19:22, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  22. Dr. Souto, existe algum relato de diminuicao dos niveis de testosterona durante a dieta? Vinha observando uma queda na libido depois de iniciada a dieta e fiz exames e a testosterona total esta em 317 ng/dl e no ultimo exame que tinha feito em setembro do ano passado tinha dado 624 ng/dl. Ambos os exames foram feitos pela manha onde os niveis estao mais elevados. Tenho 32 anos e estou na sexta semana de Atkins.

    ResponderExcluir
  23. Existe algum jeito correto de entrar e deixar o jejum? ou vc pode entrar e deixar o jejum comendo como vc come em dias que n faz jejum?

    ResponderExcluir
  24. Em teste...

    estou fazendo o Jejum e nesse momento com 14 horas.
    Malhei pela manhã sem perda de rendimento apesar de que houve uma varíavel que pode ter interferido. Eu não estava tomando mas hj tomei um termogênico. Assim, não posso afirmar 100% que não houve perda de rendimento.
    Fome ontem antes de dormir, passou rapidinho, e agora um pouco.
    Tenho pilates daqui a pouco, vamos ver como será.

    Fazia tempo que me incomodava a ideia de comer sem estar com fome. Agora entendo que posso ficar sem comer sem prejuízos.

    ResponderExcluir
  25. Olá Dr. José Carlos

    Faço Atkins a algum tempo e estou adaptando algumas receitas para conseguir driblar a vontade de carbo que ainda sinto, li alguns estudos sobre o amido resistente principalmente o da banana verde, contudo ainda fico apreensiva quanto a utilizar a banana verde em minhas receitas, o que o senhor pode me aconselhar sobre isso, posso consumir a banana verde sem problemas como uma fibra? Obrigada por compartilhar seu tempo conosco, site excelênte!

    ResponderExcluir
  26. Dr. José Carlos, disse, nos primeiros comentários em
    relação a esse post, que iria fazer e fiz. Voltei para compartilhar
    os resultados. Fiz do almoço (segunda) até agora, até o almoço de
    hoje. E o incrível é que, mesmo agora, antes do almoço, não estou
    com fome nem com vontade de comer (mas claro que vou almoçar - low
    carb total). E o melhor de tudo: acabei de voltar da musculação,
    fiz o treino normal. Não foi o dia de melhor disposição do mundo,
    mas passou muito longe dos dias piores, daqueles dias sem disposição
    nenhuma (comparo inclusive com os dias com carbs). Enfim, o
    primeiro jejum foi INCRIVELMENTE TRANQUILO, sem nenhuma comparação
    com o sofrimento das dietas convencionais.

    ResponderExcluir
  27. Tranquilo esse primeiro de 16 horas.
    Deu vontade de continuar mas como o objetivo traçado era de 16 não quis sair do planejado.
    Vou definir se faço 24h essa semana ainda ou semana q vem.

    ResponderExcluir
  28. Boa tarde Dr Jose Carlos!

    Não tem como deixar um lugar especifico no blog para as perguntas/respostas? Pois vi que há ótimas perguntas e respostas recentes em textos publicados há vários dias/meses atras.....

    Talvez criar um artigo apenas com o Titulo "Deixe sua pergunta aqui" explicar o pq disso e anexá-lo em primeiro lugar na coluna que aparece no começo do blog "A Base teórica"... e a cada outros artigos que o Sr escrever, ressaltar no final que as perguntas fossem feitas no X artigo e até colocar o link...... ai todos teriam acesso as perguntas/respostas mais facilmente...

    Apenas uma dica, espero que seja util.
    Abraços!
    Angelita

    ResponderExcluir
  29. Ok Dr. Fiz um jejum de 39 horas, só comi nessa terça feira as 15h. Vou tentar agora fazer durante todos os dias o jejum de 16 horas e comer durante 8h...nesse periodo seguindo atkins. Vou ver no que vai dar!

    ResponderExcluir
  30. Doutor ou quem souber me responder :),

    Estou fazendo uma dieta low-carb há uns 3 meses. Perdi pouco peso (porque já estou num peso normal) e gostaria de perder mais uns 2 kg (para me sentir suuuuper bem). Me dei muito bem com a dieta: acabou a sensação de estômago inchado, os gases, as dores de cabeça, as alergias. Só tenho um problema: se passo algumas horas sem comer (4 ou 5 horas), me sinto mal. Tenho enjoo, dor de cabeça, me sinto fraca. Por que será que isso acontece? Meus exames estão normais... Só posso pensar que é falta de comida, porque é só comer e esse mal-estar passa. Acho, então, que a alternativa do jejum está excluída para mim, né? A minha outra opção para acelerar o metabolismo seria fazer musculação. O problema é que, em todas as vezes em que segui essa orientação (muita carga, poucas repetição), fiquei enooorme: sou baixinha e tenho muita propensão a desenvolver massa muscular. Claro que, nessas tentativas, não aliava o exercício a uma dieta de baixo carboidrato. Será que, combinando as duas coisas, eu perderei mais gordura, de modo a não ganhar tantas medidas (trocar a gordura pela massa muscular apenas)? Obrigada pela atenção!

    ResponderExcluir
  31. Estou testando o Jejum. Meu jantar terminou às 21:30 de ontem e consegui ficar hoje até 12:15. Não chegou as 16 h recomendadas. Senti fome e não passou tão rápido como os relatos abaixo. A fome veio a partir da 11 hora, estava sapateando, mas consegui segurar. O que estou sentindo é mais ou menos o seguinte: é como se meu abdómem está 'colado' nas costas! Alguém percebei isso?? E não é fome, pq acabei de comer e continua assim. Vou tentar novamente na quinta.

    ResponderExcluir
  32. Joel, desculpe entrometer, mas eu fiz Atkins, lí o livro, fiz receitas, enfim, segui bem o estilo Atkins. O que te digo é que PARA MIM não funcionou a farinha da banana verde. Estacionei no peso na hora que comecei a usar. Mas tem relatos de várias meninas (comunidade Atkins Flex no Face) que usam muito a biomassa, que é diferente da farinha da banana verde. Penso que o melhor é testar, ver se vc se adapta.

    ResponderExcluir
  33. Olá Larissa. No começo eu tbm ficava assim. Acho que vc precisa de SAL! dê uma lida nos comentários daqui : http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/01/introducao-dieta-paleoprimal-mark.html

    digite "dor de cabeça" no alto da página em "pesquisar nesse blog. Tem um monte de artigos.

    ResponderExcluir
  34. Alguém que fez o jejum notou algum mau halito? Digo isso porque, depois que comecei a dieta, passo períodos maiores sem comer e infelizmente acabo ficando com aquele mau halito de fome.

    ResponderExcluir
  35. Opa bom dia a todos, eu têm to fazendo a dieta low carb com recargas periódicas uma vez por semana apos 14 dias seguidos com poko carbo e queria aproveita o espaço e sanar algumas duvidas com os mais experientes.



    1-Estou no 8 dia da dieta com carboidratos na faixa das 30 g dia,é normal sentir fome ou isso pode ser um sinal de que ainda não estou em cetose?

    2-Nas recargas não pode come frutose? vi em algum lugar que a frutose recarrega o gicogenio do figado por isso deve ser cortada definitivamente durante a dieta.

    3-Para essa dieta é preciso tomar algum suplemento de potássio? tendo em vista que essa é uma dieta rica em sodio.E algum outro suplemento?

    4-Quanto tempo em media uma pessoa leva para fica cetoadaptada?


    Sei que fiz muitas perguntas e teria muitas outras, mais tenho certeza que essa minha duvida tbm é de outros. se alguém puder responder fico agradecido.

    Anteciosamente,

    Breno Braz

    ResponderExcluir
  36. O que são "recargas periódicas"?
    Olha Breno, 8 dias com baixo carbo assim e vc ainda sente fome? Tem certeza que está comendo só 30g? Pelo que já lí por aqui, o Dr. fala que não precisa estar em cetose pra emagrecer e perder a fome.

    Entenda o que é a frutose, leia aqui: http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/01/livro-fat-chance-de-robert-lustig-o.html

    ResponderExcluir
  37. estou com nodulos no figado(a principio do anticoncep) tem algum problema fazer a atkins devido a cetose? a cetose poderia causar/aumentar os nodulos? Obrigada

    ResponderExcluir
  38. Pedro, o mau hálito é por conta da cetose, é um dos sintomas, então, isso é ótimo, porque indica que vc está "queimando" gorduras.

    ResponderExcluir
  39. Olá, Dr.!
    Estava a espera deste post, aliás, excelentes como todos os outros do blog.
    Tenho feito o jejum e terminei hoje mais um de 24 horas, sempre com tranquilidade, porque estou em cetose. Então, sem fome! Eu ADORO estar em cetose e me sinto muitíssimo bem.
    Mudando de assunto:
    um comentarista postou o link de uma loja virtual onde ele comprou as fitas para medir corpos cetônicos no sangue aqui no Brasil. Eu não encontrei de novo o endereço, será que alguém poderia me passar?
    Desde já obrigada.

    ResponderExcluir
  40. Obrigada, Patrícia. Vou tentar incluir mais sal na dieta e ver o que acontece.
    Para quem interessar, saiu essa notícia no site da Folha: http://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/1226539-pesquisa-questiona-funcao-protetora-de-gordura-boa.shtml.
    Embora seja uma notícia tímida, já é um começo...
    Abraços.

    ResponderExcluir
  41. Rosy, mas depois que estamos cetoadaptados o mau hálito não aparece. Aliás, as vezes não parece nem se estamos em cetose.

    ResponderExcluir
  42. Verdade Larissa! Olha o que o nutrologo disse: "Só somos vivos porque comemos tudo em equilíbrio. Não adianta comer só proteína nem só ômega 3" - Lógico que, se seu organismo ESTÁ em equilíbrio, tudo bem! Mas... e quem já desequilibrou tudo? aí que entra a PÁLEO!!

    ResponderExcluir
  43. Olá, Doutor! Espero que consiga responder minha pergunta.
    Há um ano tomei Victoza por 6 meses e emagreci uns 7 quilos. Não sou diabética, estava com IMC 30 e tive diabete gestacional há 2 anos. Como não estava mais vendo resultado, parei e engordei novamente (óbvio!). Desde novembro estou fazendo Atkins e emagreci 5,5kg desde então. meu emagrecimento tem sido lento, mas estou feliz!
    Acontece que tenho ainda uma caixa de Victoza aqui que vencerá em breve. Gostaria de saber se posso usá-la associada a dieta low-carb ou se prejudicará minha saúde.
    Não queria jogar o remédio fora, pois custou caro...
    Aguardo sua sugestão!

    Obrigada, Ana Lucia

    ResponderExcluir
  44. Quem já faz o jejum, qual a experiencia com a perda de peso?

    ResponderExcluir
  45. Olá Dr, sou uma grande admiradora do blog e aprendi muito, muito mesmo aqui. Eu tenho um pedido a fazer, será que o sr. não poderia fazer um post sobre este estilo de alimentação direcionado a idosos? O meu pai é acamado, com diabete e hipertensão (é acamado devido a uma lesão da coluna), que o fez ficar tetraplégico. Ele tem 68 anos. Levei-o a uma nutricionista, que receitou muitas frutas, arroz, feijão, permite até um pão francês no café da manhã, e como suplemento receitou Nutrison Soya! Atualmente, depois de ter estudado tanto e mudado os meus paradigmas em relação à alimentação saudável, eu sigo as orientações com dor no coração!!! E quando vejo outros idosos tomando essa alimentação enteral, que de alimentação não tem nada, é puro carboidrato com vitaminas sintéticas.. fico tão triste!! Gostaria demais de uma orientação, de como posso melhorar a alimentação do meu pai, visando dar a ele maior qualidade de vida. Com a alimentação atual ele praticamente perdeu toda a massa magra do corpo. Está praticamente pele e osso, oke é um padrão em todos os acamados que eu vejo. E isso porque meu pai faz fisioterapia duas vezes por semana. Aguardo sua resposta e perdão pelo tamanho do comentário. Abraços

    ResponderExcluir
  46. Faço atinks há 2 anos e tenho pensado em mudar pra paleo ultimamente, na verdade fiz paleo durante 1 ano e meio achando que fazia atkins(passei muito tempo na indução de atkins , me alimentando basicamente de carnes, peixes, frangos e verduras de baixo indice glicemico, além de gelatina e creme de leite), recentemente ao conhecer alguns grupos é que vim a conhecer a proteina isolada de soja e as fibras de trigo e soja, recém intriduzidas na minha dieta, cerca de 4 meses, hj penso em retira-las da minha alimentação, consumir mais a farinha de amendoa, mas é um caso que ainda preciso e muito amadurecer... cheguei a pesar no inicio da dieta 196kg e eliminei nesses dois anos 94kg....o que venho aqui dizer e que esse artigo foi uma paulada na minha cabeça, literalmente... li aqui no teu blo e no blog do Caio Augusto Fleury a cerca do tema o que me indigna é que qdo comecei atkins depois de uma semana comia apenas 2 vezes ao dia, passava horas sem comer,algumas vezes uma refeição apenas me bastaria, foi qdo entrei no efeito platô e estudando sobre li inumeros artigos que falavam sobre o comer de 3 em 3 horas, sobre o catabolismo, sobre a diminuição do metabolismo qdo ficavamos muito tempo sem comer,e eu acabei presa a esse conceito, comendo sem fome obrigatoriamente de 3 em 3 horas... aí venho e leio no teu blog sobre jejum intermitente, e já andei buscando novas fontes,fico confusa sabe, não consigo mais eliminar peso e ainda tenho de 20 a 30 kg pra eliminar, vi alguns relatos de pessoas que emagreceram fazendo o jejum , aceleraram a perda fazendo o jejum, por outro lado ainda fico descrente, se essa perda de peso foi mesmo emagrecimento, diminuição da massa gorda de verdade, li que o hormonio do crescimento é ativado evitando perda de massa muscular mas foram feitos estudos de biompedancia verificando que essa perda realmente não acontece? morro de medo de perder tecido metabolicamente ativo.... tô meio perdida, totalmente perdida..melhor dizendo.
    Estudei tanto nesses dois anos e o consenso indica tudo diferente, isso é meio dificil ... hj me sinto sem eixo , sem direcionamento...

    Adoro teu blog, tens me ajudado muito, ainda que não saibas , a seguir nesta caminhada, aproveito a oportunidade pra agradecer e pra pedir a Deus que ilumine os teus caminhos sempre, esse caminho de esclarecimentos, de descobertas que ajudam tantas pessoas no prosseguir, nesse desejo de uma melhoria na saude e na qualidade de vida.

    Um abraço apertado,

    Erikah Azzevedo

    ResponderExcluir
  47. Não, pelo contrário, o aumento do consumo de gordura na dieta tende a aumentar a testosterona, e a perda de peso idem. Mas há outras coisas que podem afetar a testosterona, como stress, cortisol, e variações aleatórias (imagino que tenha sido medida no mesmo laboratório). Sugiro apenas medir novamente. Já vi AUMENTAR em vários pacientes com a melhora da síndrome metabólica.

    ResponderExcluir
  48. Sim - o correto é não alterar a dieta nos demais dias. Não adianta comer zero calorias 24 horas e 5000 calorias logo depois, certo?

    ResponderExcluir
  49. Espero que alguém saiba, pois eu não sei.

    ResponderExcluir
  50. Incrível, né? Eu fiz academia em jejum como uma experiência - mas tento atualmente fazer academia nos dias de dieta normal.

    ResponderExcluir
  51. Acho que vou fazer isso sim, quando der tempo!

    ResponderExcluir
  52. Larissa, eu vejo o Jejum intermitente como uma ALTERNATIVA para quem tem pouca fome com low carb e está em um platô de peso. Músculo é muito mais denso do que gordura, ou seja, se vc perde 3 Kg de gordura e ganha 3Kg de músculo,. a balança não se mexe, mas vc fica com as medidas menores, Combinar as duas coisas é, ao meu ver, o ideal para ganhar massa magra e perder medidas.

    ResponderExcluir
  53. Minha terceira tentativa foi a mais fácil. E a primeira foi de 16 horas.

    ResponderExcluir
  54. Nada que um Halls sem açúcar não resolva. Pode ser cetose, pode ser boca seca (é jejum, mas NÃO de líquidos!!)

    ResponderExcluir
  55. Não conheço NADA que possa sere prejudicado por cetose nutricional (não confundir com cetoacidose, do diabetes).

    ResponderExcluir
  56. MUITO bom - eu tinha lido isso em inglês e me preparava para traduzir - vai virar postagem!

    ResponderExcluir
  57. Não sei - não tenho experiência com o Victoza. E realmente não sei que tipo de interação teria com low carb. Dito isso, acho desnecessário. Teria que ver com seu endocrinologista se ele acha que uma redução na ingesta de carboidratos poderia ser feita junto com o uso do remédio.

    ResponderExcluir
  58. Bem, eu não vejo diferença entre páleo para idosos ou jovens. Comida de verdade, perder o medo das gorduras, fugir do trigo e da soja. A perda de massa muscular pode ser diminuída com uma dieta mais rica em proteínas e gordura (apenas precisa ver se não tem insuficiência renal crônica), mas é inevitável em quem está acamado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Dr. obrigada pela resposta! torço muito pra q td essa informaçao se popularize, pq tanta gente sofre "em vao", basta ir nas filas do sus pra conferir. males q podiam ser evitados c alimentaçao correta :(. dr. mais uma vez parabens pelo magnifico trabalho!!!!

      Excluir
  59. 94Kg!!! UAU!!

    Parabéns! Bem, nada melhor do que vc medir a composição corporal para se sentir mais segura. A melhor forma é com densitometria. ode ser também com a avaliação física de um profissional capacitado, mas densitometria é mais preciso. Bioimpedância não é confiável. Os estudos mostraram que não há perda de massa magra (usando densitometria) APENAS em quem fazia musculação. PRECISA fazer, para preservar os músculos.

    ResponderExcluir
  60. Que bom, é isso que vou fazer então. Mas o que (como) eu peço para o meu avaliador na academia? Peço um treino para hipertrofia, para definição ou para perder gordura? Ou simplesmente exijo um treino com muito peso e poucas repetições? hehe. Porque eu tenho receio de explicar minha intenção e o professor me mandar fazer um treino com pouco peso e muitas repetições, que é o que eles prescrevem para a maioria das mulheres que chegam na academia e não querem ficar "bombadas". Obrigada pela resposta!

    ResponderExcluir
  61. Peça para ele medir sua composição corporal. Depois, diga que vc quer um treino para aumentar a definição muscular (não existe treino para perder gordura - eles acham que sim, mas não existe - só se perde com dieta). Vai começar com pesinhos ridículos. Depois de um tempo, vc diz que quer resultado, que não quer "peso de mulherzinha". Queria ver a cara do sujeito :-))

    ResponderExcluir
  62. hahahahahaahahahaha...
    Pode deixar que, nesse dia, eu gravo!!!
    Mais mastigado impossível! Muito obrigada pelas orientações!!!!!!!

    ResponderExcluir
  63. Nunca tinha pensado na densitometria, excelente dica essa, sinto-me mais inclinada a fazer, é bem libertador não ter que comer obrigatoriamente mesmo não tendo fome. Farei sim, ambos, a densitometriae o jejum..obrigada mais uma vez.

    ResponderExcluir
  64. Dr. eu toh comendo cenoura e beterraba junto com as carnes, elas são permitidas numa dieta low carb? se não, que verduras são?

    ResponderExcluir
  65. Patricia, pode exlicar melhor isso de "as vezes não parece nem se estamos em cetose"? agradeço-te desde já.

    ResponderExcluir
  66. Não sei se sentes curiosidade mas eu sentiria sim, por isso deixo aqui minha evolução, se acaso se interessar em ver.
    http://i230.photobucket.com/albums/ee167/fatdream/niver2anos_zpsdb9ea4b9.jpg

    ResponderExcluir
  67. Thomáz, olha isso que o Dr. respondeu "A beterraba da qual se extrai açúcar na Europa não é a nossa. É uma beterraba branca e doce. Dito isso, as raízes em geral não estão indicadas na fase de indução da dieta low carb (fase cetogênica), por conterem muito amido. 1 xícara de beterraba tem 13 gramas de carbs, dos quais 3 são de fibras. Isso significa 10g de Net-carbs (os carbs que importam). Para quem quer manter o TOTAL de carbs abaixo de 20g, isso é muito. Eu como beterrabas, mas estou há muito tempo em fase de manutenção, como de 50 a 60g de carbs (e consigo comer até 100g sem engordar). Mas é tudo uma questão de quantidade. Uma fatia de beterraba não vai de tirar da dieta."

    No mais, leia isso!

    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/01/como-devo-comer-comida-de-verdade.html

    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/01/o-que-comer-no-cafe-da-manha.html

    ResponderExcluir
  68. ops ent patricia eu sinto fome ,mais naum é aquela fome sabe..é uma fome branda.
    e sobre os carbos eu faço contagem certim.

    o que eu sinto bast é um poko de cansaço e sono,seria normal isso?

    ResponderExcluir
  69. e sobre recargas periódicas é que eu to seguindo a dieta metabólica do dr. pasqueli,mais vou faze recarga so aos domingos ,sem come nada que tenha trigo,somente arroz integral e outros carbos de ig baixo.

    ResponderExcluir
  70. Dr. eu queria um conselho do senhor.

    tipo eu convenci a minha dieta a começa a faze a dieta,so q o problema é o seguinte ela naum consegue largar do cafe com açúcar de manha.diante disso eu gostaria de sabe se isto pode atrapalha a dieta dela e ser seria interessante antes dela toma o tal cafe ela consumir alguma fonte de gordura pra atrasar a absorvição da frutose e da sacarose presente no açúcar,dessa forma ela diminuir o pico de insulina causado pelo açúcar?

    ResponderExcluir
  71. Rosy, eu escrevi errado! Não é "parece" e sim "aparece"! O que quis dizer é que, as vezes, mesmo estando em cetose, o mau hálito não aparece. E quando nos adaptamos ao estado cetogênico, ele desaparece.

    ResponderExcluir
  72. Verdade, Patrícia. Eu não tenho nenhum sintoma... já estou em cetose a um ano.

    ResponderExcluir
  73. Olá Breno! Eu não conheço esta dieta metabólica que vc falou, então não me sinto capacitada a opinar sobre essas recargas periódicas.
    Quanto a sua "fome branda", só posso responder de acordo com a Páleo/LowCarb. Se vc está sentindo fome, pode ser pq seu IG ainda está alto (vc está consumindo muito carboidrato) OU pode ser apenas o hábito do seu organismo. Repito aqui um parágrafo da postagem acima "Provavelmente, o que chamamos de fome é em verdade uma reação aprendida à uma combinação de pistas metabólicas, sociais e ambientais. Em outras palavras, a forma com que comemos todos os dias "ensina" ao nosso corpo quando (a que horas) esperar por comida, e mesmo que tipos de comida esperar."
    Sobre seu sono e cansaço: como já falei eu não posso opinar sobre as reações da sua dieta metabólica porque não a conheço, mas em relação a Páleo/LowCarb, os relatos que temos é que isso só melhora, ficamos mais animados, a qualidade do sono é ótima, etc.

    ResponderExcluir
  74. Doutor, quando falei "sapateando" não era de fome não, viu? Estava na aula de dança!!!!

    ResponderExcluir
  75. Bom dia doutor tudo bem?
    estou com uma dúvida, pra liberar os corpos cetônicos, só posso comer 20g de carbo por dia né?
    Mas incluo nesses vinte, um iogurte com 100% da necessidade de calcio diária, mais por gostar mesmo, eu não ultrapassando os 20 mesmo tomando esse iogurte, será que tomando esse iogurte atrapalha em entrar em estado cetonico? conto o carbo de tudo, cada ovo, cada alface, e nunca cheguei em 18gramas

    ResponderExcluir
  76. http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/01/como-devo-comer-comida-de-verdade.html

    Se não for um purê de cenouras, tudo bem!

    ResponderExcluir
  77. Sensacional!!! Erikah, se você quiser me mandar um testemunho pessoal (com sua história, e fotos), eu faria uma postagem com o maior prazer.

    ResponderExcluir
  78. Leia de novo sua pergunta (ficou engraçado: "convenci minha dieta a fazer dieta")...
    Claro que comer açúcar atrapalha. Mas, enfim, quanto menos melhor, e de estômago cheio, melhor do que de estômago vazio.

    ResponderExcluir
  79. Pode comer seu iogurte. Para a maioria das pessoas, menos do que 30g de carbs por dia já é cetogênico. Mas, como eu sempre digo, vc não precisa estar em cetose para perder peso com low carb.


    Para saber MESMO se vc está em cetose, é ncessário medir no sangue - agora há fitinhas e aparelho disponível no Brasil. Mas NÃO PRECISA...

    ResponderExcluir
  80. Dr Jose, as informações dessa imagem são verdadeiras?
    http://ifasters.com/wp-content/uploads/2012/03/iFasters-Fat-Loss-Graph.jpg

    Li novamente o Eat Stop Eat e ao me ver o jejum de 16h não é tão
    interessante para queimar gordura, visto que alguns benefícios só começam a aparecer com 18,
    19h.

    O período de jejum recomendado por Hering (The Fast-5 Diet and the Fast-5 Lifestyle) tb é de 19h.

    Somente o protocolo Leangains recomenda a janela de 16:8, mas a
    alimentação é totalmente diferenciada entre dias de treino e descanso
    (não é o ideal para mim).

    Terminei meu 2º período de 24h e estou totalmente sem fome/vontade de comer. Vou comer pela obrigação.

    O senhor já tentou períodos maiores de 24h ou vê nisso algum benefício adicional?

    Obrigada novamente!

    ResponderExcluir
  81. Daniel Ricci Araújo7 de fevereiro de 2013 14:59

    Dr., assisti a primeira parte desse documentário e me impressionou a qualidade. Excelente reconstrução histórica dos fatos.

    http://www.youtube.com/watch?v=E6nGlLUBkOQ

    ResponderExcluir
  82. Doutor, estou com algumas dúvidas. Li no site Primal Brasil o post sobre "Deveríamos tomar o café da manhã" (http://primalbrasil.com.br/deveriamos-tomar-o-cafe-da-manha/) . Agora fiquei na dúvida se posso sempre pular o café da manhã sem correr o riso de perda de massa muscular. Faço musculação 3x na semana.
    O que o livro fala sobre a diminuição de peso? É instantâneo (kkkk)?? No outro dia a balança acusa? Quero parâmetros pra comparar a diminuição do meu peso, entende? Será que, assim como a quantidade de carbo/dia, a quantidade de horas do jejum devem ser 'testadas' pra saber qual o ideal pra cada pessoa? Obrigada e desculpe a falação!

    ResponderExcluir
  83. Olá
    Comecei a experimentar esta dieta há uns dias e tenho um problema: dores de cabeça...será que é a falta do meu pãozinho?
    Obrigada
    Maria (Portugal)

    ResponderExcluir
  84. Olá Maria.
    Não é falta do seu pão, é falta de SAL! No começo eu tbm ficava assim. dê uma lida nos comentários daqui : http://lowcarb-paleo.blogspot....

    E faça o seguinte: digite "dor de cabeça" no alto da página em "pesquisar nesse blog. Tem um monte de artigos.

    ResponderExcluir
  85. Dr., de qualquer forma, onde encontro esse dispositivo e fitas que mede no sangue? Procurei em tudo que é lugar e não encontrei...

    ResponderExcluir
  86. Erikah, que grande incentivo vc me deu!! Eu tenho que emagrecer ao menos uns 35 kg ainda (já emagrecí 12 kg).

    Ainda não estou pronto para o jejum intermitente, mas pretendo começar a fazer musculação, e aí sim desfrutar dessa técnica trazida à tona pelo Dr. Souto.

    Vc já está uma gata, tudo de bom!!! Gostaria de deixar esse video prá vc, http://vimeo.com/14010146 - e com certeza, ao menos no que se refere ao seu caminho de emagrecimento até aquí, vc já disse SIM!!!

    ResponderExcluir
  87. Olá Daniel, o link que foi postado aqui é este: http://www.farmagora.com.br/cat/diversos/18476.html

    ResponderExcluir
  88. Dr Souto,

    Fiquei muito surpreso (obviamente de maneira positiva) ao descobrir, enquanto navegava sem rumo pelo paleohacks.com, o link para um blog brasileiro tão interessante sobre low-carb e paleo, mais surpreso ainda de encontrar uma outra pessoa em Porto Alegre que também esteja engajada nessa causa. Estava (e ainda estou) pensando em começar a escrever um blog próprio sobre o assunto e agora fiquei feliz de ver que não precisarei escrever sobre tudo desde o início, podendo referenciar seu ótimo trabalho para eventuais leitores e amigos curiosos sobre as "loucuras alimentares" que venho implementando há algum tempo.

    Gostaria de tratar especificamente sobre este post: quando você falou sobre tentar o leptin reset, citou autores que não necessariamente pensam da mesma maneira sobre esse assunto. O Kiefer indica, no próprio livro (Carb Back-loading), que embora ele aumente o consumo de carbs após treinar, ele o faz reduzindo muito o consumo de gordura durante esse período (mesmo que não pareça que ele faça isso nas suas várias entrevistas sobre o livro). Além disso, ele indica que isso seja feito sempre que o indivíduo treina, não apenas uma vez por semana. Já o Tim Ferriss tem esse approach do cheat day semanal, mas têm um capítulo inteiro do 4-Hour Body dedicado a coisas que se pode fazer para reduzir os efeitos ruins que esses exageros possam ter sobre o corpo e o próprio sucesso da slow-carb diet. Além disso, o tipo de exercícios físicos utilizados tem influência tremenda no sucesso desses protocolos. Eu estou curioso sobre como você levou esses elementos em conta na hora de fazer esse cheat day semanal e por quanto tempo você realizou esse experimento.

    Além disso, ainda no assunto do jejum intermitente, creio que os que ainda não conhecem podem se interessar pelo trabalho de Dave Asprey no BulletproofExec.com, que tem dois protocolos de IF: o Bulletproof IF (http://www.bulletproofexec.com/bulletproof-fasting/) e o mais agressivo Bulletproof Rapid Fat Loss Protocol (http://www.bulletproofexec.com/rapid-fat-loss-protocol/). Ambos são interessantes por usarem o conceito de "fat fast", um "jejum" no qual se come gordura, afinal o consumo de gordura não tem os efeitos sobre a insulina que têm proteínas e carbs.



    Desde já agradeço e desejo muito sucesso!

    ResponderExcluir
  89. Olá, pessoal!

    Achei as fitas para medir cetose no sangue com preço menor aqui:

    http://www.farmaciamix.com.br/optium-tiras-teste-para-cetona-no-sangue-10-tiras-19137/

    ResponderExcluir
  90. Matheus, bom saber que há outros por aqui!

    Bom, tenho várias considerações a fazer. Primeiro, este não é um blog de Biohacking. Na verdade, o blog nasceu da minha angústia em não ter NADA para recomendar a meus pacientes em português. Estou falando não da população de 20 e poucos anos, envolvida em esportes radicais e tentando otimizar seu desempenho no CrossFit ou reduzir sua gordura corporal de 13% para 9%.

    Se eu escrevesse aqui metade das loucuras do livro to Tim Ferris, meus leitores me internariam :-) Meu trabalho, da forma que o vejo, consiste em 3 frentes:
    a) Convencer as pessoas a largar o açúcar e os grãos;
    b) Convencer as pessoas de que a gordura natural dos alimentos não é prejudicial;
    c) Convencer as pessoas de que uma abordagem mais páleo, com comida de verdade (e não junk food low carb) é o caminho não apenas para a perda de peso, mas para a melhor saúde.

    Boa parte do meu público são pessoas com síndrome metabólica e sedentárias. Não exatamente o público de bodybuilders do Kiefer. São pessoas que precisam perder 20 ou mais Kg para melhorar sua saúde e diminuir o número de medicamentos que usam. O meu flerte com o jejum intermitente nesta postagem foi para ajudar aquelas pessoas que já perderam o peso possível com Low Carb, estão em platô, e buscam uma alternativa.

    Quanto à minha experiência pessoal, não usei carb backloading, e sim carbnite. E foi por apenas 3 semanas. Objetivo era apenas secar (diminuir % de gordura, só por experiência, não necessitava emagrecer nem uma grama, mas queria ver se era possível chegar aos "single-digits" com o método).

    Estou experimentando (estou sempre experimentando algo!) com o fat fast nos moldes propostos pelo Asprey (aliás, é bom lembrar que a pessoa que primeiro escreveu sobre fat-fast foi o velho Atkins). No futuro, após comparar com os resultados do jejum total do Pilon, devo postar alguma coisa.

    Mas, nos próximos dias, voltarei a escrever sobre os assuntos principais deste blog, que não são formas de perder % de gordura para ver melhor o six-pack, e sim convencer o maior número de pessoas de que elas não devem comer cerais no café da manhã, não devem tomar coca-cola para ter "energia", e que podem comer ovos sem receio e sem culpa.

    Nos últimos dias, muitas pessoas têm perguntado sobre colesterol. Eu já escrevi sobre isso antes, mas vou ter que fazer uma postagem mais complexa, que vai me ocupar bastante. Só para entenderes que temos, sim, muitos interesses em comum, mas que não posso escrever sobre biohacking quando a maioria dos meus leitores estão num fase em que ainda se preocupam com um colesterol de 200 (do tipo "oi, Dr., estou seguindo a dieta, perdi 10Kg, me sinto muito bem, não tenho mais dores de cabeça, mas meu colesterol que era 170 agora está em 212 - o que eu faço?" - não posso apenas responder "E DAÍ??, F... o colesterol!". O furo é mais em baixo.

    O que significa que precisamos urgentemente alguém no Brasil (você!) que faça um blog para quem quiser se aprofundar mais nas minúcias e na parte experimental da coisa. Vejo meu trabalho como uma lenta e cuidadosa desmistificação de conceitos errôneos, tudo baseado em ciência. Não posso discutir se o melhor é óleo de coco ou ghee, quando tenho ainda que convencer as pessoas a largar a margarina.

    Vamos conversando!

    Em 08/02/13, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  91. Obrigada Dr.! Sim eu vou cortar o pão francês e o bendito Nutrison Soya... ele nem gostava mto mesmo, achava o sabor horrível.rs
    vou investir ainda mais em carne e verduras, além de gorduras boas (ghee, azeite de oliva, óleo de coco). Obrigadíssima pela atenção e q Deus abençoe mto o sr. e seu maravilhoso trabalho!!! Abraços

    ResponderExcluir
  92. Ai, Jesus, agora também tem-se que super-restringir proteínas??
    http://drrosedale.com/resources/pdf/The_good_the_bad_and_the_ugly_of_protein.pdf

    ResponderExcluir
  93. A linguiça é uma proteína saudavel? Iniciei atkins por 5 dias , so comendo omelete no cafe da manha, almocando linguica e coxa de galeto no almoco e jantando salada de carpaccio e queijo amarelo nos lanches. antes sentia a barriga murcha. Dessa ez senti intestino meio preso e barrigada inchada. Sera q foi por que tomei coca-zero todos os dias???
    emagreci 1kg na balanca nesses 5 dias de atkins. Obg dr! Vc arrasa!

    ResponderExcluir
  94. Olá Nic!
    Ai Jesus digo eu! Não sou exímia tradutora, mas pelo que entendi, ou melhor, pelo que não entendi (!!!) tá faltando evidências cientificas. Você viu alguma referência? Como eu disse, meu inglês não é muito bom...

    ResponderExcluir
  95. Oi Patrícia,

    Eu cheguei ao conteúdo dessa palestra por outro site de low carb, que agora não consigo encontrar (mas vou procurar e volto aqui pra te enviar). Mas o caso é que eu já havia visto alguns comentários em outros sites sobre restringir (um pouco, não tanto quanto ele comenta) as proteínas quando você está em uma dieta super low carb, já que, supostamente, o corpo vai começar a gerar glicose dos amino ácidos da carne se você não comer carboidratos. Estou tentando achar mais informações sobre. Assim que tiver alguma coisa, enviarei aqui. Enquanto isso, alguém sabe mais sobre isso?

    ResponderExcluir
  96. Oi Patrícia,

    Eu cheguei ao conteúdo dessa palestra por outro site de low carb, que agora não consigo encontrar (mas vou procurar e volto aqui pra te enviar). Mas o caso é que eu já havia visto alguns comentários em outros sites sobre restringir (um pouco, não tanto quanto ele comenta) as proteínas quando você está em uma dieta super low carb. Estou tentando achar mais informações sobre. Assim que tiver alguma coisa, enviarei aqui. Enquanto isso, alguém sabe mais sobre isso?

    ResponderExcluir
  97. Como já expliquei em outra postagem (http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/05/dieta-e-perigosa-para-os-rins.html), uma dieta low carb bem formulada não é uma dieta hiperprotéica, é uma dieta com mais GORDURA. Não precisa "super-restringir" proteínas, não!

    ResponderExcluir
  98. Se a pessoa quer fazer uma dieta cetogênica (em geral uma coisa desnecessária), está medindo as cetonas no sangue, e elas estão abaixo de 1mM, e os carbs estão abaixo de 30, isso PODE ser devido a proteínas demais, e pode ser útil comer mais gordura e menos proteína. Para 99% de nós, isso tudo é irrelevante. Comer comida de verdade, cortar os grãos e segurar os carbs, isso é o que importa.

    ResponderExcluir
  99. Grato por mais uma postagem espetacular! Me parece que os pensamentos circulam pois estava eu pensando em começar a fazer este jejum, só me faltava mais algumas informações que o senhor veio esclarecer neste post! Parabéns mais uma vez Dr. José

    ResponderExcluir
  100. Edson Marquezani Filho10 de fevereiro de 2013 20:34

    Perdoe-me se a pergunta é repetida, mas não vou conseguir ler todo os comentários (que já são muitos).

    Você disse que, tentando a tática do "reset" semanal da leptina, adquiriu 1Kg de gordura por semana. Porém, em outro artigo (Comi carboidratos - foi tudo por água abaixo?) você diz que comeu carbs em excesso uma vez por semana, durante 1 mês, e que o peso ganho era apenas temporário (em forma de glicogênio e água, que não se convertia em gordura).

    Essas duas afirmações não estão em contradição? Ou é porque em um caso você estava em estado cetogênico e no outro não?

    Obrigado.

    ResponderExcluir
  101. Patrícia e Rosy, muito obrigado!!!

    ResponderExcluir
  102. Uma hora dessas eu vou legendar!

    ResponderExcluir
  103. Edson, você tem razão. Mas as duas afirmações são verdadeiras. Quando fiz uma experiência com Anabolic Diet, estava ainda em processo de aumento de massa muscular e perda de gordura. Quando fiz a experiência com o CarbNite do Kiefer, já estava próximo do meu potencial genético de massa muscular e com percentual de gordura estável (e baixo) há mais de 1 ano.

    Ou seja, só por que algo funcionou em um momento da vida, não significa que vá funcionar sempre. Só por que funcionou (ou não funcionou) comigo, não significa que será a mesma coisa para você. Somos todos diferentes.

    Mas não resta dúvida que se você sair da linha UM dia e comer de tudo, isso não será o fim. Fazer isso com frequência (mesmo uma vez por semana) pode trazer consequências, na dependência do metabolismo de cada um.

    ResponderExcluir
  104. Não. Não precisa super-restringir proteínas. Mas uma dieta low carb não é uma dieta de alta proteína. Já escrevi várias vezes que o consumo de proteína deve ficar em cerca de 1 a 2g por kg de peso ideal. Uma dieta low carb NÃO É "dieta da proteína", é dieta DA GORDURA. É um erro ficar comendo só peito de frango sem pele e salada. Uma dieta páleo low carb tem em geral menos de 10% de carbs (em calorias), 15% de proteínas, e o resto deve ser gordura (uns 75% das calorias).

    Sent from Galaxy S3
    Em 08/02/2013 23:12, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  105. Dr, qd o sr se refere a fazer musculacao pra evitsr perda de musculos, podemos utilizar o. Exercicio funcional com o proprio peso do corpo ou com faixas elasticas de resistrncia como substituicao da musculacao???
    Esses exercicios com faixa elastica garantem a perda dr massa muscular?? Pq nao tenho tempo de ir a academia e nao queria gastar com halteres. Baixe programas tipo insanity e P90X q sao com essas faixas de resistencia.
    Ou so mesmo a musculacao q ajuda?
    Outra duvida:
    Eh possivel ganhar massa muscular qd se perde gordura??? com a low carb/estilo atkins??? Ou eh melhor focar em perder meus 10kg e depois fazer treink de ganhar massa?? Fico preocupada com essa coisa de musculos pq acho q sou "esculpida em 80% gordura" rsrs
    Ong e desculpe a longa duvida

    ResponderExcluir
  106. Bom dia,dr. Eu comecei sua dieta em janeiro,perdi 3 kg em um mês,semana passada descobri que estou grávida e decidi voltar a comer carbs por medo do bebê ter essa necessidade,mas estava me sentindo mto bem com a dieta e não posso engordar mto nesta gravidez,pois estou acima do meu peso.Gostaria de saber se mesmo grávida posso continuar,se faz falta os carbs pro bebê.Por aqui não tem médicos que conheçam esta dieta,por isso as dúvidas..Estou tomando ácido fólico e grávida de um mês,Obrigada

    ResponderExcluir
  107. Lilian,

    Primeiramente, parabéns!

    Não há estudos estabelecendo a segurança de uma dieta cetogênica na gestação. Assim, não recomendo.

    Mas uma dieta paleolítica é perfeitamente aceitável. Aliás, nem poderia ser diferente: que dieta poderia ser melhor para uma gestante do que aquela com a qual a espécie evoluiu? É obviamente a dieta que nossos genes esperam encontrar.

    E mais, não vejo como seu obstetra vá ser contra uma dieta baseada em:

    Alimentos naturais, orgânicos e não-processados
    Carnes, peixes e aves, de preferência criados soltos
    Saladas em abundância
    Frutas (SEM restrição)
    Usar azeite de oliva à vontade
    Não comer porcarias, como biscoito recheado, doces, etc. E, por extensão, nada de farináceos
    Não usar óleos extraídos de sementes (soja, milho, etc).

    Quanto aos carboidratos, eu comeria apenas aqueles de alto valor nutricional. Arroz branco, por exemplo, é amido puro, não tem valor nutricional nenhum. O mesmo se aplica à Maizena, batata frita, etc. O que é um carboidrato de alto valor nutricional? Exemplos:

    Frutas (inclusive abacate)
    Batata doce.

    ResponderExcluir
  108. Nem respondeu minhas duvidas acima do post da Lilian ;((( responde Doutor! Por favor

    ResponderExcluir
  109. Dr José, gostaria de lhe contar minha experiência com o JI e te pedir alguma orientação sobre.
    Fiz varios jejuns, todos os dias, desde o dia que comecei, amanhã completa uma semana, ontem não fiz jejum, só o de treze horas, mas como fui na churrascaria tive que quebrar.
    To fazendo jejuns de 20 horas, todos os dias minha janela de alimentação é de 4 horas...só o primeiro jejum é que foi de 16 horas...sinto que o de 20 horas me deixa mais compulsiva depois, mais que o de dezesseis horas, e no outro dia é mais dificil de fazer o jejum, já o dezesseis horas foi bem fácil de fazer no outro dia ...tava querendo intercalar alguns das de 20 horas e outros de dezesseis horas, mas nem sei se pode mesmo, ou só fazer os de dezesseis horas, o de 20 aumenta muito a minha vontade de comer doces...e não acho que isso seja psicologico..será? Penso em falar até com dr Souto sobre isso. Qto a balança não perdi um grama , não perdi absolutamente nada, o peso continuou na mesma de sempre...não estou desesperada, continuarei a fazer o jejum ainda que não perca nada, pq acho muito mais fácil e pratico de ser uma low carb assim, com jejuns intermitentes, isso de nao ter que comer de 3 em 3 horas é de verdade libertador , não ter que ficar imaginando qual será a proxima refeição, balanceando tantas refeições, fora que eu acho que a comida sobretudo carne e vegetais que vira e mexe têm me enjoado tem ficado muito mais saborosa, e parece que meu corpo pede mais por ela do que as receitas cheias de farelos, as receitas mais elaboradas, meu corpo pede mais a comida de verdade. Eu tenho usado muito os farelos, sobretudo a PIS, vou tentar me ater mais a comida de verdade, vê se com isso de alguma forma me ajuda a perder mais, pq nem com o jejum intermitente eu tenho visto evoluções na balança.

    EU queria só fazer uma mudança...tenho tomado café enqto estou de jejum, pra saborizar de alguma forma meu paladar, e chás tb, eu queria incluir o óleo de côco , sei que ele não tem impacto algum na insulina, na produção dela mas ainda assim fico em duvida se posso, ou se isso de alguma maneira prejudica o protocolo Warrior...o que o sr me diz?

    Desde já agradeço o carinho com quem o Sr responde a todos,


    Erikah

    ResponderExcluir
  110. Olá Erikah!

    Que legal você experimentar o Jejum! Percebi que você variou bastante os intervalos (13 / 16 / 20). E pelo que disse, fez por 7 dias consecutivos. Já que fazendo todos os dias e não viu nenhuma diferença na balança, porque não experimenta intercalar os dias? O Brad Pilom propõe que sejam feitos de 1 a 2 jejuns por semana. E também é aconselhável que se pratique musculação regularmente para não ocorrer perda de massa magra. Pelo que você relatou , fazer jejum de 20 horas te deixou "compulsiva" . Então você pergunta se pode "intercalar alguns das de 20 horas e outros de dezesseis horas" . Se você se sente melhor com o jejum de 16 horas, faça este! Tem pessoas que relatam que se sentem melhor com o de 24 horas! Percebe que cada pessoa tem uma reação diferente? Como TUDO que envolve a dieta Páleo/Low Carb, é uma questão de experimentar pra saber como VOCÊ vai reagir. Você já está colhendo os resultados da "liberdade" de decidir quando comer. Se seu corpo esta pedindo por mais comida de verdade, OUÇA-O! Coma comida de verdade.

    E penso que, uma única semana é pouco para saber se está funcionando ou não. Leia isso: http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/11/expectativas-versus-realidade.html

    Quanto aos seus farelos, copio aqui dois comentário do Doutor: "A tolerância individual aos carboidratos é MUITO variável. Já escrevi neste blog que ninguém irá engordar por consumir dietas tradicionais ricas em carbs tradicionais (arroz, mandioca, frutas). Mas, UMA VEZ QUE tenham adoecido após décadas de abuso, o TRATAMENTO envolve uma dieta com restrição de carboidratos."

    ..."o farelo de trigo não contém amido, portanto não contém carboidratos digeríveis. Assim, não altera a insulina e não engorda. Contudo, contém glúten. Muitas pessoas são intolerantes ao glúten e não sabem (só descobrem os benefícios após a suspensão do mesmo). As exorfinas do trigo podem também aumentar o apetite. Disto isso, se o objetivo é apenas emagrecer, pode comer à vontade. Para a SAÚDE, no contexto de uma dieta páleo, eu recomendaria não consumir grãos de uma forma geral"
    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/01/trigo-nosso-maior-inimigo.html

    Você falou que consome muito PIS. Soja definitivamente não faz parte de uma dieta páleo. Não se come grãos e legumes (legumes são as sementes que crescem em vagens, como soja e feijão). Veja isto sobre a soja: http://www.umaoutravisao.com.br/artigos/soja/Proteina%20de%20soja.htm

    Quanto ao óleo de coco, você mesmo já respondeu que não tem impacto na insulina, então porque não experimenta? Não existe uma receita certa pra se seguir, é preciso descobrir a SUA receita, percebe? O que funciona pra mim, pode não funcionar pra você.
    Leia este: http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/02/prezado-dr-souto-este-alimento-e.html

    ResponderExcluir
  111. Maria o vício por carboidratos pode sim levar a sintomas de abstinência. Experimente trocar por alimentos gordurosos e saborosos (tipo ovos com bacon, abacate com pasta de atum, etc.)que eu creio que esta dor de cabeça deve passar.

    ResponderExcluir
  112. Indução da Dieta Low CArb? Virou atkins?

    ResponderExcluir
  113. Olá doutor! Estou há 3 meses em uma dieta "low carb", mais precisamente seguindo Atkins, na segunda fase chamada PPC, Os benefícios são incontáveis e o apoio científico do seu blog é indiscutível para quem faz qualquer dieta low carb. Mais uma vez queria muito sua opinião: tenho me alimentado somente à tardinha/noite quando chego do trabalho, não de propósito, apenas por que não sinto muita fome mesmo nem tenho tempo de comer com prazer durante o dia devido ao meu trabalho (sou veterinária) que é em pé na maior parte do tempo e direto, de 8 às 18 hs. Ou seja, tenho feito jejum de 24 horas regularmente e não esporadicamente. Isso é ruim em relação ao emagrecimento? Meu corpo pode "ficar resistente" a isso? Devo me alimentar mais frequentemente na maioria dos dias para o período de jejum "funcionar"? Minha perda de peso foi bem rápida no início e agora tem sido bem lenta...

    ResponderExcluir
  114. Eu tomei muito Whey Isolado - 0 carbo ontem (Ansiedade no 17º dia da dieta low carb, pois simplesmente travou nos últimos 08 dias, não perco mais um grama, mesmo comendo 500 kcal de só proteína por dia. Perdi 4 kg ao total em 17 dias).
    Vou testar esse jejum de 24 h pra ver se destrava. Não vou comer nada hj, só amanhã no café da manhã. Vamos ver!

    ResponderExcluir
  115. Pára com isso... Nos dias que comer, coma que nem gente, comida de verdade, em quantidade suficiente para matar a fome. Comer só proteína NÃO é bom, e a proteína é transformada em glicose no fígado e, adivinha? Aumenta a insulina. Se tivesse que comer só um macronutriente em um dia de jejum, seria somente gordura, que é metabolicamente neutra. Faça um jejum intermitente de 16 a 24 horas 1 ou 2x por semana, e nos outros dias coma normalmente, ok?


    Em 7 de março de 2013 15:28, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  116. Dr, tá explicado pq eu não emagreço.

    Café da manhã: 1 copo de whey 0% gordura 0%carbo
    Almoço: 1 lata de atum light
    Janta: 1 copo de whey 0% gordura 0%carbo

    Nada de carbo, mas pouca gordura também. Sofro tanto por nada.
    Procede?

    ResponderExcluir
  117. Esse blog foi um achado!!! Muito obrigada. Vou divulgar nos grupos "dieta da proteína" no facebook. Um monte de gente fazendo errado.

    ResponderExcluir
  118. Dúvida

    Intestino mega preso. O que fazer?
    Boca ruim, não chega a ser mau hálito (Acho). O que fazer?

    ResponderExcluir
  119. Dúvida

    Intestino mega preso. O que fazer?
    Boca ruim, não chega a ser mau hálito (Acho). O que fazer?

    Thank's e sorry pela ignorância no assunto.

    ResponderExcluir
  120. Obrigado, Evelyn. Assista e divulgue isto: http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/02/video-legendado-j-bailor-emagrecer-e.html

    ResponderExcluir
  121. Procede! Este não é o blog de como morrer de fome comendo só proteína; é o blog de como emagrecer com saúde comendo comida de verdade, SEM fome. E comida de verdade tem gordura, tem proteína, e tem (pouco) carboidrato.

    ResponderExcluir
  122. Olá!
    Tente caprichar mais nas gorduras (azeite, banha, bacon, manteiga, óleo de coco...)
    E para a boca, beba mais água!

    ResponderExcluir
  123. Muito bom. Estou desde a 00 de ontem sem comer, logo são umas 36 horas sem comer. Emagreci 1 kg. Mas, hj a noite, vou testar o 'dia do lixo', comer muito carboidrato (desejo de pizza), pra ver se consigo emagrecer mais facilmente com a dieta low carb. Caso meu organismo não reaja, vou ficar só com os jejuns.

    Peso atual: 68,1 kg
    Altura: 1,66 m

    ResponderExcluir
  124. Só lembrando que vou consumir mais gordura, pois perdi 4 kg só com consumo de proteína. Ledo engano.

    ResponderExcluir
  125. Adriana, vc sabe se pode trident, aquarius fresh, coca zero nos jejuns? Não têm calorias e engana a ansiedade!

    ResponderExcluir
  126. Evelyn, pessoalmente não gosto de consumir bebidas industrializadas, chicletes, etc... com calorias ou sem. Talvez uma coca zero muuuuito de vez em quando. Afinal, não é pq um alimento ou bebida é zero cal que é bom pra saúde..

    Mas essa é só minha opinião pessoal. Vou deixar pra o Dr. responder se pode ou não.

    ResponderExcluir
  127. Olá Evelyn, olá Adriana!
    Nesta postagem diz que água, chá, café, refrigerante diet, bebidas não calóricas pode. Realmente refrigerante não é tão aconselhável, mas, como o Dr. Souto mesmo diz, 'o bom não pode ser inimigo do ótimo'. Se isso vai te ajudar com a ansiedade, vá em frente! Depois, quando estiver mais segura, você vê o que é melhor.

    ResponderExcluir
  128. Divulgando!
    O dia do lixo foi uma lástima pra mim também. Nâo sei pq resolvi testar. Ganhei 2 kg facilmente.
    Não resolveu pra mim.
    Vou ficar só com a low carb e os jejuns.

    ResponderExcluir
  129. Mais um excelente artigo, mas que me deixou cheio de duvidas. Já tinha ouvido falar sobre o Jejum intermitente em algumas dietas feitas por particantes de musculação(em especial a Dieta do Guerreiro) e estava pensando em tentar adaptar a minha rotina. Mas sobre minhas duvidas e opiniões:

    1- Eu faço dia do lixo, e pra mim deu SUPER certo. Mas o dia do lixo eu não faço 1x por semana. Com essa frequencia eu só faço se estiver com o objetivo de hipertrofia, e olhe lá. Em cutting eu faço normalmente 1x a cada 2~3 semanas, e mesmo esse "dia do lixo" é controlado. Porem, mesmo o dia do lixo é controlado. Eu costumo ficar o dia comendo carboidratos de baixo IGH(mesmo sabendo que eles não elevam tanto a leptina quanto os de alto igh), e apenas em 1 refeição eu faço uso de carboidratos de alto igh(normalmente vou comer alguma porcaria qualquer...). Nesse dia meu consumo de proteina cai um pouco e a gordura tb(mas não muito), e o mais importante, eu controlo as calorias(minha dieta é cetogênica, mas prega o controle das calorias), e não deixo a semana ficar com o consumo calorico muito alto.

    2- Agora a primeira duvida.Infelizmente meu inglés é horrivel para ver os estudos, mas pelo que eu entendi, para não perde massa magra basta fazer musculação? Bem, eu faço musculação com frequencia(costumo alter treinos 4~5 vezes por semana, a depender do tipo de treino) e durante um cutting muito severo, eu costumo perde bastante gordura, mas tb vai massa magra junta(costumo medir meu BF em casa com uma balança e 1x a cada 1~2 meses em um nutricionista, que é mais confiavel), e eu estava treinando normalmente. Não consigo colocar na minha cabeça uma pessoa com uma dieta pobre, principalmente em proteina, ganhando ou mesmo mantendo massa magra(se já tiver uma boa quantidade de massa magra, é claro) apenas porque esta malhando!! Eu estou tão equivocado assim? Esse conceito realmente me surprendeu...kkkkkk


    Mais uma vez, parabens pelo excelente blog

    ResponderExcluir
  130. Pra mim tbm o dia do lixo foi um "lixo'!

    ResponderExcluir
  131. Dr. dá uma olhada nesse site:

    http://entropyproduction.blogspot.com.br/2009/03/feast-and-fast-dichotomy-of-insulin-and.html

    Não sei se vc já tinha visto, mas vai de encontro a tudo que é falado no seu post e com bastante embasamento científico. Parabéns, sou engenheiro e por isso fui treinado a admirar a lógica, o raciocínio e os questionamentos, tudo o que esse site tem de melhor. Faço a dieta Atkins há algum tempo e ela mudou minha vida. Fico pensando nos anos de malhação que perdi, me alimentando de 3 em 3 horas, fazendo picos de insulina com 70gr de carbo após meus treinos e é claro que com isso eu nunca entrava em estado de lipolise. E o pior é que quando eu ia pra fase de definição, perdia todos os músculos que eu tinha ganho na fase de massa, pois seguia aquelas dietas de baixa gordura, muito carbo e media proteina. Depois de seguir 6 meses rigorosamente essas dietas, perdi 20 kg mas metade disso foi músculo. Ai então vi que a culpa era do tipo de dieta, então resolvi estudar a Atkins e ela mudou a minha vida. Abraço.

    ResponderExcluir
  132. Vou olhar o site sim!

    Obrigado pelo depoimento, muito legal mesmo!

    Sent from Galaxy S3
    Em 14/03/2013 21:43, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  133. Almocei 12 h e soh vou voltar comer amanha 12 h. Espero estar fazendo corretamente :) Fiz musculação hj (Pela primeira vez em 24 anos) .

    ResponderExcluir
  134. Eu consigo fazer muitas horas, mas com trident e coca zero (Não tá certo, eu sei). Engana a ansiedade.

    ResponderExcluir
  135. Sim, sim, eu fazia errado.

    ResponderExcluir
  136. Se dá certo pra vc, tá certo!!

    ResponderExcluir
  137. Doutor, primeiramente obrigada pela atenção. Como o Sr. indicou entrei na dieta Atkins, depois de abandonar a Dukan definitivamente. De setembro até agora perdi 12 kg (tenho 1,60 e estava com 76 kg). Meu peso atual é 64 kg, estou bem feliz por estar no meu IMC ideal, mas com o desejo de perder mais uns 3 kg. Estou no 12º dia de indução de ATKINS, seguindo todas as recomendações e sem perder quase nadinha de peso (menos de 1 kg). Entendo que o metabolismo e meu corpo devem estar querendo economizar uns kgs por precaução, rs. Vi no jejum a possibilidade de voltar a perder peso e eliminar estes que faltam. Estar livre para comer foi uma das melhores coisas que li nos últimos tempos, ficava morta de triste em pensar que nunca comi de 3 em 3 horas. O Jejum me ajudaria? Eu nunca fui muito fã de tomar AQUELE café da manhã o que me faz pensar que este jejum de 16 horas 2 vezes na semana eu faria facilmente. O que o Sr. me aconselha? Eu não cogito a possibilidade do dia de LIXO. Desde já, muito obrigada.

    ResponderExcluir
  138. Sim, acho uma ótima ideia. E parabéns pelos resultados obtidos até agora.
    Sent from Galaxy S3
    Em 15/03/2013 16:24, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  139. Tenho uma dúvida: Quando você diz "se fizer musculação o metabolismo nao vai diminuir" você quer dizer fazer musculação DURANTE o jejum ou simplesmente uma rotina normal de musculação, por exemplo três vezes por semana? Outra dúvida: Lembro que li uma frase sua nesse blog que dizia "SEM INSULINA NAO HÁ ARMAZENAMENTO DE GORDURA", isto significa que se eu comer um prato com coisas que liberam quantidade mínima de insulina, mesmo comendo uma boa quantidade o meu corpo não irá armazenar aquela energia? Como ele se livra dela entao? Simplesmente expele? E eu gostaria de saber do café. Café sem açúcar estimula a produção de insulina em que nível? E a gordura? Ela realmente nao estimula a insulina? Se eu comer um queijo inteiro quais sao as chances dessa gordura ser armazenada?

    ResponderExcluir
  140. Olá Juliana.

    Existe uma preocupação grande pra quem faz dieta que é o metabolismo estacionar. A má ciência defende que, se estivermos em jejum, o metabolismo vai cair pra poder economizar energia e sobrevivermos. Bem, com esta postagem ficou provado que isso não acontece, desde que se faça musculação. Eu treino de manhã e faço musculação em jejum, não tenho NENHUM problema com isso. Tem pessoas que fazem jejum em outro horário que não coincide com o da musculação e tudo bem! A prática da musculação mantém o metabolismo ativo SEMPRE.

    É fato que, SEM INSULINA NÃO HÁ ARMAZENAMENTO DE GORDURA. Normalmente nosso corpo precisa mais ou menos de 2.000 calorias pra ficarmos vivos. Isso só pra ficar vivo, sem contar com atividade nenhuma. Se não comemos carbs, da onde o corpo vai tirar energia pra sobreviver? Dessas calorias que vc ingeriu e das suas reservas de gordura. Por isso emagrecemos. Passamos a queimar a gordura acumulada.

    Café sem açúcar não tem problema.

    A gordura não aumenta significativamente os níveis de insulina. Mas tenha certeza de que, o que vc está comendo é realmente GORDURA! Margarina não é gordura, óle de soja, canola, milho, girasol, nada disso é gordura.
    Eu duvido muito que vc consiga se empaturrar de gordura e proteína. Ninguém consegue fazer isso porque proteínas e gorduras saciam rapidamente e te mantém sem fome por muito mais tempo. A não ser que vc faça de propósito, sem obedecer sua fome e parar quando estiver satisfeita.

    Fique atenta aos queijos que quer comer, alguns costumam ter carboidrato.

    A chave de tudo é a realmente a insulina http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2011/12/chave-de-tudo-insulina.html

    Documentário fat heat (atenção para a 7ª parte) http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/search?updated-min=2012-01-01T00:00:00-02:00&updated-max=2013-01-01T00:00:00-02:00&max-results=50

    ResponderExcluir
  141. Complementando: vc pode fazer a musculação em jejum ou não, o efeito hormonal da musculação (produção de GH, melhora da sensibilidade à insulina) prolonga-se além do momento da musculação. Assim, se vc treinar hoje, e fizer jejum depois de amanhã, vc estará protegendo sua massa muscular depois de amanhã com o treino de hoje.

    Na verdade óleo de soja e margarina são gorduras, mas são gorduras cujo consumo não recomendamos de forma alguma. O que a Patrícia quis dizer é que quando estimulamos o consumo de gorduras, estamos falando das gorduras naturais dos alimentos (a gordura naturalmente presente em coisas como ovos, carne, peixes, abacate, manteiga, azeite de oliva, etc).

    Por fim, é verdade que sem insulina é IMPOSSÍVEL acumular gordura. Mas é impossível viver também. Justamente pelo fato de que sem insulina os nutrientes (glicose, ácidos graxos) permanecem na corrente sanguínea, sem acesso ao interior das células, levando à morte (diabetes tipo I não tratado). Com quantidades pequenas de insulina, é difícil acumular gordura, mas não impossível - como disse a Patrícia, dificilmente alguém
    teria apetite para comer tanto bife com ovo e salada a ponto de engordar - na prática, o que acontece é que a fome ajusta a quantidade que vc come, e a insulina baixa propicia a queima de gordura.

    Por outro lado, com insulina permanentemente alta (dieta rica em carboidratos), é quase impossível emagrecer, pois a lipase hormônio-sensível, a enzima que degrada os triglicerídeos em seus adipócitos, é diretamente inibida pela insulina.

    Café não afeta significativamente o processo (pode até mesmo estimular um pouco a lipólise via noradrenalina). Queijo não é só gordura. Tem proteína, e as proteínas estimulam (embora MUITO menos do que os carbs) a liberação de insulina, especialmente a caseína, a proteína dos laticínios.

    Pare de se preocupar demais com os mecanismos, coma comida de verdade pobre em carboidratos, e os resultados virão, ok?


    Em 17 de março de 2013 14:54, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  142. Fiz meu primeiro jejum ontem. Muita fome, mas eu me dizia: é vontade de comer. Tomava água, um chá, e realmente passava.

    Estive bem, alerta e feliz o tempo todo.



    Mas estou em dúvida sobre o tempo, li alguns artigos dizendo que mais de 16h já começa a haver perda muscular - e essa não é minha intenção como atleta fitness!
    Vou testar o jejum de 16h da próxima vez... Acho que vou fazer 2x por semana mesmo, até a competição. Só não valem dias seguidos, né?
    Beijos!

    ResponderExcluir
  143. Bianca, se vc faz musculação não perde massa magra. Eu faço jejum, mas tomo café com manteiga. Experimente! Vc fica saciada o dia todo!

    ResponderExcluir
  144. Dr. Souto, não sei se eu não interpretei direito o que foi postado, mas na seguinte frase:

    "Há inúmeros estudos que demonstram que, desde que a pessoa pratique musculação, não há perda de massa magra"

    O Dr. quis dizer que não ocorre perda da massa magra quando faz jejum intermitente, des que faça musculação, ou que basta fazer musculação para evitar a perda da massa magra, independente de outros fatores(como a quantidade correta de proteina, por exemplo). Fiquei tão perdido nessa afirmação que cheguei a postar esse mesmo artigo em um forum destinado a praticantes de musculação^^

    http://www.hipertrofia.org/forum/topic/120233-analise-de-artigo-sobre-jejum-intermitente/

    ResponderExcluir
  145. Desde que se pratique musculação e desde que o aporte calórico e proteico nos dias que não são de jejum sejam adequados, há proteção e pode haver inclusive AUMENTO da massa magra. É o que os vários estudos citados pelo Pilon mostram. Dê uma olhada no livro dele - é vastamente referenciado do ponto de vista científico. Agora, não é uma estratégia para transformar um magricela em fisiculturista. É uma estratégia para emagrecer um sujeito forte, sem enfraquecê-lo no processo.


    Em 1 de abril de 2013 17:20, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  146. Já fiz essa dieta uma vez e estou começando a fazer novamente. Resultado: Eliminei 30 quilos em dois meses. Cada dia que eu deixava de comer , me sentia mais forte. E quando os resultados começam a aparecer, a força de vontade aumenta ainda mais.

    ResponderExcluir
  147. ótimo post! é sempre bom ler sobre estudos que confirmam que jejum melhora e muito a qualidade de vida...eu faço jejum intermitente a 2 anos e meio, são 20h de jejum e 4h de alimentação, é chamada A Dieta do Guerreiro, teria que escrever um livro sobre os benefícios em todo esse tempo, principalmente relacionado ao condicionamento, pois como praticante de Crossfit a dois anos, a cada treino bato records no wods (circuitos) e também nos básicos (record no agacho é de 210kgs, terra 210kgs, supino 205kgs), ano que vem estarei fazendo o TCC na pós justamente sobre jejum e exercício resistido...abç!

    ResponderExcluir
  148. Estou achando tudo muito bacana, muitas informações valiosas e que valem à pena tentar, porém, no meu caso, gostaria de saber se existe alguma restrição quanto à dieta, pois operei a glândula da tireoide aos 5 anos, retirei total, e hoje faço reposição hormonal.

    ResponderExcluir
  149. Não vejo nenhum problema


    Em 8 de abril de 2013 14:27, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  150. Tem alguma leitura que o Sr recomendaria que demonstraria um plano de dieta lowcarb com método de exercícios e alimentação especial em períodos de ganho de massa magra. O que mais me chamou atenção foi o plano de dieta do Dr Mauro DiPasquale. Porém fico em duvida se alta de carbo nos fins de semana não seria prejudicial a saúde. Ou se um organismo adaptado a uma dieta lowcarb por mais de um mês não seria prejudicado pela alta de carbo aos fins de semana ou um dia da semana. Não quero ser um fisiculturista rs mas perdi quase dois anos de academia seguidos para ganhar massa magra de maneira eficiente com baixa gordura, médio carbo e alta protéina (não funcionou tanto que ganhei muita gordura também e teria que faz um plano para "secar" depois). Ouvi falar do livro a Dieta TNT mas me parece haver altas quantidades de carboidratos durante a dieta também. Conhece alguma boa literatura Dr?

    ResponderExcluir
  151. Eu recomendaria o método do TNT, mas com carbs oriundos de coisas páleo-aceitáveis.

    Sent from Galaxy S3
    Em 16/04/2013 22:07, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  152. Natalie Semanovschi17 de abril de 2013 17:06

    Apenas uma coisa ficou vaga para mim, essa é a questão da musculação ela deve ser feita no mesmo dia do jejum?

    ResponderExcluir
  153. Poder, pode, mas eu acho melhor não. Mas, repito, pode.


    2013/4/17 Disqus

    ResponderExcluir
  154. Nossa simplesmente adorei este artigo ! vou colocar em pratica o quanto antes...mas eu creio que é preciso se preparar mentalmente antes...me veio na memoria sobre Jesus que jejuou 40 dias e 40 noites ..fenomenal !

    ResponderExcluir
  155. Doutor, tudo isso é impressionante! Logo experimentarei estes jejuns. Gostaria apenas que me auxiliasse com questionamentos: a) para quem não pratica musculação, o jejum intermitente não é recomendado? b) apesar de redução de apetite nos dias normais, em virtude da dieta LCHF, o senhor recomenda realizar 3 refeições diárias, ou realmente só se alimentar quando sentir necessidade? E qual a frequência do jejum intermitente que recomenda? Parabéns e obrigado.

    ResponderExcluir
  156. 1) só comer quando tiver fome
    2) Qualquer estratégia que leve ao emagrecimento rápido pode levar a um certo grau de perda de massa muscular. Comer 2g de proteína por Kg de peso ideal ajuda a proteger a massa magra; a gordura na dieta também ajuda a proteger a massa magra. Mas a única garantia contra a perda de massa magra é a musculação
    3) Jejum intermitente (de 24h) sem musculação = risco de perda de massa magra
    4) 1 ou 2x por semana


    Em 25 de abril de 2013 00:39, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  157. Patrícia, por favor me oriente quanto ao que se pode "ingerir" durante o jejum... chás à vontade? a limonada do Dr? Café - achei que a cafeina devia ser retirada da dieta, não precisa? e a manteiga pode? Ajuda ai! :)

    ResponderExcluir
  158. kkkk! Ajuuudo!
    Qualquer líquido não calórico (água, chá, limonada, tem gente que toma até coca zero)
    E o famoso café com manteiga!
    Cafeína pode sim!

    ResponderExcluir
  159. Oi, boa tarde, pretendo começar a dieta do jejum intermitente testando 16 horas sem comer e tenho dúvidas, quantos dias na semana devo fazer o jejum? Quando não estiver de jejum o que devo comer? Fazia jiu-jitsu estou parado faz um ano tenho 1,70 e estou com 77kg estou acima do peso e volto a lutar essa semana. Obrig
    ado.

    ResponderExcluir
  160. Adorei... Era tudo que eu precisava, acabei de comer uns queijos e uma carne, só como agora daqui a 20h.


    meu principal problemas em dietas é controlar a compulsão por quantidades. Não me importo de deixar de comer nenhum tipo de alimento, mas costumo me alimentar com mais do que preciso.
    Acho que adotar o JI vai ser muito bom para controlar esse lado! (juntamente com a dieta paleo então, não é possível que não de jeito, rs)..


    Uma dúvida que tive, pode fazer exercício nesse jejum?

    ResponderExcluir
  161. Café com manteiga não é literalmente café preto misturado com manteiga não né? o.O

    ResponderExcluir
  162. CAFÉ COM MANTEIGA
    1 xícara de café (pronto ou pode fazer com o solúvel)

    ¼ de um tablete de manteiga (sem sal ou com sal, vai do gosto)

    Adoçante a gosto (ou não! Tem quem prefira sem.)Bata no liquidificador ou mixer. Se precisar, aqueça de novo no micro. Ótimo pra manter o Jejum Intermitente.

    Adicionando mais coisas vc não fica no JI, mas fica muito gostoso! Pode adicionar:

    Essências

    Creme de leite (Nestlê de lata)

    Cacau (no mínimo 70%)

    Whey

    Óleo de coco

    Leite de coco

    Canela

    ResponderExcluir
  163. Mas só a manteiga não quebra o Jejum já?


    Bom, eu achei estranhíssima a receita, mas como adoro café vou tentar. :)

    ResponderExcluir
  164. Atkins -> fat fast
    David Asprey - Café com manteiga

    Dois autores que defendem que, sendo gordura pura, não quebra o jejum (pois a gordura é neutra do ponto de vista hormonal)


    Em 11 de maio de 2013 18:18, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  165. Boa noite Dr.

    Gostaria de tirar uma dúvida.

    Eu imagino que, no caso de uma pessoa que siga uma dieta "convencional" (com bastante carboidratos), ao ficar em um período de jejum, a glicemia vá baixando constantemente, e por isso em um determinado momento a pessoa comece a sentir tonturas.... estou certo?

    Pergunto isto porque fiz um experimento. Decidi fazer o meu último jejum logo após o jantar. Com 13h em jejum, fiz a medição da glicemia, que acusou 107 mg/dL. Com 24h em jejum, fiz nova medição, acusando 90 mg/dL. Deduzo que, como o organismo está neste processo de utilização da gordura, a glicemia não vá baixar como aconteceria fora da dieta (ou do estado cetônico). Meu entendimento está correto?



    Abraços.

    ResponderExcluir
  166. Sim, está correto. Só quem come açúcar tem hipoglicemia, pois comer açúcar é um estado antinatural para o ser humano. Quem come poucos carbs tem um fígado treinado em gliconeogênese, isto é, em fabricar glicose a partir de proteínas e gorduras. Não existe nenhum carboidrato essencial à dieta humana, justamente pelo fato de termos evoluído em meio à escassez de carboidratos. Se nossos antepassados tivessem hipoglicemia nos períodos de jejum ou de falta de farináceos, a espécie estaria extinta há muito tempo.

    Em 15 de maio de 2013 22:47, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  167. Doutor, obrigado pelas informações.
    Esta já é a terceira semana que faço o jejum intermitente, duas vezes por semana. Tem sido incrivelmente tranquilo. Me sinto bem durante todo o dia e durante os dias seguintes. E a dieta (que prefiro chamar de reeducação alimentar, pois no meu caso está sendo!) só tem me feito bem. Nas primeiras três semanas, reduzi meu peso em 5 Kgs (não sei há quantos anos não consigo isso!), o intestino que estava sempre solto (chegava a ir ao banheiro 3x por dia) está quase inacreditável de tão perfeito funcionamento (certamente as inflamações e intoxicações descritas amplamente no blog!). Disposição, energia, não dá pra encontrar algo pra reclamar! Nem tenho mais me pesado, pois já não tenho tanta preocupação em quanto mais eu perdi desde o início, o bem estar e melhora geral já bastam! hehehe. Obrigado mais uma vez, pois foram as informações do seu blog que deram aquele estalo na minha cabeça, para que esta mudança acontecesse.

    ResponderExcluir
  168. Confesso que duvidei, mas acabei de tomar e é BOM DEMAIS. Gamei pra sempre!

    ResponderExcluir
  169. Agora ouse mais um pouco e experimente com chá mate ou preto! Se é que gosta de chá...!

    ResponderExcluir
  170. Priscila Moreira22 de maio de 2013 17:57

    Dr. Souto, quando o Sr. diz Musculação, o entendimento é o sentido literal do "puxar ferro", ou a simples ativação dos músculos, sem carga, fazendo com que eles sintam-se provocados, já ajuda nos dias do Jejum Intermitente?

    ResponderExcluir
  171. Olá Priscila.


    é puxar ferro com vontade!

    ResponderExcluir
  172. Sylvio Claudio Carvalho22 de maio de 2013 18:49

    Prezado Carlos,

    Antes de mais nada, parabenizo-o pelo Blog, excelente e muito bem-vindo, dada a escassa disponibilidade de informação dessa natureza em língua portuguesa. Minha dúvida com relação a esse post é se, quando você diz para fazer musculação durante o jejum, é para a pessoa já possuir uma rotina de musculação, antes de se lançar ao experimento, ou se, concomitantemente ao fato de já possuir essa rotina deve-se praticar esse tipo de exercício nos dias de jejum. Espero ter sido claro. Abraços!

    ResponderExcluir
  173. Priscila Moreira22 de maio de 2013 22:34

    Obrigada!
    Farei o dever de casa com vontade.

    ResponderExcluir
  174. Sylvio Claudio Carvalho23 de maio de 2013 12:11

    Obrigado, Dr. J. Carlos, pela orientação. Abraço!

    ResponderExcluir
  175. Olá, Dr.Souto;

    Só queria um esclarecimento a mais: no seu texto está claro que não há perda de massa magra com o jejum intermitente desde que a pessoa pratique musculação. Mas somente musculação mesmo? Para quem pratica regularmente exercícios de força menos, digamos, "intensos", como pilates, yoga e exercícios localizados (que não visam a uma hipertrofia "significativa" digamos, mas somente a tonificar a musculatura), o jejum sería também contraproducente? Pergunto porque já experimentei o jejum depois de ler o artigo e gostei dos resultados, mas claro, não quero perder massa magra. Aproveito para parabenizar sua iniciativa em compartilhar tanto conhecimento conosco. Desde que comecei a aplicar suas orientações venho emagrecendo, ganhando disposição e me livrando da enxaqueca e da sonolência diária pós-almoço..rsrs... e já nem imaginava mais poder emagrecer sem me sentir fraca e encontrar um plano sustentável a longo prazo. Obrigada desde já!

    ResponderExcluir
  176. Creio que desde que o exercício seja suficientemente intenso (intenso, não prolongado), a massa magra estará protegida. Não vejo muita diferença entre hipertrofia e "tonificar". Em verdade, mulheres, devido a uma questão hormonal, não terão hipertrofia significativa com musculação. Muitos homens, mesmo querendo, não conseguem hipertrofia significativa, ou seja, as mulheres não precisam ter medo de ficar "grandes" por malhar com pesos.

    Em 25 de maio de 2013 13:04, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  177. Olá Dr. Estou no 7 dia de dieta paleo. 1,64m e 57kg. Não quero perder muito, mas vejo que meu processo está sendo mais lento. Gostaria de saber depois de quanto tempo de dieta é recomendado introduzir os periodos de jejum intermitente. E no meu caso, de quanto em quanto tempo devo estar realizando?
    Patricia, no lugar do café com manteiga, posso usar o café com óleo de coco?
    E oq é o dia de lixo? Como funciona?
    obrigada

    ResponderExcluir
  178. Eu não sugiro que vc faça jejum antes de estar cetoadaptada (2 ou 3 semanas com menos de 50g de carbs/dia). Café com óleo de coco é ótimo - triglicerídeos de cadeia média é justamente o que queremos.

    "Dia do lixo" é uma expressão infeliz. Seria um dia para se entupir de porcarias - coisa que não recomendo. Mas algumas pessoas se dão bem com um dia de carboidratos saudáveis liberados (frutas, batata, arroz, até mesmo um sorvete - mas sem lixo).

    Leia http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/12/comi-carboidratos-foi-tudo-por-agua.html

    ResponderExcluir
  179. Por favor, faça isso!!!!

    ResponderExcluir
  180. Olá Dr Souto..estou fazendo jejum intermitente e parece que mesmo assim meu peso estagnou..quando faço e me peso na manha seguinte estou com 77...ai almoço low carb e no fim da tarde me peso e estou com 78,5, depois faço jejum de novo e volto para 77..interessante que faço duas vezes na semana sendo que em uma delas faço ou musculação ou HIIT em dia de jejum..existe a possibilidade dessa abordagem ficar menos efetiva com o tempo?

    ResponderExcluir
  181. É necessário cuidar para não compensar, no dia seguinte do jejum, comendo mais que o normal...


    Em 1 de junho de 2013 11:47, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  182. Dr. Souto! Boa tarde!

    Minha dúvida é a seguinte: Fazendo o jejum intermitente todos os dias (somente almoçando) poderá me prejudicar?

    Muitas vezes só consigo fazer uma refeição por dia, mas desde que comecei a fazer a dieta low-carb já perdi 6kg e estou bastante empolgada!

    A única diferença que notei que quando eu fazia mais refeições, parecia que emagrecia com mais facilidade... Fazendo somente uma refeição pode deixar o processo de emagrecimento mais lento?

    Grata.

    ResponderExcluir
  183. Carolina, no início vc emagrecia mais rápido por um motivo: porque era no início! Concentrar as refeições em uma ou duas pode até ser vantajoso. Mas sugiro que, de vez em quando, mude esta rotina (1 ou 2 dias por semana), para não deixar o corpo se acostumar.


    Em 3 de junho de 2013 13:54, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  184. Mesmo não tomando café da manhã? Ou seria melhor tomar café da manhã e almoçar e cortar a janta?
    Tenho dificuldades de comer ovos de manhã, me dá muito enjoo na hora de comer, mas é a coisa mais prática e barata que tenho acesso...
    Muito obrigada pelo retorno :D

    ResponderExcluir
  185. Que tal um abacate batido no liquidificador de manhã? Se (e apenas SE) você quiser fazer um jejum intermitente, escolha pular a refeição que preferir - não vejo maiores diferenças, ok?


    Em 3 de junho de 2013 14:27, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  186. Vou tentar o abacate amanhã pela manhã! Acredito que seja mais fácil de consumir do que os ovos!
    Muito obrigada, Dr. Souto!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  187. Dr. Souto: O sr. já ouviu sobre viver de luz?

    http://docsprimus.blogspot.com.br/2011/12/viver-de-luz-am-anfang-war-das-licht.html

    ResponderExcluir
  188. Bizarro
    Em 05/06/2013 19:59, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  189. Bom dia pessoal. Apenas com 40 anos de idade descobri os benefícios da páleo (mais uma vez obrigado Dr. Souto). Antes disso, desde os 16 anos sempre pesei de 100 a 110kg, medindo 1,77m. A musculação que pratico há cerca de 20 anos ajudou a dar certa massa muscular, mas sempre fui obeso. Tive esteatose hepática (grau 3) e problemas recorrentes na coluna. Hoje consegui reduzir meu peso para 93kg. Estava com 109. Obviamente a redução de peso não é mais constante como antes. Como procuro malhar o mais pesado possível, minha massa muscular tem se mantido (creio eu). Minha última avaliação física feita na academia há um mês (com medidas de adipômetro e fita métrica) deu 71kg de massa magra e 25kg de gordura. Meu peso ideal vai depender de quanto eu conseguir preservar de massa magra. Penso em peso total 90kg com uns 15% de massa magra. Iniciei o jejum intermitente há cerca de 1 mês. Procuro fazer no fim de semana (sábado e domingo). Faço de 16 horas a 18 horas. Como estou adaptado na alimentação páleo, fico numa boa. Minha dúvida é sobre o período de jejum. Com 16 horas o resultado é satisfatório no alcance dos objetivos do jejum? Ou vale a pena estender mais um pouco. Acredito que possa suportar as 24 horas, mas confesso que quando tentei me senti mais desconfortável, com uma certa compulsão por comida que não costumava mais ter. Mas se o custo benefício for melhor, faço o sacrifício pois se já fiquei 16h, não custa se esforçar e ficar mais umas 8h. Tomando o café com manteiga acredito que facilite meu esforço, pois experimentei a dica e além de gostar, senti saciedade. Abraço a todos

    ResponderExcluir
  190. Caro Dr.,

    Tenho seguido o seu blog com alguma curiosidade, no qual me agrada particularmente a fundamentação científica que faz com todos os temas cobertos, mesmo os mais inusitados.

    Enquanto especialista, gostaria de ouvir a sua opinião sobre um trabalho de investigação jornalístico da BBC que evoluiu para uma dieta (com livro incluído):

    http://www.dailymotion.com/video/xvdbtt_eat-fast-live-longer-hd_shortfilms#.UbS8neuoUZc

    http://www.telegraph.co.uk/lifestyle/9480451/The-52-diet-can-it-help-you-lose-weight-and-live-longer.html#

    http://www.amazon.com/The-FastDiet-Healthy-Intermittent-Fasting/dp/1442366621

    Obrigado e votos de continuação do excelente trabalho.

    ResponderExcluir
  191. Tiago, dei uma olhada e creio que vai exatamente na mesma linha do livro do Pilon, que resumo na postagem.


    Em 9 de junho de 2013 14:40, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir