segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Sensibilidade e resistência à insulina;

Ainda no contexto das diferenças entre as pessoas, há duas características importantes no que diz respeito à insulina: algumas pessoas secretam mais insulina com a mesma ingesta de glicose, e algumas pessoas tem mais "resistência à insulina" do que outras.
Aquelas pessoas que secretam maiores quantidades de insulina tendem naturalmente a acumular mais gordura. E as pessoas que apresentam mais "resistência à insulina", isto é, suas células respondem menos à doses maiores de insulina, acabarão por secretar mais insulina para baixar os niveis de glicose no sangue. Este hiperinsulinismo, por sua vez, leva à piora da resistência à insulina, produzindo um ciclo vicioso no qual níveis muito elevados de insulina convivem com niveis elevados de glicose no sangue (pois as células são tão resistentes à insulina que não conseguem remover o acúcar circulante). A isso se denomina diabetes tipo II, o diabetes do adulto. Se você consultar o post sobre os efeitos da insulina, subitamente ficará claro a origem dos diversos problemas que afligem nossa população à medida que engorda com o passar dos anos: obesidade, diabetes, triglicerídeos e colesterol elevado, hipertensão, acúmulo de gordura no fígado, são TODOS consequência da combinação resistência à insulina/hiperisulinismo.

61 comentários:

  1. Olá, Dr. Bom dia. Descobri seu blog apenas ontem, e lendo a matéria fiquei interessada em saber suas considerações acerca da cebola na dieta, uma vez que a referida é considerada como insulina natural... Depois de alguma leitura concluí que a cebola e a cebolinha devem ser usadas por diabéticos (para compensar o nível de glicose faltante para queimar o açucar circulante) não sendo recomendável para quem está fazendo dieta para perda de gordura, visto que com a redução de açúcares na alimentação, automaticamente a insulina seria reduzida. Assim, a ingestão de cebola faria com que o nível de insulina aumentasse, mesmo com a diminuição de açucares, o que atrapalharia a dieta, fazendo o corpo armazenar gordura. Ou seja, se a pessoa segue a dieta de redução de açucares, não precisa comer cebola, se ingeriu açucar e quer uma ajudinha para queimá-lo, aí sim seria indicado o uso da cebola. Enfim de qualquer modo, cebola deve ser usada como tempero e não como alimento. É isso mesmo?
    Bom, adorei seu blog e se puder responder ficaria muito grata.

    ResponderExcluir
  2. Olá. A cebola tem uma pequena concentração de carboidratos tendo, portanto, mínima influência sobre a insulina. Desconheço qualquer referência científica que diga respeito a alguma ação direta da cebola sobre a insulina (até onde eu saiba, todos os alimentos afetam a insulina fundamentalmente através de seus efeitos sobre as concentrações de açúcar no sangue). Assim, aproveite a cebola em suas receitas - por experiência própria, lhe digo que não atrapalha em NADA a perda de peso.

    ResponderExcluir
  3. Porque sentimos sono apos uma refeição rica em carboidratos? Tem alguma relação com a liberação da insulina?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim. Ocorre que em dietas ricas em carboidratos, a insulina está cronicamente elevada, inibindo a utilização da gordura como fonte de energia. Após uma refeição rica em carboidratos, a glicose no sangue aumenta, seguida de um aumento na insulina. Fequentemente o que ocorre é que, após este pico de insulina, há uma "hipoglicemia reativa", isto é, o açúcar no sangue cai demais, e como o corpo não consegue acessar os seus depósitos de gordura (devido à insulina cronicamente elevada), vem a sonolência. Numa dieta low carb, a glicemia permanece estável o dia inteiro (sem picos e sem quedas), de modo que este fenômeno desaparece completamente.

      Excluir
  4. Isso é a pura verdade. Antes de começar com a dieta de baixo carboidrato eu sentia sono o dia inteiro, mesmo dormindo mais de 8 horas.

    ResponderExcluir
  5. Oi, tudo bem? Estou feliz por ter encontrado seu blog. Dr, eu sempre fui bem mAgra, e minha dificuldade sempre foi ganhar peso. Sempre perdi peso com muita facilidade, e brigava contra isso. E comia de tudo, menos arroz e pão. Aí engordei muito! Eu passei a comer pão e arroz, e ganhei mais peso do que eu queria. Isso aconteceu há uns 3 ou 4 meses. Aí, agora tou insatisfeita obviamente, preciso perder essa barriguinha ridicula e minhas coxas engordaram, não consigo usar minhas calças, é um horror. Obviamente cortei o pão, cortei arroz, até meu mate com açucar ( viciada em mate a vida inteira, sempre foi meu elixir, mas sem açucar fica sem graça). O sr acha q a barriga vai embora, e o lance da gordura das pernas, quadrol, tb? Acho q são uns 3 Kgs. Tenho 1,63 m e tou pesando 54 Kgs. A unica coisa dessa engorda foi o rosto, fica um pouco melhor mais cheio. Tou com 38 anos, e meu rosto tá ficando mais fino com a idade, e isso tb me incomoda muito. Obrigada, se tiver alguma dica, ficarei feliz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá. É que com a idade, a resistência à insulina aumenta. A mesma dieta que te mantinha magra aos 25 te engorda aos 35, pois o corpo precisa de muito mais insulina para metabolizar a mesma quantidade de carboidratos. E a insulina, como sabemos, é a chave do processo. Eu não tenho dúvida que vc consegue se livrar do quilos a mais restringindo os carboidratos. Quanto ao rosto, naturalmente vai afinar - não se pode ter tudo na vida, não é mesmo? O principal é que sua saúde estará se beneficiando.

      Excluir
  6. Dr. Souto, meu sono melhorou muito desde que mudei meu estilo de vida e alimentação, mas ainda sinto muito após o almoço. Não sei se estou fazendo algo errado.

    Estou no 8º dia da fase de indução (voltei nela dia 25/4), durmo uma média de 5 a 6 horas diariamente. Desde que comecei lowcarb não preciso mais de remédio controlado para dormir (tamava AMATO antes) e também não tomo mais café da manhã (janto às 18h30 ~ 19h no dia anterior). Hoje no almoço, por exemplo: comi uma omelete pequena (1 ovo, cebola, alho, 1 col. sopa de creme de leite, uma pitada de sal, 4 fatias de muçarela, 2 fatias de presunto) recheada com 1 col. sopa de molho de carne moída (carne, cebola, tomate) com creme cheddar (creme de leite + cheddar). Comi 1/2 tomate e 2 col. sopa de acelga. E mesmo assim, está impossível ficar com o olho aberto!!!! Desconfio muito que seja por causa da insulina!

    O que eu estou fazendo errado?

    ResponderExcluir
  7. Esqueci de dizer que antes de começar lowcarb, meu médico diagnosticou hipoglicemia. Isso tem algo a ver?

    ResponderExcluir
  8. Eu acho que vc está no caminho certo, acho que ainda está muito cedo (pouco tempo de mudança no estilo de vida), mas vc já nota algumas mudanças significativas. Com a dieta que você descreve, a culpa não é da insulina.

    Mas também acho que dormindo apenas 5 horas não há dieta que te tire o sono.

    Há mais no estilo páleo do que só dieta - há também a atividade física, o contato com a natureza, até mesmo medidas para diminuição do stress (yoga, etc). É um processo.

    Há coisas que podemos mudar, outras não. Talvez suas demandas de trabalho lhe impeçam de dormir o tempo necessário. Bem, fazemos o que podemos com aquelas variáveis sobre as quais temos controle. Eu tenho a impressão que em mais algumas semanas, vc notará uma melhora ainda maior em seus níveis de energia.

    ResponderExcluir
  9. Doutor, em primeiro lugar, parabéns! Estou impressionado pela qualidade e quantidade de informações que venho colhendo aqui.
    Eu acompanho o emagrecerdevez desde o ano passado, mas cheguei aqui através de um amigo.
    Ainda estou absorvendo muita coisa, mas me surgiu uma dúvida e gostaria de uma pequena ajuda:
    Em agosto do ano passado eu estava com 100kg (tenho 1,82m). Na época estava com 26% de gordura.
    Iniciei treinos na academia e corrida/bicicleta, etc, além de uma dieta rica em proteínas, várias refeições diárias, proteínas em todas as refeições, alto carbo de manhã, com declínio ao longo do dia.
    Pois bem, cheguei aos 88kg e 19% de gordura em dezembro.
    Dali em diante, estacionei. Hoje estou com 19-20% e 88-90kg. Meu plano é chegar a 15% (seria excelente) ou pelo menos 17% (tenho uma balança que mede percentual de gordura, músculos, etc... em casa, meço meu peso e demais parâmetros TODO DIA, logo ao acordar, depois de ir ao banheiro e registro em uma planilha, desde o dia 19 de agosto do ano passado, meramente por ser bem interessante acompanhar as flutuações dos parâmetros, mas levo em conta mesmo é a média da semana). Tenho 39 anos.
    Agora que descobri seu blog, estou bastante empolgado em tentar essa nova abordagem. Desde ontem (25/03) eliminei o trigo da alimentação e pretendo comer predominantemente saladas/legumes e um mínimo de carbo de outra fonte. Só como um pouco de doce no domingo, já há algum tempo, mas vou reduzir para apenas uma sobremesa na semana. Não tenho açúcar em minha vida durante a semana, nem no café, que consumo sempre puro.
    Bom, tudo isso para fazer a(s) pergunta(s) que me intriga(m) neste momento: Tenho resistência à insulina? A dieta low-carb vai funcionar para mim? Existe forma de eu saber se tenho resistência à insulina e em que grau?
    Nunca tive nenhuma alteração de pressão ou parâmetros em exames de sangue que fiz ao longo dos anos (apenas em um período de sedentarismo, quando estava com a mão fraturada e tive que operá-la, que me deixou 2 anos parado, fiquei com o HDL um pouco baixo, para o que o médico me recomendou exercícios).
    Desculpe-me pelo alongado da mensagem.
    Obrigado e parabéns, mais uma vez.

    ResponderExcluir
  10. Prezado: se vc tiver resistência à insulina, aí mesmo que a redução
    de carboidratos funcionará bem! Uma das formas de medir isso é medir a insulina séria e a glicemia - e o laboratório calcula um
    índice chamado HOMA (http://pt.wikipedia.org/wiki/HOMA). Tem suas limitações, mas dá uma ideia. Agora: mesmo que o resultado seja normal, vc vai deixar de tentar um estilo de vida low carb? Não, né? Então faça exatamente o que vc disse acima, e veja os resultados por vc mesmo. A retirada dos grãos é realmente benéfica.


    Em 26 de março de 2013 23:00, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  11. Infelizmente a diabetes tipo II não pode ser mais chamada de "diabetes do adulto", já que cada vez mais vemos crianças com o disturbio.

    ResponderExcluir
  12. Dr. Souto. Fazendo uma dieta low carb/paleo o que acontece com a insulina? E o que fazer no caso de estagnar a perda de peso quando ainda se tem um grau de obesidade?

    Estou há 18 meses fazendo atkins. tenho 32 anos, 1,59m pesava 96 e atualmente peso 79kg e estagnei. Já li vários artigos seus mas ainda não consegui entender por que isso acontece e se tm alguma forma de continuar emagrecendo até um IMC aceitável pra minha altura.
    Obrigada!

    ResponderExcluir
  13. Olá. A coisa vai além da insulina: http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/12/para-alem-da-insulina.html
    Leia ainda: http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/02/nao-e-tao-simples-o-set-point.html http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/02/jejum-intermitente.html http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/12/exercicio-sim-mas-nao-o-que-lhe.html
    2013/8/27, Disqus :

    ResponderExcluir
  14. Olá Dr. José Carlos! Tenho algumas dúvidas referente a resistência a insulina. Tenho 34 anos e desde os 19 foi diagnosticado ovário policístico. Tive algumas alterações hormonais; aos 19 anos tive hipertireoidismo tratei durante 3 anos e não tive mais o problema e faço controle a cada 3 ou 6 meses. Há mais ou menos uns 8 anos foi diagnosticado hiperprolactinemia e com toda essas alterações hormomais, nunca consigo menstruar regularmente, sempre com o auxílio de medicamentos. Aos 30 anos engravidei pela primeira vez, após 2 meses de tentativa consegui engravidar. Na época eu tomava Dostinex 0,5mg (metade 1x por semana) e tb metformina 500mg(1 comprido por dia). Em 2011 meu endocrinologista começou a medir minha insulina, pois como tenho ovário policistico o mesmo me disse que tenho resistência a insulina. Colhi semana passada a insulina e deu 15 e a glicemia 83, verifiquei na referência e está dentro do valor estabelecido, só que meu médico fez um cálculo de divisão que deu um índice de 5,5 e daí ele disse que tenho muito tendência de ter diabetes precose e se ficar grávida ele afirmou que terei diabetes gestacional....Tenho 1,63cm e peso 73 kg. Estou tomando metformina 500mg 2 x ao dia e vou começar a tomar dostinex novamente pois a prolactina ainda está alta deu 47 dessa vez .Tenho mesmo resistência a insulina? Será que isso tb influência na menstruação /ovulação? Como tomo metformina há alguns meses isso pode influênciar no estímulo dessa resistência a insulina, uma vez que ainda não tenho diabetes? E qdo parar de tomar a metformina poderei ter aumento na glicemia ou diabetes? Aguardo retorno e obrigada pela atenção!

    ResponderExcluir
  15. Sim, tem resistência à insulina, sim isto está associado a todos os outros problemas hormonais, sim, LCHF é extremamente eficaz para resolver estes problemas sem medicação. http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/05/ovarios-policisticos-melhoram-com-low.html

    Em 6 de setembro de 2013 10:56, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  16. Olá Dr. Eu aderi a dieta de baixo carb e exercícios de crosfit, entretanto não emagreci, mesmo mantendo uma dieta de1200 calorias. Peso 89 kcal e segundo a tabela emagrecerdevez tenho 45% de massa gorda. Tenho problemas na tireiode mas segundo meu medico, os niveis tanto da tireoide quanto da glicemia agora estao normais. O que pode estar errado?
    Ah... o que vc diz sobre doce de ovos, doce de queijo, doce de abóbora, receita da vovó?

    ResponderExcluir
  17. Doces?

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 24/09/2013 22:31, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  18. Terminei de ler o livro Barriga de Trigo, adorei, dispensa comentários. Mas fiquei com uma dúvida. Sempre orientei os pacientes diabéticos a evitarem o leite, as frutas (principalmente as mais ricas em frutose) e a sacarose. O tal "carboidrato complexo" realmente era meu queridinho. Na ceia montava os cardápios com chá e torradinhas integrais (ok, ok, já dei minhas chicotadas nas costas hoje). Mas como que essa orientação fazia em uma ou duas semanas a glicemia em jejum diminuir ? Eu sempre pedí para que eles aferissem o dextro em jejum pela manhã, e a diminuição era clara. Na verdade a glicemia começava a se manter de 100 a 120mg/dl. Com a lowcarb, provavelmente essa glicemia baixe de 100 mg/dl, mas não consigo explicar essa melhora com os produtos integrais (não depois de ler o livro).

    ResponderExcluir
  19. Só de parar de tomar refri, comer doces, etc, já melhora. Veja: uma dieta qualquer será melhor do que dieta nenhuma, no contexto da dieta padrão ocidental.

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 27/10/2013 17:32, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  20. Olá Dr. Souto, gosto muito de frutas, e gostaria de saber quanto a quantidade de fruta que posso comer sem aumentar a insulina, é possível isso?
    grata

    ResponderExcluir
  21. http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/01/quais-frutas-comer-e-em-que-quantidade.html

    2013/10/29 Disqus

    ResponderExcluir
  22. Estou com 32 anos, 110 kg, com resistencia a insulina, triglicerídios alterado... Ler seus posts está me convencendo que se eu não emagrecer vou morrer daqui há alguns anos.

    ResponderExcluir
  23. Ler (e SEGUIR) os posts é o que vc precisa para NÃO morrer daqui a poucos anos.


    2013/11/25 Disqus

    ResponderExcluir
  24. Sim, sim! Passei quase o dia inteiro só lendo coisas desse blog! Obrigada! Vou seguir e conseguir!

    ResponderExcluir
  25. Dr Souto, por favor me dê mais uma luz ... Já li aqui no blog, mas não lembro onde, que as dosagens de açúcar e insulina em jejum são fora dos padrões de referência dos exames para quem segue a dieta... então, peguei hoje meu primeiro resultado com 2 meses de dieta e não consigo entender as referências (basal em jejum, indivíduos com teste anormal, com diabetes mellitus ?) - meus resultados: glicemia jejum: 103 mg/dl - pós alimentação: 103 / insulina jejum: 32 uU/ml - insulina 2h pós almoço: 9.0 uU/ml ... em agosto, quando levantei a hipótese de pré-diabetes, antes da dieta a glicemia de jejum foi de 86 e a insulina tb jejum 13 uU/ml , em novembro só medi a glicemia de jejum e deu 79... Estou confusa, ainda estou no risco de pré-diabetes, com estes valores?

    ResponderExcluir
  26. ... parece que esses valores de insulina estão trocados? 9 seria em jejum e 32 pós almoço ???

    ResponderExcluir
  27. É parecem trocados. Seu objetivo é atingir valores de insulina abaixo de 8, preferencialmente abaixo de 5 em jejum.

    Às vezes, precisa de Metformina se só a dieta não resolver.

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 04/12/2013 15:30, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  28. Se começar com Metformina posso interromper? tem como saber se a dieta começou a fazer efeito mesmo com o uso?

    ResponderExcluir
  29. Depois de uns meses usando, medir a insulina, se baixou, para o remédio e medir novamente. Precisaria de acompanhamento médico para isso.


    2013/12/4 Disqus

    ResponderExcluir
  30. Certo! Muito obrigada! Sem querer abusar mais da sua boa vontade Dr, poderia me esclarecer ainda se esses níveis de insulina podem ter relação com distúrbios da tireóide? Venho apresentando variações que tendem para o hipotiroidismo... Grata.

    ResponderExcluir
  31. Hipotireoidismo pode aumentar a resistência à insulina. E páleo estrito pode resolver o hipotireoidismo.


    Em 6 de dezembro de 2013 14:05, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  32. Olá. Fazem 30 dias que estou colhendo os bons frutos da dieta LCHF, menos 4 kilos, hipoglicemias noturnas desapareceram, disposição nunca tida antes na vida...só que estou percebendo que de uns 8 dias pra cá estou sentindo palpitações, tipo o coração batendo mais forte e rápido, estou com mau humor, sentindo uma certa tristeza, meio deprê, mais sonolência e a fome aumentou consideravelmente, outro detalhe é que o peso estacionou...são efeitos da abstinência do açúcar? Posso fazer algo para melhorar isto? Não quero de jeito nenhum voltar a comer o que comia antes...

    ResponderExcluir
  33. Mais água, MAIS sal, aguentar 14 a 21 dias.


    Em 9 de dezembro de 2013 13:34, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  34. Olá Dr Souto, domingo passei mal, primeiro vontade de ir no banheiro, fezes moles, depois veio dormência nas mãos, suor frio, comecei a respirar bem fundo e fui procurar medidor de pressão, (não achei), chamei meu pai, estava pálida, boca, olhos roxos, pedi uma banana, ninguém me deu nada, não sabia se podiam, meus dedos travaram, muita dormência nos braços, mãos e pés, depois de uns 5 min passou, daí acharam o medidor ...rs, pressão normal 12/9.Já tive isso antes, sempre no calor, então não posso ligar isso á dieta.Últimos exames de sangue só lembro que curva glicemia deu normal, e insulina alta.Será que tenho hipoglicemia, a dieta pode aumentar episódios?Com a dieta estou sentindo pouca fome, e ficando mais tempo sem comer nada.Pode me ajudar?Devo refazer exames?

    ResponderExcluir
  35. A cura da hipoglicemia é dieta low carb. Só tem hipoglicemia quem come carbs (ou quem usa medicamentos para baixar a glicose, é claro) - portanto não caia nessa armadilha. Quando vc come carbs, a glicose sobe, a insulina sobe muito se houver resistência à insulina, e depois a glicose cai demais. Quando não se come carbs, a glicose não sobe e nem desce, fica estável, produzida pelo fígado. Pode até acontecer que vc ainda tenha algum episódio porque ainda está se adaptando. Mas a forma de saber é o mesmo que vc fez para a pressão - comprar um glucosímetro e medir a glicose na hora do evento - afirma que 95% das "hipoglicemias" não são verdadeiras, são qualquer outra coisa (hipotensão, estress, desmaios por estafa, etc).


    Em 13 de janeiro de 2014 15:03, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  36. INDICE HOMA-IR: 6,2. Valor de Referência: "Inferior
    a 2,75". Seria essa e resposta de pq estou com dificuldade de emagrecer, mesmo adotando a LC?

    ResponderExcluir
  37. Quem tem resistência à insulina em geral responde melhor a low carb.

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 25/01/2014 21:47, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  38. Gostaria de saber se há uma quantidade ideal de consumo de carboidratos por dia, seja g de carboidratos por kg de peso corporal ou outra medida qualquer. Obrigada!

    ResponderExcluir
  39. De 30 a 150g por dia, dependendo do metabolismo de cada um. Comece baixo, e vá aumentando aos poucos, se travar o emagrecimento, diminua. Simples assim.

    2014-03-31 11:01 GMT-03:00 Disqus :

    ResponderExcluir
  40. Eda Maria Silveira13 de abril de 2014 16:37

    Ola Dr. Em Primeiro Lugar parabéns, descobri seu site so a dois dias depois que fiz parte do emagreca de vez, mas, so corri atras disso por que descobri que tenho uma complicada sindrome metabolica; que na verdade nao entendi bem; porque o medico que me pediu os exames me falou pra procurar outro colega endocrino, e o outro endocrino tb me falou o mesmo!! pelos valores altos que estavam muito altos de insulina em jejum 69,17 com o parametro normal de de 2,60 a 24,90 e insulina jejum 90 . Nao sou obesa. sei que em obesos a insulina chega a 70 em jejum meu imc é 26 .. esteatose hepatica claro, triglicerideos a 395 claro que estariam altos tb... ja
    chorei 3 dias seguidos de medo porque 3 medicos negaram meu caso; e pesquisando na net que era tudo que eu tinha ,mesmo procurando dados com fontes a gente sempre esbarra em coisas que mexe com a gente,(gente que dia que proteína libera insulina quase tanto quanto carbo!!) e no nivel de insulina que eu estou se proteina liberar insulina estou ferrada.... vou ter que parar de comer tudo, e procurar um metodo alternativo de "viver de luz" me ajuda por favor nao sou uma burra em biologia, mas de repente estou tao assustada com essa historia que meu Deus...me paralisou.
    Pensei em tomar pioglitazona 30mg (mas ela inibe lipolise e presiso emagrecer) embora era melhora a resistencia a insulina
    metiformina ja estou tomando e tb silimarina. Sou farmaceutica.
    mas preciso de um endocrino nao fazer isso sozinha, fora que sei que NUNCA MAIS vou poder comer carboidrato. mas acho que me acostumo no começo é um choque mesmo. obrigada, desculpe o desabafo, e o texto gigante. se puder responder desde ja agradeço e agradeço a dedicação gratuita e a paciencia. obrigada mesmo.

    ResponderExcluir
  41. 90 dias de low carb e essa insulina está normal

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 13/04/2014 16:37, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  42. Estou adorando o blog, parabéns doutor! Estou tentando seguir direitinho, só ainda com medo de tanta gordura, acho que ainda viciada em outras dietas... Vou acrescentando aos poucos e ainda não consigo ficar sem aveia, atrapalha muito? De manhã no pré treino bebo 300ml de água com whey protein, na volta da academia ovo com bacon, couve, espinafre e queijo. Também uma xícara de café. Almoço carne e salada de folhas. No meio da tarde geralmente banana ou maçã com yogurte activia e aveia, ainda 2 castanhas do Pará e no jantar omelete com folhas verdes, bacon e queijo. Na ceia costumo tomar colágeno hidrolisado com cápsula de ômega 3. Será que está bom assim ou devo melhorar algo? Alguém pode me ajudar?

    ResponderExcluir
  43. TIRE A AVEIA


    Em 25 de abril de 2014 10:23, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  44. Obrigada, seguirei tudo direitinho! Não consigo fazer mais nada, estou devorando o blog rsrs Porei tudo em prática e voltarei contando as novidades.

    ResponderExcluir
  45. Olá. Que tal nata ou creme de leite no café? Sacia e começas a perder o medo da gordura. Boa sorte.

    ResponderExcluir
  46. Douglas Teócrito de Aquino14 de maio de 2014 06:15

    Bom dia, Dr. Souto. Meu pai possui Diabetes tipo II, teve recentemente infarto do miocárdio, tem as artérias das duas pernas quase totalmente entupidas e seus rins estão funcionando no limite, segundo médicos. Nesse estado é permitido que ele siga uma dieta Low Carb?

    ResponderExcluir
  47. E qual a alternativa? Qual a substância no sangue que provocou tudo isso por estar elevada?

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 14/05/2014 06:18, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  48. Douglas Teócrito de Aquino15 de maio de 2014 06:44

    Carboidratos?

    ResponderExcluir
  49. Exato. Ou seja, a pergunta deveria ser o quão seguro seria permanecer comendo carboidratos em alguém esse perfil intolerância severa à glicose.
    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 15/05/2014 06:44, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  50. http://lowcarb-paleo.blogspot.in/2013/07/low-carb-e-diabetes.html

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 15/05/2014 07:03, "Jose Carlos Souto" escreveu:

    ResponderExcluir
  51. Douglas Teócrito de Aquino15 de maio de 2014 07:18

    Ok, se eu conseguir eliminar a maior parte dos carboidratos, deixando somente o amido resistente e aumentando o consumo de gorduras de origem animal (saturadas, correto?), proteínas de origem animal, folhas, legumes e raízes, provavelmente poderemos ver uma melhora no quadro dele, correto?

    ResponderExcluir
  52. Não precisa aumentar artificialmente a gordura animal, basta não fugir gordura natural alimentos, não precisa ser saturada, pode ser monoinsaturada, não precisa ser animal, pode ser vegetal (abacate, azeite oliva, nozes, castanhas, coco), não precisa aumentar a proteína, basta fugir dela, e faz se for animal ou vegetal, não precisa fugir da carne vermelha, mas não precisa comer também, pode ser peixe, aves, etc.

    Tudo isso são opções. O fundamental são os princípios básicos:

    1) Cortar açúcar;
    2) Eliminar completamente os grãos
    (especialmente trigo e soja) e tudo o que for feito com eles, não importa que seja integral;
    3) Evitar raízes ("tubérculos",
    em especial batatas) se você
    precisa perder muito peso ou for diabético;
    4) Optar por comida de verdade;
    5) Não consumir óleos
    extraídos de sementes;
    6) Perder o medo da gordura
    natural dos alimentos

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    [image: Disqus] Settings
    A new comment was posted on Dieta Low-Carb e Paleolítica ------------------------------ *Douglas
    Teócrito de Aquino*
    Ok, se eu conseguir eliminar a maior parte dos carboidratos, deixando somente o amido resistente e aumentando o consumo de gorduras de origem animal (saturadas, correto?), proteínas de origem animal, folhas, legumes e raízes, provavelmente poderemos ver uma melhora no quadro dele, correto?
    6:18 a.m., Thursday May 15
    * Reply to Douglas Teócrito de Aquino * Moderate this comment by email

    Email address: *dtaquino1977@gmail.com* | IP address: 177.22.151.60

    Reply to this email with “Delete”, “Approve”, or “Spam”, or moderate from the *Disqus moderation panel*.


    Douglas Teócrito de Aquino’s comment is in reply to *J. C. Souto*:
    Exato. Ou seja, a pergunta deveria ser o quão seguro seria permanecer comendo carboidratos em alguém esse perfil intolerância severa à glicose. Dr. Jose Carlos ...

    Read more ------------------------------

    You're receiving this message because you're signed up to receive notifications about activity on threads authored by jcsouto.

    You can unsubscribe from emails about activity on threads authored by jcsouto by replying to this email with "unsubscribe" or reduce the rate with which these emails are sent by adjusting your notification settings.

    [image: Disqus]

    ResponderExcluir
  53. Douglas Teócrito de Aquino15 de maio de 2014 07:33

    Muito obrigado, Dr.

    ResponderExcluir
  54. Será no mínimo neutra

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 16/05/2014 17:44, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  55. Douglas Teócrito de Aquino16 de maio de 2014 20:17

    Mais uma vez, muito obrigado. Aliás, meu pai gostou muito da banha, pois disse que lembrava da infância, quando a mãe dele fazia tudo na banha.

    ResponderExcluir
  56. Boa tarde DrºSouto! Não sei se o meu comentário se enquadra aqui mas surgiu-me uma dúvida que com certeza o Srº me ajudará?
    Quando li a sua matéria sobre o AR pensei para mim, esta aqui a solução para o meu intestino preso (na altura ainda consumia alguns carboidratos). Comecei por tomar 2 colheres de sopa de manhã e 2 há noite, durante 3 a 4 dias não notei nenhuma diferença, além dos
    gases e a barriga menos inchada. Como o Srº mesmo diz cada pessoa é uma pessoa não somos todos iguais! Pensei isto em mim não funciona! Desisti do AR mas não do meu objectivo seguir este estilo de vida. Agora têm 2 meses e mais uns dias que não consumo qualquer tipo de grão, há 15 dias iluminei os produtos lácteos e as frutas todas (expecto o abacate) e mesmo assim a balança não estava querendo ser minha amiga, só as medidas baixaram um pouco. Resolvi há 8 dias voltar novamente a testar o AR não custa tentar né. E não é que um milagre se deu (para mim é milagre) em 8 dias + ou – a balança lembrou que eu existo e marcou menos 2 kg, eu ainda nem estou em mim. Tem praticamente um ano
    que o meu peso estacionou incrível, estou super mega feliz!
    Estou consumindo 4 colheres de sopa antes do jantar sempre na mesma hora e ouve um dia que eu experimentei de manhã em jejum vi no Freetheanimal que de vez em quando devemos tomar em jejum. Ontem e hoje de manhã notei uma ligeira dor de cabeça que passa quando
    tomo o café da manhã, a minha dúvida é neste sentido será que estou ficando com a glicose muito baixa? E mesmo não indo no banheiro todos os dias, como se explica esta perda de peso. Se as minhas duvidas forem tontas peço desculpa.
    Aguardo uma resposta sua Drº e bem haja para todos que leem este blog fantástico. Isabel Cruz

    ResponderExcluir
  57. Muito interessante, não é? Provavelmente a perda de peso é reflexo da melhora da sensibilidade à insulina. Acompanhe por mais tempo. Eu observei efeito semelhante em mim no decorrer de 4 a 5 meses.


    Em 19 de maio de 2014 12:00, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  58. Drº qual a sua opinião nestes meus testes feitos em dezembro de 2013:

    Glucose- 100

    Creatinina- 0,9

    Colesterol Total- 220

    HDL- 69

    Triglicéridos- 69

    Gama GT 25

    qual a palavra que identifica fígado gordo, tenho os testes aqui comigo mas não sei qual é.

    Obrigado e Bem Haja

    ResponderExcluir